Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Numerologia Arcana

by Eva Wolf Heart

Numerologia Arcana

by Eva Wolf Heart

O Número Regente do dia 13 e o Arcano 13

Eva Veigas, 13.12.16

13 Morte.jpg

 

Outrora designado pelo Arcano Sem Nome, tal era o medo e o pavor de verbalizar a temida Morte!

 

O esqueleto que com a sua foice, ceifa pernas, braços, cabeças, está a reunir todos os elementos base que constituem o corpo físico.

 

A imagem do esqueleto não simboliza a morte física, é antes a representação sublime do que é Primordial, já que é a primeira estrutura que se forma no ser humano e a última a desaparecer.


O 13 é um Número que exige um grande sacrifício àqueles regidos pela sua vibração.

 

Porém, antes de mais, convém lembrar a origem da palavra "sacrifício", que significa 'o acto de manifestar o sagrado'.

 

Portanto, antes de tirarmos conclusões precipitadas, reduzindo o sentido que geralmente se atribui a esta palavra, que é o de privação, voluntária ou não, de algo, é bom reflectir um pouco, mergulhando nas origens, por vezes, obscuras, das palavras.

 

O sacrifício que o 13 propõe àqueles que são polarizados pela sua energia, implica o afastamento, provisório, é certo, da sua espiritualidade. Uma espécie de negação necessária, a fim de nos podermos distanciar das Leis do Céu (Leis Universais) para poder conhecer e aprender acerca das da Terra.

 

A tarefa de reunir os elementos base primordiais é trabalhosa e por vezes penosa, porém, exige um certo grau de organização mental, emocional e física, para que cada um possa edificar-se ou construir algo no plano material, visível.

 

Porém, é preciso ter em conta que toda a construção nesta fase da vida será perecível, como toda a matéria é. Assim que os objectivos estejam cumpridos e tenham servido o seu propósito é tempo de largar, de deixar de ir, de “MORRER” para essa construção!

 

E com isto, com esta experiência, tem início novo ciclo: por um lado, pode-se sempre recomeçar e por outro lado é tempo de compreender o verdadeiro significado de desapego – o de morrer constantemente para o passado, para o que foi feito, para o que foi dito, para quem fomos ou para quem desejávamos ser!

 

O Número Regente do dia 12 e o Arcano XII

Eva Veigas, 13.12.16

12 Dependurado.jpg

 

Por vezes é melhor mudar de perspectiva!

 

Permancer muito tempo na mesma posição, defendendo as mesmas velhas ideias, conduz o indivíduo a uma tal rigidez e intransigência, que torna difícil a sua inclusão no mundo.

 

A dificuldade de relacionamento com o mundo, e a incapacidade de interagir com os outros, gera um campo de forças contrárias que obriga o indivíduo a esforçar-se demasiado, gastando assim demasiada energia.

 

Não admira pois, que quem se encontra neste estado se sinta exaurido, profundamente desconfortável na sua própria vida e consigo mesmo, ansiando para que algo ou alguém lhe alivie este peso, fazendo com que tudo isto termine... sem ter consciência que é ele próprio o responsável por essa mudança tão necessária na sua vida.

 

Enquanto ele não se render à sua condição humana, enquanto ele não permitir que a humildade lhe corra suavemente nas veias, exalando os aromas da aceitação (que ele tanto teme e rejeita) da sua própria totalidade, não será livre, não será inteiro, não será homem nem deus.

 

As Principais Características dos Números

Eva Veigas, 07.12.16

 

ID-10083564.jpg

 

À luz da Numerologia, os Números são representações simbólicas, são signos ou símbolos que representam determinadas qualidades ou características.

 

 

É importante clarificar que os Números não são bons nem maus, e que muito menos têm qualquer influência sobre nós, pois são abstrações, representações para que a nossa mente as possa entender.

 

Quem possui a qualidade ou característica somos nó, e somos nós que decidimos se a usamos de forma positiva ou construtiva, ou, se pelo contrário, a usamos de forma negativa ou destrutiva.

