Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eva Veigas

NUMEROLOGIA ARCANA

NUMEROLOGIA ARCANA

Número 47

goddess (2).jpg

 

24/5/2017

Chave Cósmica Número 47

 

O Número 47 guarda no seu interior tesouros de incalculável riqueza para aqueles que se dignam atravessar as Portas do Conhecimento.

 

As emoções estão como as águas revoltas dos mares, que não nos dão espaço para vir à tona respirar. Assim que sentimos que podemos recuperar um pouco o fôlego e respirar a água cobre-nos, retorce-nos e leva-nos de novo para as suas profundezas. Havemos de ser esmagados, revirados e atirados contra as rochas até que estejamos preparados para largar os nossos padrões desvirtuados de comportamento e pensamento.

 

A crítica, o julgamento, o constante adiar de decisões, de acções a levar a cabo (que mudariam "quase instantaneamente" a nossa vida), a vitimização, o autoritarismo, a presunção, a vaidade, o orgulho, o desrespeito constante pela Vida nas suas mais variadas formas, é o nosso pesadelo, e só há uma forma de acordar dele.

 

Sair dessa lama, dessas águas revoltas, desse turbilhão de emoções negativas, distorcidas e infelizes e mergulhar nas cálidas águas do Amor, da Compreensão, do Perdão, da Justiça, da Generosidade, do Rigor, da Tolerância.

 

Trata-se de olhar para dentro, na nossa própria direcção e começar a fazer o trabalho humilde de aceitar o que somos sem mais nos revoltarmos por tudo o que foi e por tudo o que é, por tudo o que devia ter sido e deveria ser, por tudo o que poderia ter sido feito e poderia ser feito. É tempo de fazer, AGORA, porque AQUI E AGORA, sabemos fazer melhor, sabemos usar melhor o nosso Poder de Manifestação, sabemos dizer melhor, sabemos curar melhor, sabemos mais do que sabíamos antes a isso se chama progresso (não necessariamente evolução)!

 

Evoluir é um processo longo interminável. Porém o progresso está sempre ao dispor de quem queira agarrá-lo.

 

O Número 47 é uma poderosa alavanca, é como a caixa de velocidades de um automóvel. Se estiver em "ponto morto", não serve para avançar mas se carregarmos na embraiagem e começarmos a movimentar a manete das mudanças, não saberemos para onde o nosso veículo nos poderá levar... talvez para paragens distantes onde o nosso Coração possa repousar tranquilo da longa Batalha há muito iniciada.

 

É tempo de largar a Espada que há demasiado tempo carregamos em riste... o braço dói, a Espada pesa... o Coração está faminto de Amor e só quer refrescar-se nos braços longos e amorosos do Pai e da Mãe.

4 comentários

Comentar post

Blog em actualização

Seremos breves. Gratos pela compreensão.

Honras e Bênçãos

A Todos os que vierem por Bem! Caminhemos juntos nesta jornada de autodescoberta e superação. Sejamos, a cada dia, mais e melhores humanos. Eva Veigas

A Cura Começa em Ti

Se não sabes por onde começar... começa por ti mesmo, cura a tua criança ferida e curarás a tua mãe e o teu pai, as tuas avós, os teus avôs e os teus antepassados todos - homens e mulheres que pisaram a Terra antes de ti, que viveram e lutaram, que riram e derramaram lágrimas, que caíram no sono da morte, mas que deixaram a semente para que tu possas estar aqui hoje. - Eva Veigas - Cascais, 18 Dezembro 2019

Ma'at

~ ~ ~ ~ "Destas penas de avestruz da Dupla Verdade, tão delicadas que o mais subtil hálito mental pode agitar, pendem através das correntes da Causa e do Efeito, os pratos ou esferas onde o Alpha (o primeiro) e o Ómega (o último) , se equilibram. Não é possível deixar cair um alfinete sem provocar uma reacção correspondente em cada estrela." ~ ~ ~ ~ A. Crowley, O Livro de Thoth

Eva Veigas

foto do autor

Filha das Estrelas

A Terra é o meu Lar. Mas eu venho das Estrelas. Sou mais antiga que a Terra. Mais antiga que a Lua e que o Sol. Viajei entre Galáxias. Visitei outros espaços. Outras dimensões. Trago na Alma. A Sabedoria dos Tempos. E de outros lugares. A Terra é o meu Lar. Mas eu venho das Estrelas © Eva Veigas

Regra de Ouro

Nenhum estudante jamais realizará qualquer progresso no desenvolvimento espiritual se saltar de um sistema a outro, utilizando ora algumas afirmações do Novo Pensamento, ora alguns exercícios de respiração a posturas meditativas da ioga, para prosseguir depois com algumas tentativas nos métodos místicos de oração. Cada um desses sistemas tem o seu valor, mas esse valor só é real se o sistema é praticado integralmente." Dion Fortune

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub