Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eva Veigas

Consultas de Numerologia e Tarot * Autoconhecimento e expansão da consciência

Consultas de Numerologia e Tarot * Autoconhecimento e expansão da consciência

Sobre o arquétipo da Mulher Selvagem

Cópia de Super Kit 12.png



Para reflectir, reconhecer, integrar, silenciar, gritar, permanecer, sentir, virar do avesso, saltar, brincar, rebolar, levantar, sacudir a poeira e voltar à estrada – isto a que chamamos vida -, que não é mais do que a pausa deste continuum que é a eternidade, sempre abanando a cauda.

Talvez seja um belo dia para começar ou recomeçar a cuida de nós como um todo. Afinal é segunda-feira.

Mas, Eva, o que é que a segunda-feira tem a ver com este tema?
Talvez nada, talvez tudo! Mas vejamos, perdemos a ligação com o antigo significado dos dias da semana, pois os nossos antepassados faziam corresponder um deus, uma entidade, um planeta a cada dia da semana.

Actualmente, em muitas línguas, ainda é possível percepcionar essa relação próxima com os deuses, mas na nossa língua, desvaneceu-se completamente essa ideia.

Segunda-feira é na verdade o dia da Lua. Em inglês, por exemplo, Monday (Segunda-feira), permite fazer essa relação de forma mais rápida e intuitiva (Moon - Lua / day - dia).

Ora a Lua, tem vários simbolismos associados, entre os quais, está uma relação directa com o arquétipo da Mulher: Donzela - Mãe - Avó, portanto com a Mulher Selvagem que nos habita.

Esta tríade foi desvirtuada ao longo de séculos e está mais do que nunca de tal forma enraizada em nós a crença de que somos insignificantes, inconstantes, mal-humoradas, e assim por diante, que é difícil convencer uma mulher do seu valor intrínseco.

Eu que o diga, em vista do trabalho que realizo e desenvolvo, sobretudo com mulheres, através de uma abordagem numerológica.

De acordo com os dados apresentados num mapa numerológico, saltam à vista os desafios inerentes ao potencial que cada um poderá desenvolver, de modo a que o possa aplicar a tudo a que se dedicar com afinco, seja num nível pessoal, material, profissional, espiritual, etc.

Não raras vezes, a consulta acaba por se tornar num espaço sagrado, onde cada mulher se permite encarar a sua dor escondida sob várias camadas de pêlo. E lá bem no fundo de uma forte e polida carapaça, está um animal selvagem, aninhado, amedrontado, mas sempre arreganhando os dentes, pois desconfia de quem o tenta ajudar a sair daquela caverna escura para a luz.

É preciso criar uma estrutura fiável e forte o suficiente, para que ele possa assomar à entrada da caverna e verifique por si mesmo que é seguro sair.

Acreditem, já assisti a vários partos, bastante difíceis, mas que culminam em lágrimas de alegria e verdadeira compreensão do sucedido. São diferentes emoções e sentimentos que afloram durante este processo duro, avassalador, mas tão, tão enriquecedor, para ambas as partes, diga-se.

Mas era “apenas” uma consulta de Numerologia!

Sim, na verdade sim. Mas o que cabe dentro de um “apenas” é como uma galáxia cheia de estrelas, que se desdobram em mundos dentro de mundos.

Voltando à Lua e à nossa tríade, isto é, aos seus três aspectos ou faces: Donzela – Mãe – Avó, analisemos, ainda que sumariamente, as nossas relações com cada uma delas:

- A nossa relação com a Criança Interior, que nos devolve as dores emocionais, as frustrações, os medos, os bloqueios, as contrariedades e assim por diante e que precisa de ser vista, sentida, cuidada, nutrida, amada, até que se torne uma aliada forte e poderosa;

- A nossa relação com a Mãe (biológica, de coração, divina...) que nos revela a cada momento o vazio emocional deixado por mães que não souberam, também elas, cuidar de si, e nessa medida, não souberam cuidar de nós. Reconheçamos aqui que fizeram o que podiam (com os recursos internos e externos que tinham ao seu dispor) o melhor que souberam.