 

Quando me refiro a positivo e negativo, não me refiro a bom ou mau, mas apenas às próprias polaridades de cada qualidade. Refiro-me por exmplo ao dia por oposição à noite, não à oposição conflituosa, mas antes à complementaridade das duas polaridades. Na verdade, o dia nem é bom nem mau e o mesmo é válido para a noite. 

 

Ora a conjuntura numerológica de um mapa natal é um mecanismo vivo e vibrante que ganha relevo, assim que uma criança nasce e começa a expressar essas mesmas qualidades/características nas suas polaridades.

 

Um mapa numerológico é um esquema composto por determinadas casas ou posições no mapa, que estão organizados em volta de uma determinada data de nascimento e de um determinado nome, o que torna cada indivíduo único, especial e inimitável, como uma impressão digital.

 

 

Assim, para que se possa familiarizar um pouco mais com os Números e as suas qualidades, aqui ficam algumas características genéricas que lhes são atribuídas.

 

 

- Início, Coragem, Determinação, Vontade, Iniciativa, Autonomia, Pioneirismo, Idealismo, Atividade, Ambição, Aventura, Mudança Ousadia, Criatividade, Individualidade, Inovação, Independência, Originalidade, Liderança, Autoridade, Pragmatismo, Obstinação, Solidão, Egocentrismo, Egoísmo.

 

- Harmonia, Partilha, Dualidade, Sensibilidade, Diplomacia, Moderação, Cooperação, Tolerância, Emoção, Compreensão, Sensatez, Convívio, Trabalho em Equipa, Hipocrisia, Cinismo.

 

– Alegria, Comunicação, Expansão, Criatividade, Otimismo, Fertilidade, Sociabilidade, Versatilidade, Talento, Dispersão, Tristeza, Superficialidade, Incapacidade de manter o foco.

 

4 - Organização, Método, Segurança, Construção, Solidez, Concretização, Apego, Ordem, Dever, Eficiência, Disciplina, Pragmatismo, Responsabilidade, Estrutura, Esforço, Concentração, Limite, Perseverança, Execução, Seriedade, Pormenor, Rigor, Exaustão, Preguiça, Negligência, Rigidez, Incompetência.

 

5 - Liberdade, Conhecimento, Insatisfação, Procura, Inquietação, Ruptura com a Ordem estabelecida, Impulsividade, Instinto, Indisciplina, Versatilidade, Entusiasmo, Imaginação, Mudança, Originalidade, Diversidade, Excesso, Curiosidade, Agilidade (corpo e mente), Instabilidade, Agitação, Psiquismo.

 

6 - Solidariedade, Estabilidade, Afecto, Responsabilidade, Compromisso, Possessão, Perfeccionismo, Amor à Arte, Sensibilidade, Beleza, Serviço, Teimosia, Obstinação, Ciúme, Criticismo, Inflexibilidade, Auto comiseração

 

- Intuição, Interioridade, Introspecção, Espiritualidade, Fé, Misticismo, Solidão, Amargura, Cinismo, Criticismo, Estudo, Individualismo, Egocentrismo, Teimosia, Psiquismo, Sensibilidade.

 

- Força, Domínio, Perseverança, Concretização, Poder, Materialismo, Desonestidade, Prepotência, Indisciplina, Eficiência, Determinação, Equilíbrio, Criatividade, Vaidade, Teimosia, Materialismo, Organização, Optimismo, Exibicionismo, Ambição.

 

- Compaixão, Abnegação, Generosidade, Tolerância, Justiça, Humanitarismo, Filantropia, Espiritualidade activa, Egoísmo, Intolerância, Infelicidade, Criticismo, Ciúme, Indiscrição, Frieza, Inconstância, Cobardia, Paciência

 

by Eva Veigas

Numeróloga por Paixão

 

99

Eva Veigas, 04.08.16

99.jpg

 

99 =  (9+9) = 18 = (1+8) = 9

 

Elementos: Síntese dos 4 Elementos (Água, Fogo, Terra, Ar)

 

Correspondência com os Arcanos do Tarot: Eremita e Lua

 

 

Trata-se de um dos mais, se não o mais poderoso Número-Mestre, o último na casa das dezenas.

Constituído por dois 9, é um dos números secundários mais encontrados quando analisamos, por exemplo um nome completo num mapa numerológico.

