Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Numerologia Arcana

por Eva Veigas

Numerologia Arcana

por Eva Veigas

Sab | 04.09.21

Setembro 2021 – Regente Numerológico 5

Eva Veigas

 

set_21.jpg

 

Setembro 2021 – Regente Numerológico 5

 

 

Seguindo a tradição da Numerologia, quando atingimos a dimensão correspondente ao número 5, encontramo-nos a meio de uma etapa, ou seja, no verdadeiro ponto de equilíbrio. Dizem que no meio é que está a virtude, portanto, poderíamos deste modo, afirmar que o caminho do meio está simbolizado por este poderoso número que se encontra no meio da primeira série de números de 1 a 9.

 

Para trás ficam 4 dimensões, ou níveis de consciência (os quais se desdobram infinitamente), e que correspondem, obviamente aos números 1, 2, 3 e 4 e através dos quais fomos desafiados a viver e experimentar certos movimentos internos, os quais, nos levarão mais tarde, a compreender o tema da aprendizagem proposta para aquele momento e circunstâncias da nossa vida. Neste caso concreto, esses números correspondem aos passados meses de Maio, Junho, Julho e Agosto, respectivamente.

 

Para a frente ficam outras 4 dimensões, as quais correspondem aos números 6, 7, 8 e 9 e que governarão os próximos meses de Outubro de 2021 a Março de 2022.

 

Ou seja, encontramo-nos precisamente a meio de um ciclo curto que teve o seu início em Maio deste ano e que só irá terminar em Março do próximo.

 

Estar neste lugar de forma consciente, implica fazer muitos movimentos internos e externos em simultâneo, pois precisaremos da versatilidade e adaptabilidade do 5 - o qual não nasce preparado para a Mudança, pois ele é a própria Mudança –, o agente que trabalha no sentido de dar novas formas às coisas no campo da matéria, e não só, e de revelar novos caminhos que anteriormente pareciam não estar visíveis, alterando assim o rumo dos acontecimentos.

 

Porém, quem determina se seremos ousados ao ponto de mudar de direcção, imbuídos de um certo espírito aventureiro, seremos nós mesmos, e, claro está, tudo irá depender da força do nosso ego versus a da nossa alma.

 

Se estivermos afinados com o Espírito não hesitaremos em manejar o leme interno e levar o nosso barco para outras paragens, retirando-o assim do cais e partindo à descoberta de novas aventuras, realidades e experiências. Caso contrário, iremos experimentar mais do mesmo, mas com contornos mais abrasivos.

 

O movimento do 5 é sustentado pelo Fogo e pelos seus devas, portanto, se teimarmos em permanecer parados dentro do barco, sujeitamo-nos a ser lançados borda fora, por força das circunstâncias, sem ter usufruído da viagem.

 

Este mês será tudo menos calmo, tudo menos tranquilizador, porque o 5 gera impulsos vitais para a nossa evolução e aprendizagem, o que automaticamente nos retira da confortável zona onde teimamos em permanecer.

 

Sentir-nos-emos perturbados e insatisfeitos, nervosos, ansiosos, incapazes de lidar com situações extremas e verdadeiramente desafiantes. O 5 exerce aqui o seu papel desequilibrador nas nossas vidas, o qual será bastante acentuado, dado que 5 é também o regente de 2021.

 

Esta duplicidade provoca desequilíbrio entre as polaridades, precisamente pela ausência de um elemento unificador entre elas, ou seja, estaremos nos limites de um dos polos do 5, o que se revelará através de diversos movimentos internos, subtis, por vezes impercetíveis, ou pelo contrário, através de um chocalhar interno de emoções mal resolvidas que sugerem raiva, zanga, choro contido, impaciência, falta de humildade, insatisfação geral, aversão à mudança, dificuldade em se adaptar ao novo, incapacidade em lidar com problemas pequenos e sem importância, rigidez mental, dificuldade ou não querer aprender com a experiencia, teimosia e obstinação, falta de tato e um sentido de injustiça exacerbado, entre muitas outras questões que eventualmente nos deixarão esgotados, extenuados, sem forças.