Esta relação tóxica, precisa ser purificada, passo a passo, até aprendermos a ser Mães de nós mesmas, tomando a responsabilidade inteira, pelas nossas próprias vidas, deixando de depender dos outros, como crianças famintas de alimentos e afectos;

- A nossa relação com as nossas Avós que retrata a nossa incapacidade de aceitar e lidar com o processo natural de declínio e envelhecimento, tão naturais, como necessários nesta outra tríade Nascimento – Vida – Morte. É tempo de acordar a nossa Sábia, Conselheira, Curandeira, Xamã interna para que as feridas possam cicatrizar e descansar.

Se quisermos realmente curar as nossas feridas emocionais e outras, teremos que começar por nós mesmas, enfrentando a sombra, integrando-a para depois corrermos juntas pelo mato, saltando sobre os riachos, refrescando a nossa pele nas águas cristalinas dos rios, saciando a sede de saber, espreguiçando os corpos sob o sol da manhã, com a calma própria de quem viveu uma vida preenchida e sabe que a sua semente encontrará terreno fértil para seguir produzindo frutos, pelas gerações seguintes.

A Lua pede-nos que confiemos mais na intuição do que na razão e o dia é governado pelo número 6, que nos incita a harmonizar os pares de opostos e nos impele a cuidar, colar e nutrir todas os pedaços que se encontram estilhaçados em nós.

Se não sabes por onde começar essa cura, porque não experimentar consultar os Números comigo?

Não perdes nada em entrar em contacto com este universo tão rico de simbolismos e sempre podes regressar à tua forma anterior de estar, ser e sentir… ou talvez não!...

Eva Veigas
Numeróloga

"A Mulher Selvagem corresponde à parte saudável de todas as mulheres. Sem ela, a psicologia feminina deixa de fazer sentido. Esta mulher selvagem é a mulher prototípica... independentemente da cultura, da época em que viva ou da política que siga, ela não muda. Os seus ciclos mudam, as suas representações simbólicas mudam, mas, na essência, ela não muda. Ela é o que é, e é um ser inteiro.
Ela estabelece ligações através das mulheres. Se as mulheres estão reprimidas, ela luta para as puxar para cima. Se são livres, ela é livre. Felizmente, não importa quantas vezes é pisada. Outras tantas se levantará. Não importa quantas vezes a proíbam, a subjuguem, a reprimam, a enfraqueçam, a torturem, quantas vezes a façam passar por insegura, perigosa, louca e outros impropérios, ela volta a emergir nas mulheres, de tal modo que até a mulher mais calma, ou a mais contida, a manterá num lugar secreto de si mesma. Até a mulher mais reprimida tem uma vida secreta, com pensamentos e sentimentos secretos, exuberantes e selvagens, ou seja, naturais. Mesmo a mulher mais agrilhoada conserva o lugar do seu eu selvagem porque ela sabe, intuitivamente, que um dia haverá uma escapatória, uma abertura, uma oportunidade em que ela aproveitará para fugir."

Clarissa Pinkola Estés, in Mulheres Que Correm Com Os Lobos

Número

digits-705666_640.jpg

 

Um Número é um signo, um símbolo que se reveste de extrema importância quando falamos de uma das mais antigas ciências simbólicas - a Interpretação dos Números.

Platão, por exemplo, considerava-a o mais alto grau do conhecimento

Pitágoras afirmava que "todas as coisas são números".

Aos Números são atribuídas qualidades, que exprimem ideias, forças e aspectos positivos ou negativos. Aliás iremos encontrar algumas divergências entre autores e diferenças na interpretação de cada Número/Símbolo, de acordo com as diversas filosofias e crenças, de diferentes povos e respectivas culturas e tradições.

Para nós o que aqui importa é compreender a diferença entre quantidade e qualidade e estudar a influência que os Números têm na vida de cada indivíduo.

Para nós, numerólogos (eternos estudantes, investigadores e praticantes de Numerologia)  os Números são os nossos instrumentos sagrados. É com eles que vamos desenhando um mapa natal, criando uma imagem nítida e rica em pormenores, acerca das forças ocultas em cada indivíduo; é através deles que exploramos detalhadamente essas forças, transmitindo, através da nossa interpretação, as ideias-chave ao consulente, para que ele as possa usar a seu favor, sempre e quando quiser.