 

 

O 99 possui aspirações muitíssimo elevadas, o que regra geral afasta aqueles que por ele são regidos, da realidade.

Há demasiada ilusão ao nível da mente, o que não raro os mergulha em cenários completamente idílicos, pois possuem uma imaginação muito rica e muito fértil, povoada de personagens e detalhes bonitos o que os leva a retirar os pés do chão. Por isso é importante que estas pessoas se mantenham ancoradas e enraizadas através de exercícios especificamente desenhados para elas, ou que deem longos passeios na natureza.

 

Estas pessoas podem ser facilmente enganadas, iludidas, gozadas e vítimas de brincadeiras de mau gosto.

 

Também não é fácil conviver com elas dado que constroem mundos muito próprios onde “os outros” não conseguem entrar, dada a ausência de identificação com uma realidade demasiado afastada da sua. Portanto os relacionamentos devem ser um dos principais temas a trabalhar na presente encarnação. Se não o fizerem poderão acabar por se isolar do mundo, achando que ninguém os entende. Logo a seguir concluirão que se não precisam deles, eles também não precisam de ninguém. E eis o caminho directo para a solidão, para a amargura, para a tristeza e para o ressentimento.

 

No entanto, se o indivíduo em causa souber aprender com os desafios propostos pelo 99, pode ter aqui a grande oportunidade de ganhar uma consciência profunda de valores essenciais relacionados com a sua própria evolução.

 

O 99 sonha acordado, e, no meio dos sonhos, das ilusões, dos cenários fantasiosos, ele precisa de encontrar e percorrer um caminho (que nada tem de fácil) que o ajude a discernir e a escolher o que desses sonhos pode ser trazido à realidade manifestada, sobretudo se esses sonhos representarem um contributo positivo para a evolução não só do próprio indivíduo, mas também do colectivo.

 

O que retira um 99 da ilusão é a dedicação na íntegra a uma causa nobre. Sublinho aqui o facto de que essa causa não tem que forçosamente ser uma causa social, por exemplo, pois o 99 tem uma tendência excessiva de querer salvar os outros e o mundo esquecendo-se de si mesmo. Pode ser tão-só dedicar-se à sua própria evolução, o que invariavelmente o levará a construir pontes humanas, pois é através do relacionamento e do contacto directo com os outros que o 99 retorna a si.

 

Por outro lado é essencial que a sua ocupação profissional, o preencha de tal modo que ele possa continuar a sonhar, mesmo quando está a concretizar.

 

É um Número maravilhoso, pleno de possibilidades, mas que traz consigo muitas armadilhas, que é preciso ir desmontando a fim de ir compreendendo as lições, uma a uma, com paciência e desvelo.

 

O 99 tem que aprender a trazer a criação do céu à terra, ou seja, a materializar os seus sonhos. Claro que para isso ele precisará de toda a ajuda possível e aí reside outra das suas dificuldades: o 99 não sabe pedir ajuda.

 

Portanto, como se pode verificar cada desafio proposto pelo 99, encerra si outros desafios, outras provas que terão de ser superadas para poder resolver o desafio principal.

 

O 99 com o seu grande coração, se não se perder nas curvas do caminho será sempre um altruísta e um verdadeiro e nobre cavaleiro.

 

by Eva Veigas

Numeróloga Transpessoal

Dia de Nascimento 1

Eva Veigas, 16.04.16

1.jpg

 

Os nativos deste dia são por natureza líderes natos. Capazes de tomar o seu destino nas suas próprias mãos, dado o elevado nível de autoconfiança, vitalidade e dinamismo, estes nativos gozam de grande inteligência e articulam facilmente as suas ideias com as decisões e as iniciativas que necessitam de tomar para realizar os seus intentos.

 

São originais, ousados, inovadores e bastante impulsivos e geralmente usufruem de uma vitalidade e energia invejáveis.

 

Costumam ter orgulho em si próprios e adoram iniciar projectos novos. Aliás é precisamente a antecipação dessas iniciativas que lhes empresta uma energia poderosa com a qual entusiasmam os que os rodeiam. No entanto, nem sempre terminam o que começam.

 

Por outro lado, apreciam e precisam muitas vezes de estímulos externos para conseguir levar os seus projetos adiante.

