Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eva Veigas ~ Medicine Woman

"O tempo é como a onda que chega à costa. Ela leva algumas coisas, mas traz outras.” ― Amy Neftzger

Eva Veigas ~ Medicine Woman

"O tempo é como a onda que chega à costa. Ela leva algumas coisas, mas traz outras.” ― Amy Neftzger

09
Mar18

08/03/2018 - Número Mestre 22

Eva Veigas

rapaz.jpg

 

08/03/2018 - Número Mestre 22

 

Número Natural do Dia - 8
Número Universal do Dia – 22:4

Número do Ponto Forte do Dia – 18:9

Número do Ponto Fraco do Dia – 13:4

 

Sexto dia da série de 36 portais sob o manto do Número Mestre 22.

 

O sexto dia da série de 36 portais acontece no princípio da segunda semana numerológica de Março, cujo regente é 7. O 7 é considerado um dos mais mágicos, se não o mais mágico de todos os Números.

 

Ora a abertura de mais uma porta dentro do Portal 22, ocorre precisamente neste dia, o que mostra uma rara ocorrência, onde toda a energia parece evidenciar a necessidade de um certo recolhimento, ao mesmo tempo que somos levados a querer concretizar uma série de planos que têm estado em “stand by”.

 

Março chegou, e com ele a esperança da renovação. Não será por acaso que é durante este mês que celebramos o equinócio da Primavera e talvez seja a antecipação desse momento de renovação de que todos necessitamos, que esteja aqui em causa.

 

Por um lado, ainda necessitamos de algum recolhimento e introspecção e por outro já nos imaginamos numa outra fase das nossas vidas, onde uma maior abertura nos permitirá mais movimento, tanto interno como externo.

 

A este portal seguir-se-ão, em Março, mais dois, que trarão novas oportunidades e novas propostas para o nosso caminho.

 

Os portais de Março falam de um novo período que nos convida a reflectir acerca da nossa postura e da nossa responsabilidade perante a Vida. Não apenas em relação à nossa própria vida, mas também a responsabilidade que temos perante os outros, perante toda e qualquer forma de vida e perante o próprio planeta.  

 

O ponto forte 9 fala disso mesmo e alerta-nos para o facto de podermos actuar e para sairmos da inércia, do encolher de ombros ou do virar a cara para o lado, como se tudo o que seja exterior a nós, não nos dissesse respeito.

 

O 9 é detentor de energias ou vibrações que correspondem a uma sabedoria muito antiga. É que o 9 contém tudo em si mesmo, inclusive ele próprio. Há muitos conhecimentos e caminhos que nos podem levar a situações e soluções novas e eminentemente práticas.

 

Não é acertado assumirmos que já tudo foi descoberto ou que já não se pode fazer mais nada, pois já foi tudo inventado.

 

O processo cósmico criativo é interminável e o nosso acesso a esse processo é possível. Todos podemos e devemos beber dessa sabedoria e desses conhecimentos, ainda que para o efeito tenhamos de ser muitíssimo persistentes e determinados.

 

Este portal diz-nos que não é hora de baixar os braços. É hora de mostrar a fibra de que somos feitos. É hora de mostrar de quem somos filhos e filhas (e não me estou a referir aos nossos pais biológicos, embora esse factor também seja importante, como é óbvio). Estou a falar do facto de sermos filhos e filhas de Deus Pai e de Deusa Mãe.

 

Temos que estar prontos, e se não estamos, temos que nos preparar já e agir em conformidade. Temos que parar de estar à espera do dia em que nos sentiremos preparados. O momento é agora e não um dia destes. O momento é agora.

 

É desse momento de nos responsabilizarmos por nós mesmos e por tudo o que vive e respira que temos tanto medo. São milhares de milhões de memórias presas nas nossas células que nos devolvem esse medo e esse terror, mas há que largar isso de uma vez por todas. Há que arregaçar as mangas e simplesmente SER.

Há que parar de estar à espera dos outros e avançar. Fazer o que tem de ser feito.

 

Esse é o nosso calcanhar de Aquiles, o medo de encarar e assumir o ser maravilhoso e amoroso que vive em nós. O medo de nos tornarmos e sermos vulneráveis. O medo de olharmos nos olhos uns dos outros, de esticar a mão e de tocar o outro, como se isso fosse perigoso, como se se tratasse de alguma moléstia ou epidemia maligna.