Os Números Regentes dos Anos Pessoais e a Saúde

294357747_153029073980084_5432932851588697105_n.jp



Ano 1
Período de excelente e abundante energia. Óptimo para iniciar em pleno o novo ciclo.
Para quem está doente pode prenunciar a cura, o aparecimento de um novo medicamento, a operação que aguardava, um tratamento inovador, etc. É um momento de esperança e de fé que deve agarrar com toda a sua força.
Para quem goza de boa saúde deve vigiar os órgãos sensoriais (olhos, nariz, ouvidos, etc.) Vigie também o coração e a tensão arterial.

Ano 2
A vitalidade sofrerá altos e baixos ao longo do ano. É boa ideia buscar ou manter o equilíbrio, o mais possível, sobretudo ao nível emocional. Situações stressantes levam ao desequilíbrio do Ser. Combatem-se as tensões praticando uma actividade que se goste preferencialmente ao ar livre. Vigie o estômago, os rins, a bexiga e cuide do seu sistema nervoso.

Ano 3
A sua energia e vitalidade estará em alta bem como a sua capacidade de resistência. Deve, no entanto, vigiar o peso, a circulação sanguínea, o fígado e a garganta.

Ano 4
Este ano dedique particular atenção à sua saúde. O ano vai exigir demais de si e o cansaço será uma preocupação. Vigie os ossos, as articulações, os dentes e os intestinos. Experimente praticar Yoga, Tai-Chi ou Meditação.

Ano 5
De um modo geral a saúde é boa, pois a energia estará em alta durante todo o ano. Todavia, não abuse das suas capacidades, nem cometa demasiados excessos ou a sua vitalidade ressentir-se-á.
Cuide do sistema nervoso, do aparelho respiratório e dos órgãos genitais. Esteja atento/a para evitar pequenos acidentes (cortes, queimaduras, entorses).

Ano 6
Tendência para se sentir esgotado/a após um ano cheio de mudanças e em ritmo acelerado (ano pessoal 5). Procure descansar o mais que puder.
Cuide do sistema cardiovascular e da coluna vertebral.

Ano 7
Energia vital pode ser muito afectada sob a vibração 7. Cuide do sistema nervoso. Cuidado com as anemias e com as depressões. Tente divertir-se mais e sobretudo não se isole.

Ano 8
Tendência para excelente energia vital durante a maior parte do ano. Cuidado com os imprevistos.

Ano 9
Pode desenvolver doenças psicossomáticas. Não abuse das drogas (álcool, tabaco, medicamentos). Bom momento para fazer algumas consultas e exames de rotina.


Para calcular o Número do Ano Pessoal, siga o link abaixo
https://evaeleven.blogs.sapo.pt/calcular-o-numero-do-ano...

Numerologia

pay-937882_1920.jpg

Ciência que estuda os Números enquanto símbolos. Os Números perdem o seu carácter profano e adquirem uma dimensão sagrada, mística, divina.

Eva Veigas

O Tarot

il_570xN.273980291.jpg

 

 

 

De modo algum irei aqui tentar responder à antiga questão, colocada em todos os tempos e em todas as eras - o que é o Tarot? Limitar-me-ei a descrevê-lo, pois qualquer resposta que pudesse aqui apresentar seria profundamente redutora, ficando sempre aquém da universalidade, da beleza, da complexidade e da perplexidade que acompanha o Tarot.


Assim, o Tarot é um oráculo constituído por 78 cartas ou arcanos que se dividem em três grupos:
 
1º -  22 Arcanos Maiores
2º - 40 Arcanos Menores
3º - 16 Figuras da Corte

Arcano (do latim arcanu “secreto”) significa mistério, enigma, segredo profundo a ser revelado.

Os Arcanos Maiores são 22 e estão numerados de 0 a 21. 

Os Arcanos Menores são 40 e estão estruturados em quatro naipes que por sua vez se encontram associados aos quatro elementos:
Ouros / Terra, Copas / Água, Espadas / Ar e Paus / Fogo. São numerados do Ás ao 10.