 

Se este nativo optar por viver a sua vibração de nascimento no seu aspecto negativo é possível que desenvolva a crença de que receber é mais importante do que doar, o que naturalmente leva ao comportamento equivalente o que obviamente lhe devolve grandes dissabores.

 

Existe uma tendência para sofrer de excesso de autoritarismo, orgulho e inveja.

 

Eva Veigas

Os Números e a Lua

Eva Veigas, 14.04.16

cresc moon.jpg

 14 a 21 de Abril

 

Fase da Lua: Quarto Crescente – Trata-se de um período excelente para agarrar de novo naqueles projectos, que tinha colocado de parte, sobretudo aqueles que exigem tempo e cuidado. Talvez tenha sentido algum desânimo num momento anterior, mas agora é tempo de lhes dar continuidade e de lhes prestar a devida atenção. Não se assute se o processo que agora tem início lhe aprecer demasiado longo, pois esta fase da Lua apoia todo o empenho e motivação que dedicar à tarefa de transformar os seus sonhos em realidade.

 

A fase do Quarto crescente tem início no dia 14 de abril de 2016 e o Regente deste período é 1, redução de 55 (5+5=10=1). É o momento do novo. O momento de avançar, pois o Senhor dos Inícios, da Vontade Suprema, inicita-nos a começar e a não temer avançar na vida.

 

O 1 irrompe com a sua força imensa, rasgando amorosamente a terra para a nutrir com as suas sementes. Tudo o que fizermos durante este período terá tendência para germinar, crescer, expandir-se e dar frutos, mas antes que isso suceda é preciso meter as mãos na massa.

 

O verbo é agir!

 

Estagnar num período com semelhantes características é desperdiçar oportunidades únicas e irrepetíveis.

 

O Número Dobrado 55, corresponde, no Tarot, ao Arcano Menor: Às de Espadas, que nos relembra a Vontade Divina que age através de nós.

 

Coragem, ação dirigida, força interior e maturidade são absolutamente necessárias sob esta vibração energética.

 

Cuidemos dos excessos, sobretudo do da impulsividade, que nos pode levar a cometer erros fatais, que inibiriam as nossas fantásticas ideias para agir em direção às nossas realizações.

 

Manter o foco naquilo que se pretende, sem desviar a nossa atenção por nenhum motivo menor é o maior desafio deste período.

 

Eva Veigas

 

 

 

Números repetidos: 22:22

Eva Veigas, 23.03.16

2222.jpg

  

22

222

2222

22222

222222

22:22

22:22:22

 

(ou outras sequências)

 

A forte e vibrante energia emanada pelo 22 transmite capacidade para realizar tudo o que se quiser. Todos os trabalhos pesados, sobretudo físicos, mas também mentais.

Já despertaste e ainda não te apercebeste, diz o 22. Levanta-te e vai fazer o que tens que fazer!

Mas… ainda andas às voltas com questões de auto-estima? Não vês que ainda estás identificado com esse ego inflamado disfarçado de vítima? Aqui, sob a minha vibração, não há espaço para vitimizações. Não há vítimas nem dominadores. Aqui procuro os Trabalhadores da Luz que fazem o trabalho pesado, físico. Não vês que é precisamente por causa desse “véu” que não te tornas na tua essência? É ele, o ego, que oculta a tua beleza e magnificência. Sabes o que isso revela? Que ainda não te amas de verdade! Ainda há trabalho nesse campo, porque ainda duvidas de ti e das tuas capacidades que são imensas. Possuis uma capacidade de trabalho invejável, tanto física quanto mental. Tens a robustez necessária para cumprir as tuas tarefas. Costumas aguentar mais do que os outros e fazes-te de vítima, em vez de reconhecer esse teu dom maravilhoso.

Já pensaste na quantidade de pessoas que dariam tudo para ter esse dom? Se calhar até nasceram com ele mas entretanto estão doentes ou fracas demais para se colocarem ao Serviço da Humanidade.