 

Parece que é mais fácil detestar, odiar ou ser indiferente aos outros, do que amá-los, acarinhá-los, ajudá-los ou abraçá-los.

 

É desta transformação que se fala, é esta que é necessária, e é esta que contém muitas, se não todas, as soluções para uma verdadeira cooperação entre pessoas, povos e nações.

 

É esta transformação, esta morte eminente das nossas partes doentes, porque estão retorcidas, distorcidas, fora de uma vibração elevada, que todos tememos, como se isso nos tornasse um alvo ou nos tornasse menos dignos, quando na verdade essa transformação nos tornaria mais, mas tão mais humanos, mais mas tão mais próximos de Deus/Pai/Mãe.

 

 

Eth' Nah', A que Caminha nas Estrelas

Eva Vilela Veigas

27
Fev18

27/02/2018 - Número Mestre 22

Eva Veigas

galaxia2.jpg

 

 

27/02/2018 - Número Mestre 22

 

Número Natural do Dia - 18
Número Universal do Dia – 22:4

Número do Ponto Forte do Dia – 48:12:3

Número do Ponto Fraco do Dia – 14:5

 

Quinto dia da série de 36 portais sob o manto do Número Mestre 22.

 

O quinto dia da série de 36 portais coincide com a transição da energia de fevereiro para março, o qual possibilitará a chegada de uma nova vibração, sob a regência do Número 5 – o Senhor da Mestria e da Liberdade Interior.

 

Fevereiro é o mês que nos anuncia a despedida das longas e frias noites de inverno, do tempo de recolhimento e introspecção junto do fogo das nossas lareiras. O Fogo que nos aquece e ilumina através da escuridão.

 

Foram dias de zelar e de resguardar toda a sementeira, todos os frutos recolhidos na estação anterior, para que a tempestade não os despedaçasse.

 

A Primavera já se faz anunciar, os gelos começam a derreter-se e os riachos começam a cantar. É tempo de fechar um ciclo e de nos prepararmos para o seguinte. Daqui a pouco iniciaremos novas sementeiras e prepararemos novos terrenos de cultivo, para dar continuidade à nossa obra.

 

Este portal 22 fala-nos disso mesmo, de uma conclusão, de um fecho, de um arrumar de assuntos, mas acima de tudo de algo novo que se abre, de uma nova luz, de uma nova esperança, de um retorno a algo que não sendo uma repetição, se volta a desenhar no nosso horizonte, de modo a permitir uma nova oportunidade, onde um mundo de possibilidades se começa a formar.

 

A sinergia presente em 27 move forças que pedem estados meditativos, onde o silêncio impera. Silêncios necessários, que se forem aproveitados tratarão de nos colocar em contacto com as partes que estavam aprisionadas dentro de nos, mas que agora se vão soltando, à medida que os pedaços de gelo que se formou no inverno se vão soltando também.

 

É mais fácil trabalhar com pequenas partes do que com o todo. Sempre que queremos abrir caminho na neve, começamos por soltar pequenas partes, pois não é possível enterrar a pá e abrir caminho. O peso da neve nunca o permitiria.

 

Da mesma forma, quando queremos entrar em contacto com aquilo que em nós ainda se encontra preso, endurecido, rígido, precisamos de retirar pequenas partes, para que as possamos trabalhar separadamente. De outro modo iremos sempre desistir, pois a tarefa parecer-nos-á incrivelmente gigante e tenderemos a abandoná-la.

 

É isto que este portal promove: a capacidade de abrir caminho, num lugar remoto, aparentemente intransponível, de difícil acesso. Portanto precisamos de permanecer num lugar onde a nossa sensibilidade e a nossa verdade nos permita ser inteiros, determinados, eficazes e objectivos.

 

A nossa vontade precisa de ser muito trabalhada, pois as forças contrárias de 22 assentam num terreno fértil para que a preguiça, a indolência e a inércia prosperem.

 

Teremos de ser nós a combater tudo isso. Chega de andar a sobrecarregar os outros. Cabe ainda a esses outros, aprender a dizer não em amor, devolvendo a cada um as suas próprias responsabilidades e deveres.

