Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eva Veigas

The Silent Path

Semana Numerológica: 15/07/19 a 21/07/19

15.07.19 | Eva Veigas

A imagem pode conter: noite e céu

Imagem: Jordan

 

15/07/2019 a 21/07/2019 – A terceira semana de Julho é regida pelo Número 3

 

Não nos iludamos com o facto de ser o 3, o Número que governa esta semana de Julho, porque a sua origem é um pouco difícil e traz à superfície as maiores dificuldades que temos enfrentado ao longo de todo este ano e que não terminam por aqui.

 

As frequências que nos cercam agitam a nossa mente, fazendo-nos questionar e dando-nos por vezes um vislumbre da “resposta” ou do caminho a tomar. Porém, as nossas inseguranças, medos, dificuldades e limitações de todo o género, logo surgem, fazendo-nos duvidar da nossa voz interior.

 

Regra geral, muitos de nós conseguem escutar essa orientação interna, mas poucos se mantêm fiéis a si mesmos; a maior parte desiste, porque em caso de dúvida, muitos teimam em estagnar o seu fluxo, outros, pedem ajuda à família, aos amigos…, alguns ainda, conseguem pedir ajuda a um profissional de saúde ou terapeuta que os possa reorientar quanto às suas hesitações.

 

Mas este momento, meus amigos, este momento pede que assumamos a nossa identidade real e que nos dispamos de subterfúgios e justificações criadas por um ego pequeno e que nunca traz soluções, mas sim problemas.

 

Se queremos libertar-nos da parte de nós que parece sempre precisar de controlar os acontecimentos, teremos que tomar medidas drásticas e largar essa pele velha. Aprendamos com a Mãe Serpente a largar a pele, a renovar as nossas forças. Há que aprender a ser humilde e a querer aprender a aprender a passar pelos processos, sem depender tanto dos outros e a contar mais com a nossa franca e declaradamente, poderosa energia.

 

Este é um tempo de mutação, sobretudo em níveis muito subtis por isso quase não nos apercebemos das lentas, mas intensas transformações que vão ocorrendo por baixo da nossa aparente dormência.

 

Este é um tempo onde os véus se rasgam, para que através das pequenas aberturas feitas na trama, possamos aceder a um mundo tão, mas tão radicalmente diferente deste, onde por ora, nos movemos.

 

Atrevamo-nos a aceitar o convite que a Antiga Deusa da Sabedoria nos propõe e mudemos…mudemos!

 

Boa caminhada.

Eva Veigas