Espera! Não és daqueles que pensa que estar ao Serviço da Humanidade implica ser uma Madre Teresa de Calcutá? Ou que tens uma Missão Especial para sozinho salvar a Humanidade, do género Super-homem ou Supermulher? Ah és? Se és pensa de novo? Achas mesmo que isso te faz sentido? Se fôssemos todos como a Madre Teresa não havia Engenheiros Civis, percebes? E o Super-homem e a Supermulher é aquele (a) pai/mãe que sai todos os dias bem cedo para ir trabalhar, que apoia a família, que cuida do lar, que vai buscar os filhos à escola, que está presente e inteiro nos seus relacionamentos, que tem tempo para se amar e para amar. Já te identificaste? Óptimo!

De uma vez por todas, entende que cada um tem o seu papel a cumprir e se o fizermos conscientemente, com responsabilidade e usando a nossa inteligência emocional já estaremos a prestar um grandioso Serviço à Humanidade.  

Portanto, continuo a chamar-vos à razão! Sim sou eu o 22 a falar! Cuidem das vossas emoções doentes. Dos desequilíbrios na forma como se relacionam uns com os outros e sobretudo na forma como se relacionam com vocês mesmos.

Trabalha no sentido de libertares essa carga demasiado pesada. E agora sim podes começar o teu verdadeiro trabalho na Terra!

 

O 22 simboliza assumir a responsabilidade pela construção de um Novo Mundo. É o 22 que traz os Planos para edificar as renovadas estruturas onde a Nova Humanidade assentará. São os Arquitectos do Novo Mundo. Não só idealizam e planificam, como sob as suas ordens cristalinas, plenas de pureza e energia radiante, se manifestam na matéria as novas construções.

As frequências 22, mostram que é tempo de dar corpo às ideias, de materializar os sonhos e as visões, mas não como foi feito até aqui, com base no medo e na subjugação e alienação dos direitos e dos deveres dos Cidadãos do Mundo – habitantes e Filhos e Filhas da Terra.

O que quer que se construa nesta energia estará sempre de acordo com as mais elevadas Leis Cósmicas, que vibram na Verdade, no Amor e no Respeito pelas Hierarquias e que detêm um verdadeiro conhecimento da natureza humana e planetária.

O 22 representa devoção a uma causa maior, trabalho em prol de toda a Humanidade, compreensão e reconhecimento de que tudo é uma coisa só.

O 22 mostra a importância da organização das superestruturas cósmicas, onde o nosso pequeno planeta se insere. Nenhum grão de pó das estrelas é ignorado ou desprezado.

 

Eva Vilela Veigas

Numeros repetidos: 11:11

Eva Veigas, 23.03.16

11_11.jpg

 

 

11

111

1111

11111

111111

11:11

11:11:11

 

 

Este é um dos números repetidos mais “famosos” nos últimos tempos. O 11:11 traz a boa nova! Ele representa a energia da nova Era de Aquário em todo o seu potencial. Já imaginaram? Ainda estamos só no princípio…

Vamos Despertar, diz o 11. Acorda! Precisamos da tua colaboração total no Projecto Divino que foi desenhado para elevar a vibração deste Planeta e de todos os seres que nele habitam.

Acorda, criança! Assume o teu poder interno. Reconhece os teus dons, um por um. Acreditas mesmo nessa mentira que dizes a ti próprio, quando afirmas que não tens jeito para nada, que não tens criatividade nenhuma, que não serves para nada? A sério? Acreditas nisso? Larga os teus medos completamente desadequados e desajustados desta Nova Energia que convida os puros de coração a religar-se ao Propósito Individual para que em comunhão cumpram o Projecto Divino.

Perdoa e segue em frente. Enquanto não o fizeres não te libertarás desses pesos que carregas há incontáveis vidas. Deixa ir… De que te serve isso? Quem achas que está a sofrer? Achas que é o outro a quem não perdoas?

Precisamos de seres humanos tolerantes, capazes de transcender tanta incompreensão, tantos mal-entendidos, tantas dores, tanto sofrimento. Já não há espaço para tanta mesquinhez. Sai do confronto contigo mesmo. Cresce. Sente-te feliz por estar aqui e agora…

Lembra-te! Tu quiseste estar aqui e agora!