 

A acrescentar a tudo isto teremos que considerar que o ponto fraco deste mês se revela como uma tendência para a dispersão e alheamento da realidade e dos assuntos mundanos, aos quais também precisamos de dar atenção, cuidando e resolvendo tudo atempadamente, até para não termos surpresas desagradáveis. Cuidado com questões legais, jurídicas, financeiras, contratuais, e tudo o que se relacione com prazos, pagamentos, etc.

 

Evidentemente, este cenário não está montado para nos castigar ou fustigar, mas antes para que tenhamos a oportunidade de colocar em prática várias aprendizagens anteriores, muitas delas resultantes de erros passados. Estamos, portanto, num óptimo momento para testar as nossas capacidades, os nossos recursos internos, a nossa força, determinação e coragem, versatilidade, dinamismo e força de vontade.

 

O que podemos fazer é trabalhar com o aspecto mais forte e poderoso deste mês que nos ajuda a focar nos assuntos importantes e urgentes, mas acima de tudo nos ajuda a abrir caminho no meio do emaranhado de fios em que se tornou a nossa vida.

 

Falo de um 4 (ponto forte do mês) a fazer um bom aspecto ao regente 5 de Setembro.

 

Ora, o 4 é, como sabemos, o Senhor da Ordem, e por isso devemos trabalhar os seus aspectos em nós e na nossa vida, ajustando-nos aos altos e baixos que um mês e um ano desta frequência nos propõe.

 

Podemos, portanto, pôr de lado a inércia, a procrastinação, a preguiça, a indiferença, etc. perante os desafios presentes na nossa vida e arregaçar as mangas, trazendo disciplina, organização, planeamento e intenção certeira aos assuntos pendentes ou àqueles que estão somente a aguardar uma conclusão.

 

Por outro lado, poderemos precisamente renovar alguns objectivos traçados anteriormente, uma vez que, como já referi, nos encontramos a meio de um ciclo de 9 anos. Quer isto dizer que podemos ajustar as velas para retomar o percurso iniciado, o qual se pode ter desviado da rota, por conta da nossa distracção, preguiça, indolência, etc., ou (e isto só serve os mais ousados, empoderados e conscientes das forças que carregam consigo), podemos simplesmente traçar um rumo para a nossa vida, completamente novo!

 

Dá um frio na barriga, não é? Mas isso é um bom augúrio, pois o nosso plexo solar sinaliza muito bem as tomadas de decisão importantes, caso estejamos atentos, alinhados e em harmonia com o Propósito da nossa Alma.

 

 

Redesenhar a nossa vida, intenções e desejos implica uma força de vontade adamastoriana, porém necessária para quem quer saltar para o próximo nível e resgatar muito do seu poder pessoal, mental, emocional e espiritual.

 

O 5 é realmente um número representativo de equilíbrio, porém, enquanto não conseguirmos igualar de forma proporcional as bases da nossa vida como um todo, ele revelar-se-nos-á como elemento descompensador, de forma intensa e brusca, surgindo sem avisar, deixando a nu, tudo o que precisa ser reavaliado, restaurado, resgatado, modificado, adaptado, e assim por diante.

 

Assim, resta-nos trabalhar no sentido de harmonizar as 5 forças e princípios presentes no campo do 5, honrando-as e trazendo-as para fora, para o mundo visível, para que as possamos manifestar e carregar connosco onde quer que estejamos ou onde quer que nos desloquemos.

 

Lembrando que a figura geométrica que corresponde ao 5 é a estrela de pontas ou pentagrama, cujas pontas simbolizam entre muitos outros aspectos o reino elemental e as suas 5 representações dévicas: Água, Fogo, Ar, Terra e Éter.

 

 

 

Paz e Bênçãos!

 

 

Eva Veigas

Numeróloga Transpessoal