Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eva Veigas - The Silent Path

Soul Archeologist. Orientação Espiritual. Numerologia e Tarot Transpessoal.

Eva Veigas - The Silent Path

Soul Archeologist. Orientação Espiritual. Numerologia e Tarot Transpessoal.

4 - O grande desafio de Junho

02.06.18, Eva Veigas

iriss2.jpg

 Art by Iris Scott

 

O grande desafio de Junho é regido pelo Número 4, o Senhor da Ordem.

 

A grande dificuldade está e irá ser sentida em termos de contrariedade, impedimentos e obstáculos de toda a espécie, mas a nossa dificuldade, o nosso teste pessoal vai ser manter o foco naquilo que é realmente importante e prioritário para cada um de nós.

 

É preciso estar mais atento e fazer um esforço maior de modo a não deixar passar certas oportunidades, pelo simples facto de não estarmos preparados para quando elas chegarem.

 

Por essa mesma razão é importante cuidar da nossa organização pessoal, quer no que diz respeito ao nosso espaço privado, quer ao profissional. Tudo precisa de estar funcional ou entraremos numa espiral confusa onde nos perdermos facilmente.

 

O 4 implica foco constante, sem perder de vista o essencial. Ora, este Número encontra-se precisamente a exercer a sua influência numa posição difícil - a casa do desafio complementar ou secundário, o qual se vai conjugando com o desafio principal a cada dia do mês.

 

É essa dinâmica que nos vai mostrando e indicando a direcção, dificuldade e intensidade deste desafio, cujas nuances se revelam de acordo com esta dança.

 

Adiar decisões, adiar projectos, adiar os nossos deveres e obrigações, desviar a cara para o lado, fingir que os problemas não estão lá, serão a receita certa para este mês se poder tornar desastroso ou num verdadeiro pesadelo.

 

Como travar ou transformar este desafio?

 

A resposta reside numa imensa capacidade de colocar a nossa atenção e o nosso foco no lado mais prático da vida. Deve dar-se prioridade a tudo o que implica prazos, compromissos inadiáveis, etc. 


A nível pessoal teremos de lidar com a preguiça, a inércia e a nossa incapacidade de lidar com os nossos limites.

 

Eva Veigas