Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eva Veigas

Eva Veigas

Sex | 04.01.19

Transição Dezembro 2018 / Janeiro 2019

Eva Veigas

transicao dez 18 jan 19.jpg

 

 

Transição Dezembro 2018 / Janeiro 2019

 

Recordemos que o Regente Numerológico de Janeiro é 13:4. Para ler acerca do mês clique aqui

 

O Ano oficialmente celebrado pela maioria das pessoas em todo o mundo, transita de segunda para terça-feira, movendo-nos da influência de um trânsito ou aspecto numerológico muito forte que congrega as forças de 11:2 (Regente de 2018), 12:3 (Regente de 2019), 23:5 (Regente de Dezembro 2018), 13:4 (Regente de Janeiro 2019) e ainda 18:9 (Regente do dia 31/12/18) e 14:5 (Regente do dia 01/01/2019).

 

Porém para a Numerologia, o início de cada Ano é mutável, ou seja, a regência de 1, nem sempre começa no primeiro mês de cada ano civil. Assim em 2019, o verdadeiro início de 2019 dar-se-á em Julho, mês regido pelo Número 19:1.

 

Mas voltando aos aspectos desta transição, devemos compreender o que se move por trás destas influências numerológicas. Assim, transitamos de um momento em que nos foi pedido um novo olhar, uma nova visão acerca do modo como cooperamos uns com os outros, como colaboramos, como nos entre ajudamos, levando esta experiência para um novo patamar onde os relacionamentos são o ponto fundamental a considerar, já que é através deles que crescemos, não sem dor, como sabemos.

 

Porém, é através desta dor profunda, que nos chega tantas e tantas vezes, através dos afectos ou desafectos, que nos damos a oportunidade de quebrar e romper barreiras e limites que julgávamos impossíveis de acontecer. É aqui que entra muitas vezes a energia do Perdão e é através dela que tem início a verdadeira transmutação. É neste ponto que accionamos o Poder da Chama Violeta que nos liberta as asas que há muito tempo têm estado presas e incapazes do mais pequeno movimento.

 

E como nos iremos libertar? Através do movimento criativo que tenderá a expandir-se ao longo deste ano, e que atingirá o seu pináculo nos meses de Junho, Julho e Setembro.

O poder de criar e manifestar novas soluções, novos cenários, novas possibilidades está dentro de cada um de nós. Não há ninguém que não tenha esse poder, simplesmente nem todos querem usá-lo ou sequer aprender a fazê-lo.

 

O movimento brusco, louco e apressado de Dezembro (5) dá agora lugar a um período de reflexão (4), para que nos possamos reorganizar, no meio do turbilhão gerado pelo regente 11 de 2018.

 

O último dia do ano fecha com a energia 9 que representa isso mesmo: um fechar, um concluir de situações, assuntos e diversas questões às quais já dedicámos o tempo suficiente. É tempo de nos debruçarmos sobre o que realmente pretendemos que fique na nossa vida e o que sabemos que já podemos largar com segurança, afirmando as nossas convicções e a nossa fé em nós mesmos.

 

Está na hora de virar a página e começar um novo capítulo no dia 1 de Janeiro, com a sua vibração 5 que mostra um caminho novo, desconhecido, porém sólido o bastante para o podermos trilhar com confiança e determinação.

 

Assim o dia 1 trata de trazer uma mudança forte no tema dos relacionamentos familiares ao qual é preciso prestar bastante atenção, pois são sempre questões onde a nossa sensibilidade, espírito crítico, inteligência emocional por exemplo, serão postos à prova.

É tempo de deixar cair muros e barreiras que impedem o verdadeiro entendimento e diálogo construtivo e criativo. Esse sim traz soluções, ainda que seja a longo prazo.

 

No dia 2

 

O foco continua a centrar-se no tema família, nos apegos excessivos, nos ciúmes, no sentimento de posse sobre os outros. É necessário muito trabalho para trazermos a nossa confiança e coragem para fora e mostrá-las, não como uma forma de imposição e de mostrar quem manda, mas como um exemplo de determinação e capacidade de resolver conflitos difíceis. A ideia é harmonizar diferenças, respeitando o espaço de cada um e não há melhor forma de ensinar os outros do que dar o exemplo.

 

No dia 3

 

Aprofundamos o tema família, mas agora trazendo mais consciência a quaisquer processos complexos em que estejamos envolvidos e iniciamos o processo de transmutação do que quer que esteja a dificultar-nos a vida, através do Poder do Perdão que é libertado pelo uso da Chama Violeta.

Há que fazer escolhas e nem sempre serão fáceis, mas serão as mais ajustadas e adequadas ao momento e à consciência de cada um.

 

No dia 4

 

Colocamos agora o foco na manifestação daquela harmonia que estivemos a criar desde o início do ano. Escutar a nossa própria voz e orientação internas é uma forma de possibilitar um caminho de sucesso para conquistar este equilíbrio interior.

Os processos criativos podem bloquear, servindo como lembrete para que não nos distraiamos ou fiquemos focados em outro tipo de assuntos menos importantes ou secundários.

Dar início a algo novo, nem sempre é tão fácil como parece. É preciso ser muito perseverante, humilde e laborioso.

 

No dia 5

 

Parece que depois deste período é preciso ir limpando o que vamos deixando para trás, para que não fiquem restos de alguma coisa, que mais tarde possam voltar a tornar-se impedimento na nossa vida. Assim, há que ir largando com consciência tudo o que já não precisamos, porque parece tão óbvio (afinal já resolvi, não é?) que temos tendência a ignorar este aspecto.

O medo ou receio de continuar esta tarefa por querer tomar conta de nós, mas se formos diligentes e criteriosos e usarmos bem a nossa racionalidade, a nossa mente, isso acabará por ser transcendido. Com toda a certeza nos sentiremos mais livres, mais soltos para continuar a nossa jornada e ir transformando pedras em flores.

 

 

Chegando ao fim esta análise mais concreta espero e desejo que todos saibamos aproveitar cada oportunidade, cada momento, cada segundo das nossas vidas, pois ela é sem dúvida, rara e preciosa.

 

Feliz Ano 2019

 

Eva Veigas

Numeróloga Transpessoal