A transformação já ocorreu dentro do teu coração, do meu e do dele. Apenas ainda, levará algum tempo a ajustarmo-nos às novas frequências. É hora de romper com o passado ilusório, com essa malha doente e inadequada para nós. É hora de tomar consciência do nosso verdadeiro propósito de vida, arregaçar as mangas e seguir em frente, independentemente das circunstâncias, das dificuldades, dos impedimentos e principalmente das opiniões alheias.

Vai! Segue o teu ritmo, corajosamente, usa a tua bravura de outros tempos, daquelas vidas em que eras soldado e combatias porque um qualquer Senhor Tirano te obrigava. Agora, és livre, combate em nome da tua verdade, da tua divindade. Faz o que está certo para ti! Não duvides de quem és. Reconhece o teu valor e embainha a tua espada que provocou dor. Isso já foi harmonizado, perdoado, saldado. Para de te culpares pelo que fizeste ou deixaste de fazer.

Usa a tua criatividade e pega na tua espada para cortares o “mal” pela raiz, isto é, corta as dores que ainda te fustigam e ainda te apertam o coração. Rompe com esse passado e liberta-te para viveres livre Aqui e Agora.

A tua Espada foi transmutada pelo Fogo do Perdão transformando-se na Espada da Verdade e da Justiça Divina. Usa-a para combateres o Bom Combate.

 

O 11 representa de facto uma Nova Visão, a capacidade de antever os acontecimentos, mas não para se tornar num adivinho ou num "perito" em futurologia, porque agora é o tempo da consciência divina se ancorar na Terra através dos humanos que se encarregaram de trazer a Nova Consciência, dos humanos que se responsabilizam pela sua vida e não mais por aqueles que não querem mudar e se escondem atrás de justificações mesquinhas e pequenas. O 11 está acima da cobardia, mas desenvolve a tolerância, e é capaz de perdoar a si mesmo, permite-se aceitar o que a vida lhe oferece e traz inspiração e seriedade nas suas subtis frequências.

É um número, ou uma sequência de números, incompreensível para quem o quiser compreender racionalmente. Em 11 tem que se abrir o coração e uni-lo à mente e à vontade de agir para um Bem Maior.

É o Número das Revelações Internas, portanto só se revela a quem se sente preparado, merecedor e paciente. Quem percorre o caminho, é o caminho e o caminho faz-se ao andar, diz o poeta.

Não busques compreendê-lo, dissecando o seu significado, mas antes, respira-o, sente-o entranhar-se no teu Ser e abre-te à possibilidade de ele fazer parte de ti. Sendo parte de ti, serás um 11 em acção, ou vários 11 em diferentes oitavas, construindo mundos a partir de uma simples visão carregada de amor.

 

Eva Viela Veigas

Números repetidos: Introdução

Eva Veigas, 23.03.16

numbers-numeros-lucro-quantidade-estatisticas.jpg

 

Milhares de pessoas se interrogam acerca do fenómeno, cada vez mais sentido e observado, dos números repetidos.

 

Eu própria comecei a reparar nesse fenómeno há muitos anos, quando ainda ninguém falava deste assunto comigo. Sempre achei divertido ver números repetidos, nas horas, nas matrículas dos carros, nas datas, e assim por diante. E, claro, também me interrogava, acerca disto. Sabia que era um sinal. Mas o que é que ele significava?

 

Hoje em dia recebo imensas mensagens de pessoas que querem saber porque lhes “aparecem” estes sinais, porque é que estão sempre a ver determinados números repetidos, e que significado tem isto para as suas vidas.

 

Antes de mais, é preciso esclarecer algo muito simples: os números, assim, como quaisquer outros sinais, não “aparecem”. Eles estiveram e estão sempre lá, mesmo à nossa frente.

 

A diferença é que nós passámos a “reparar” neles.

 

Sendo assim a questão poderá ser colocada noutros moldes: “Porque é que só agora reparei?” ou “Para que serve este sinal e o que faço com esta informação?”

 

A verdade é que os números ou sinais são energia, ou melhor, são uma frequência vibratória da energia que se encontra presente em tudo e em todos.

 

Tudo é energia. Nós somos energia.

 

O que sabemos é que se deu uma grande transformação na energia, no Todo. Os Maias previram essa transformação com muitíssima antecedência. Muitos povos e muitos seres que pisaram este planeta ao longo dos séculos anunciaram essa mudança.