As Figuras da Corte representam 16 arquétipos da personalidade, resultantes da combinação dos quatro elementos (Fogo, Água, Ar e Terra) divididos em quatro famílias ou grupos: Paus, Copas, Espadas e Ouros.

Os Arcanos Menores e as figuras, como já se viu, estão associados a cada um dos 4 Elementos filosóficos de Fogo, Água, Ar e Terra, e definem a forma material de todas as coisas manifestas. Trata-se, portanto, da Energia Primordial manifestada no plano físico.

Assim, temos a seguinte relação:

Copas – Água (Emoções)
Ouros – Terra (Material)
Espadas – Ar (Mental
Paus – Fogo (Espiritual)

Honras e Bênçãos

A Todos os que vierem por Bem! Caminhemos lado a lado nesta jornada de autodescoberta, guiados pela Luz Divina. Tornemo-nos, a cada dia, mais e melhores humanos. Eva Veigas

Eva Veigas

foto do autor

Filha das Estrelas

A Terra é o meu Lar. Mas eu venho das Estrelas. Sou mais antiga que a Terra. Mais antiga que a Lua e que o Sol. Viajei entre Galáxias. Visitei outros espaços. Outras dimensões. Trago na Alma. A Sabedoria dos Tempos. E de outros lugares. A Terra é o meu Lar. Mas eu venho das Estrelas © Eva Veigas

A Cura Começa em Ti

Se não sabes por onde começar... começa por ti mesmo! Cura a tua criança ferida e curarás a tua mãe e o teu pai, as tuas avós, os teus avôs e os teus antepassados todos - homens e mulheres que pisaram a Terra antes de ti, que viveram e lutaram, que riram e derramaram lágrimas, que caíram no sono da morte, mas que deixaram a semente para que tu possas estar aqui hoje. - Eva Veigas - Cascais, 18 Dezembro 2019

A Numerologia

A Numerologia é uma Arte. Um instrumento sagrado que o numerólogo usa com Arte, Conhecimento, Sabedoria, Intuição e Amor, para descodificar e traduzir esta linguagem simbólica, composta de signos (números e letras) numa linguagem acessível para todos. A Numerologia não julga, nem critica, ela levanta o véu que cobre a nossa ignorância, acerca de nós mesmos, para revelar a nossa essência mais pura.

O Tarot

O Tarot é uma ferramenta sagrada, riquíssima de simbolismo, onde estão representados Números, Cores, Figuras, Objetos, Elementos, Flores, Árvores, Animais... É composto por 78 cartas ou lâminas, comummente designadas por Arcanos, os quais se dividem em 22 Arcanos Maiores e 56 Arcanos Menores. Os Arcanos Menores estão agrupados em conjuntos de 4 naipes, de 10 cartas numeradas de 1 (Ás) a 10, mais as respectivas Figuras da Corte (Pajem ou Valete, Cavaleiro, Rainha e Rei). Cada naipe corresponde a um campo ou esfera da vida humana: Paus (Fogo) - Esfera Espiritual; Copas (Água) - Esfera Emocional; Espadas (Ar) - Esfera Mental e Ouros (Terra) - Esfera Material.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Ma'at

~ ~ ~ ~ "Destas penas de avestruz da Dupla Verdade, tão delicadas que o mais subtil hálito mental pode agitar, pendem através das correntes da Causa e do Efeito, os pratos ou esferas onde o Alpha (o primeiro) e o Ómega (o último) , se equilibram. Não é possível deixar cair um alfinete sem provocar uma reacção correspondente em cada estrela." ~ ~ ~ ~ A. Crowley, O Livro de Thoth

Regra de Ouro

Nenhum estudante jamais realizará qualquer progresso no desenvolvimento espiritual se saltar de um sistema a outro, utilizando ora algumas afirmações do Novo Pensamento, ora alguns exercícios de respiração a posturas meditativas da ioga, para prosseguir depois com algumas tentativas nos métodos místicos de oração. Cada um desses sistemas tem o seu valor, mas esse valor só é real se o sistema é praticado integralmente." Dion Fortune

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2010
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2009
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2008
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2007
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2006
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub