Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eva Veigas

Abril 2019 - Regente Numerológico 16:7

06.04.19 | Eva Veigas

abril 2019.jpg

Imagem: Jonatan Pie

 

Abril 2019

Regente Numerológico 16:7

«A maior recompensa do nosso trabalho não é o que nos pagam por ele, mas aquilo em que ele nos transforma.»

John Ruskin

Encontramo-nos em Abril, sob a regência daquele que é considerado o mais mágico dos Números – o 7. 
Neste caso, o 7 é a redução de 16, cujas características trazem certa especificidade a este 7 em particular.

O 7 vem para nos ajudar a desacelerar, a parar um pouco, para reflectir acerca das escolhas que temos estado a fazer, sobretudo desde o final do mês de Fevereiro, mais concretamente desde o dia 22.

O 7 ajuda-nos a colocar as várias áreas da nossa vida sob o seu olhar atento, analítico e racional, porém, não convém deixarmos as rédeas dessa energia à solta por muito tempo, ou correremos o risco de analisar excessiva e exageradamente a nossa vida, o nosso comportamento, as nossas escolhas, etc.
Todavia, este não deixa de ser um período de intensa introspecção, a qual nos deverá permitir meditar acerca da direcção que pretendemos seguir.

A agitação exterior, as tarefas diárias, incluindo os afazeres domésticos, as rotinas, podem provocar irritabilidade, cansaço, fúria, zanga e vontade de fazer desaparecer esses aspectos da nossa vida, ou, pelo contrário, poderemos apresentar uma tendência para os ignorar, o que fará acumular ainda mais essas tarefas, contribuindo para um maior desequilíbrio no nosso quotidiano.

Aceitar que tudo isto faz parte do jogo que é a vida pode ajudar a trazer harmonia para este tipo de conflito interno.
Caso não façamos nenhum tipo de esforço para equilibrar estas circunstâncias a nossa saúde poderá sofrer as consequências, sobretudo ao nível do cansaço físico e mental.

Existe uma tendência para nos deixarmos abater e influenciar por pensamentos negativos, pesados, pessimistas e tóxicos.
O ponto alto, ou ponto forte do mês é governado também pela superior e poderosa vibração do Número 7, pelo que podemos aproveitar para estudar, pesquisar, ler, escrever, investigar, etc. Também é um bom período para organizar a biblioteca, os arquivos, os papéis e, por assim dizer, a nossa cabeça, ao nível de ideias e projectos que vão aflorando à nossa mente.

E dado que este mês não possui a melhor vibração para colocar as mãos na massa, isto é, manifestar e dar corpo a essas mesmas ideias e projectos, vale tomar nota de tudo isso e deixar para uma conjuntura mais apropriada, o momento de manifestar e transformar a energia contida nessas ideias em actos e projectos visíveis ou palpáveis.

No entanto, no período de 15 a 21 de Abril, seremos visitados, ainda que brevemente, pelo Número 44:8, que faz um aspecto difícil com o mês de Abril regido por 16:7, mas que poderemos aproveitar, caso o saibamos fazer, para ampliar e aumentar a nossa sensibilidade, a nossa sabedoria, a nossa destreza interna e a nossa elasticidade mental. No fundo podemos permitir-nos desenvolver a nossa consciência para ver para lá das aparências e através delas.

Além disso, e em casos excepcionais, este pequeno período será propício para dar forma aos sonhos, materializando projectos, ideias e desejos. Mas atenção, só para quem souber aproveitar a energia e fazer acontecer.

Toda esta desaceleração, ao qual se junta um convite claro para descansar bastante e reajustar a energia através da meditação e de uma reflexão saudável, surge como preparação para que mais um ciclo se feche e outro logo se abra. 

Na verdade, nada termina e nada começa, antes, um ciclo dá lugar a outro, algo se transforma noutra coisa e aí reside a beleza e o milagre da vida.

O facto é que os próximos meses (incluindo Abril) de Maio e Junho correspondem ao fecho ou à transformação gradual de mais um ciclo que teve início em Agosto de 2018. 

Esse período trouxe-nos uma aprendizagem relacionada com o colectivo, com a capacidade de nos erguermos juntos na defesa da vida humana e da vida no planeta, enquanto o próximo período que irá de Julho de 2019 a Junho de 2020, nos ajudará a implementar essa aprendizagem no campo da aplicabilidade prática. 

Digamos que já nos foi mostrada a realidade, nua e crua, fora da ilusão colectiva, agora teremos de agir em conformidade com o que descobrimos e com o que queremos transformar em prol do Bem Maior.

O ponto fraco deste mês é governado pelo Número 92:11:2, o que de certo modo nos dificulta sobremaneira a caminhada ao longo deste mês de Abril, onde tudo floresce, cresce e se transforma diante de nós.

O 11, que é o Número que se destaca nesta sequência, fala-nos da facilidade com que nos podemos tornar reactivos, incoerentes e intransigentes, sobretudo ao nível relacional. Iremos chocar-nos de frente com os outros no confronto de ideias, ideologias, filosofias e crenças, com o intuito de ganhar a demanda seja de que maneira for, o que não demonstrará sinais de bom uso da nossa inteligência emocional ou de outras características que por certo andamos a desenvolver. 

É importante ficar atento, no lugar de observador, sempre que o confronto vem ter connosco e mais ainda quando formos nós os geradores do conflito.

Mais importante do que ganhar a discussão é estar aberto a aprender através do confronto, permitindo que algo novo possa surgir para nos ajudar na busca de soluções para o tal mundo melhor que tanto queremos experimentar.

Esta energia de confronto ficará um pouco mais atenuada nos últimos dias do mês, sensivelmente entre os dias 22 e 30 de Abril, uma vez que esse período específico será governado pelo Número 2, o que irá permitir uma certa predisposição para harmonizar os conflitos tantos internos quanto externos. 

Podemos afirmar que se trata de um momento, ainda que de curta duração, de pacificação interna.

Finalmente resta dizer que a segunda semana de Abril, entre os dias 8 e 14, será governada pelo Número 1, o qual nos convida a iniciar todo este pesado trabalho, com a certeza de que com persistência e determinação conseguiremos levar o nosso barco a bom porto.


E lembrem-se: escolham ser felizes e, se puderem, façam alguém feliz. 

 


Eva Veigas