 

Mas essa transformação, não foi um passe de mágica, foi real, e traduz-se no trabalho de muitas almas nobres que trabalham há incontáveis encarnações, no sentido da evolução da consciência humana.

 

Essas almas, estão hoje encarnadas aqui. São o que hoje designamos de Guerreiros da Luz, Trabalhadores da Luz, Guerreiros Arco-íris, etc.

 

Esse Guerreiro sou Eu, és Tu, somos Nós!

 

Um Guerreiro da Luz é um ser que individualmente, através da sua experiência pessoal vai resolvendo as suas dualidades, os seus pares de opostos, vai apurando a qualidade da sua consciência e é desse modo que vai expandindo esse mesmo grau de consciência, estando mais atento, mais presente, mais ligado ao seu coração amoroso, à sua parte divina, sagrada.

 

Essa expansão ou tomada de consciência individual, afeta, consequentemente, todos os seres que estão noutros graus de consciência (mas cuja semente também já despertou). Cada Ser que desperta, encarrega-se de despertar outros à sua volta, ainda que por vezes não tenha plena consciência disso.

 

A magia deste despertar revela um sentido de união como há muito não experimentávamos, ou talvez a humanidade nunca a tenha experimentado desta forma.

 

Estamos à procura da Tribo. Sim, da nossa Tribo “perdida”. Perdemo-nos ou eles perderam-se de nós, enquanto estivemos a viver a divisão, a ilusão da separação. Na verdade nunca estivemos separados, nem nunca estaremos. A diferença é que agora estamos a ganhar essa consciência.

 

Eu faço parte do Todo. O Todo faz parte de mim. Eu Sou o Todo. O Todo sou eu.

eagle.jpg

 

Andamos à procura da outra parte, da alma gémea, dizem alguns, buscamos nos outros uma compreensão e uma aceitação que não praticamos connosco. E voltamos a dividir-nos. Mas… eis chegado o momento em que do “Céu virão os sinais”. É chegada a hora de reconhecer que não há divisão, que afinal falamos a mesma linguagem, a linguagem do coração, a linguagem da alma. Onde não há necessidade de escrever textos, como este. Onde o que existe é apenas a magia do Sentir.

 

Chegámos ao momento para o qual temos trabalhado tanto, ao longo de tantas e incontáveis gerações. O momento em que juntos, de mãos dadas, de corações ligados, chegamos de forma mais rápida às sínteses que nos permitirão retirar cada vez mais véus – os véus que nos impediam de “ver” e sentir aquilo que realmente ainda está por curar, o que ainda dói, o que ainda precisa de colo, de carinho, de amor, e de atenção da nossa parte.

 

Ora, este processo ao longo de milénios foi dando (e continuará a dar) origem à evolução e expansão da consciência coletiva. É por isso que estamos a aprender a SER RESPONSÁVEIS por nós mesmos e não pelos outros! Responsáveis pelas nossas escolhas. Conscientes dos nossos atos.

 

Posto isto, é mais fácil então compreender que há dez ou vinte anos, estávamos num outro patamar de evolução, em que o nível de consciência não era igual (porque seria impossível sê-lo) ao nível deste aqui e agora. (Percebes então porque não adianta reclamar do passado?)

 

A partir desta exposição, também é fácil compreender que naquele momento do passado, não estávamos alinhados com determinadas vibrações mais subtis, e portanto as horas repetidas (as matrículas dos carros, as datas, os números das portas, etc.), estavam lá na mesma, mas nós não reparávamos nelas!

Se reparamos agora, é porque uma parte do nosso SER está pronta e disponível para perceber o sinal e se encontra em estado de total recetividade para receber a sua descodificação.

 

 

compass.jpg

 

O que podes fazer quando reparas nas sequências dos números repetidas várias vezes ao longo do dia.

 

Toma consciência desse momento. Retira a mente (aquela que se põe logo a fazer filmes, aquela que alimenta o ego. Exemplo: eu sou especial porque vejo sinais, sou um guru, sou um mestre iluminado…) desse momento e permanece em ti mesmo, como simples observador.