 

O tempo de avançar à custa dos outros terminou há muito e ainda que possa parecer que avançam, isso não passa de uma mera ilusão e mais tarde ou mais cedo o véu cairá, para que compreendam e realizem que cada um terá de fazer mesmo a sua parte.

 

O 22 é uma energia de construção, de edificação, em colaboração total, em equipa, é certo, mas através do mérito de cada um. Porém, esse mérito ficará diluído e não haverá celebração do um, mas sim do todo. Não haverá placas com o teu nome a brilhar nem honras e glórias te serão feitas, pois a vitória será de todos, do conjunto e não do indivíduo.

 

Só os que estiverem prontos adentrarão estes portais.

 

Não te sintas excluído se acaso não entrares nesta vibração. O portal está aberto para todos, mas nem todos estão abertos ao portal. É porque a tua alma ainda não tem todas as lições acerca de colaboração e cooperação totalmente integradas.

 

É porque ainda necessitas de estar nesse patamar. É porque precisas de ser visto através da tua individualidade. É porque ainda te vês apenas como um indivíduo e isso está certo para ti. É porque ainda necessitas desse reconhecimento.

 

Precisas de ser 1 (Um) antes de ser 2 (Dois). Precisas de ser 2 (Dois) antes de ser 22 (Vinte e Dois).

 

Se não estás pronto não tem importância, logo estarás, assim o desejes. Porém, como sabes, não basta desejar, é preciso fazer mais qualquer coisa… é preciso estar atento e efectuar pequenas mas consistentes e coerentes mudanças. Depois, é preciso permanecer nessa nova consciência. Passo a passo, te prepararás para uma nova abordagem e muitas das tuas necessidades pertencentes a frequências mais baixas e densas, deixarão de fazer sentido.

 

O caminho é sempre para a frente e para cima, numa bela espiral colorida, onde não cabem comparações, nem vontades caprichosas.

 

Eth' Nah' , A que Caminha nas Estrelas

Eva Vilela Veigas

24
Fev18

Numerologia Dia a Dia

Eva Veigas

24_02_18.jpg

 

24/2/2018 = 19:10:1

 

Começa por regressar ao teu centro. 
O que está feito, está feito. 
Sai da periferia e encaminha-te para o núcleo, para a origem de todas as coisas, o ponto onde tu mesmo tiveste origem.

 

Caminha em amor, sem te perturbares com o que está à tua volta. Caminha nessa direcção e não te deixes enredar pela multidão que agita as Águas. Não agites também tu as Águas.

 

Junto à Água sussurra a tua oração, entoa o cântico sagrado do teu coração, aquieta o teu coração.

 

Sai da periferia e regressa a Ti.

 

Destrói o que em ti já não cabe, o que já não consegues conter, pois tu tens o poder de mudar, o poder de destruir e de construir, sempre que o faças em total consciência, ciente das Leis que regem a Vida e o Universo.

 

Destrói os limites e todas as fronteiras que te separam do Amor. Desata os nós que te sufocam e te impedem de respirar, de ser Tu mesmo.

 

Desata-os e aprende a fazer laços. Laços de ternura, de compreensão, de boa-vontade, de cooperação, de verdade, de generosidade. Laços genuínos que unem sem prender, que unem mas não obrigam.

 

Quando atingires o centro saberás. Tu irás sentir a calma e a serenidade. Tu serás o Lago. Tu serás as Águas que suavemente se movem sob o Sol, sob a Lua e sob as Estrelas.

 

Tu serás o que está contido e o que contém. 
Tu serás o Lago, a Fonte, o Rio, a Cascata, o Mar, o Oceano.
Tu serás Um. Tu serás!

 

Eth' Nah' 

A que Caminha nas Estrelas
Eva Vilela Veigas

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

  •  
  • Exercícios e Orações

    Numerologia: 2018

    Numerologia

    Runas

    Tarot

    Videos

    Cursos / Ws Realizados

    PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS:

    •  
    •  

    Entrevistas

    Parcerias

    Sapo Astral Vídeos

    Sapo Desporto

    Arquivo

      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2017
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2016
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2015
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2014
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2013
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2012
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2011
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2010
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2009
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2008
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2007
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2006
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D