 

O que estás a fazer nesse exato momento? Em que estás a pensar? De quê ou de quem é que estás a duvidar? O quê ou quem é que não consegues perdoar? Onde é que te estás a limitar? O que é que pensas que não consegues fazer? Que crença está a vir ao de cima?

 

Agora observa os números (ou sequência de números) repetidos que acabaste de ver. O que te faz sentir esse número?

 

Lembre-se que tudo é energia!

 

Gostas do número? Não gostas? Faz-te lembrar alguma data feliz por exemplo, ou pelo contrário lembra-te de um episódio triste?

 

Tudo isso é para te fazer refletir numa imensidão de questões que estavam profundamente enterradas no teu inconsciente. Lembra-te que se permitires que essa dor chegue à tua parte consciente poderás ter a oportunidade de a curar. Lembra-te que se curares essa dor, se a libertares de forma responsável estarás a permitir que outros seres se libertem (por vezes quase automaticamente). Lembra-te da explicação acima acerca do momento do despertar!

 

Isso, mesmo! Toma nota de tudo! Mentalmente ou então escreve (se fores como eu vais anotar tudo, pelo menos de início).

E agora vamos à descodificação de alguns dos números em que as pessoas mais reparam. Mas lembra-te, são apenas, palavras-chave. O que importa é o que para ti seja válido. Lê com a tua parte divina e consciente, ou seja, a tua parte iluminada. Lê com os olhos do coração.

 

Nota: É necessário dar tempo até que a mensagem enviada pelos números seja perfeitamente entendida e posteriormente, plenamente integrada. É por esse motivo que muitas pessoas reparam num dado número repetido muitas vezes ao longo de um dia, por exemplo. É mesmo uma chamada de atenção para aquela situação que estamos a viver.

 

O facto de se reparar nesses números repetidos durante períodos mais ou menos longos prende-se com a nossa resistência à mudança ou à nossa incapacidade de entender o sinal.

 

No momento em que tomares consciência do significado e o integrares, isto é, agires de acordo com as suas indicações, a vibração mudará e poderás passar a reparar num outro número repetido de outra frequência.

 

Exemplo: uma pessoa via constantemente 11:11 e após ter integrado a sua informação passará a reparar, por exemplo, no 17:17.

 

by Eva Veigas

Em Profunda Comunhão com a Vida

 

I - As raízes da personalidade

Eva Veigas, 24.01.16

door1.jpg

 

Numerologia

I – As raízes da personalidade

 

O Número do Desejo da Alma representa, no Mapa Numerológico Natal, as mais profundas e importantes motivações do ser humano, estando intrinsecamente associado às suas emoções mais íntimas.

 

As escolhas, decisões, motivações e inspirações são fortemente influenciadas por este número, ainda que o indivíduo não tenha absoluta consciência deste facto.

 

O Número do Desejo da Alma influencia e complementa de forma inequívoca o Número da Expressão.

 

O Número do Desejo da Alma representa a ponte que liga a alma à personalidade o que faz dele, um dos números mais importantes do Mapa Numerológico Natal. É através dele que se dão as maiores transformações na história de cada indivíduo, pois as essências exortadas pela alma podem aflorar à personalidade, inspirando-nos a evoluir enquanto seres multidimensionais dentro de um corpo físico.

 

O Número do Desejo da Alma pode ser analisado através de dois importantes e principais aspectos:

 

O Impulso positivo - revela as qualidades ou habilidades que cada ser foi adquirindo ao longo de vidas passadas e que na vida presente pode utilizar não só em seu benefício mas também para benefício de todos os seres vivos, incluindo o maior ser vivo de todos - a Terra!

 

A Raiz karmica a transformar – permite que se reequacione o caminho da alma, isto é, contempla aspetos que podem ser melhorados, nomeadamente, crenças negativas e limitadoras, atitudes e comportamentos geradores de dificuldade e intenções da alma que entretanto se tornaram obsoletas.

Esta vibração é calculada reduzindo-se a soma das vogais do seu nome completo de registo, depois de todas as letras do nome terem sido convertidas em números.

 

 

Eva Veigas

Numeróloga Transpessoal

Marcação de consultas: evaveigas@sapo.pt