Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eva Veigas

NUMEROLOGIA ARCANA

NUMEROLOGIA ARCANA

Dançar no Vento

Fotos grátis de Dançarino
 
Ah! Eu não preciso de terapia
Preciso de Sol e Mar,
De sentir a areia debaixo dos pés,
Preciso de abraçar as árvores sagradas
E de escutar o seu sussurro.
 
Ah! Eu não preciso de terapia
Eu preciso de Dançar no Vento
De me deitar na terra e sentir o seu ritmo
Preciso de contar as estrelas no firmamento
E de conversar com a Lua Cheia.
 
Ah! Eu não preciso de terapia
Preciso de caminhar no trilho da floresta
E aspirar o ar bem devagar
Sentada na beira do caminho
Vendo as borboletas dançar.
 
Ah! Eu não preciso de terapia
Eu preciso de escutar as vozes dos ancestrais
que chegam na voz do trovão
e na luz de cada raio
que ilumina o céu e a terra.
 
Ah! Eu preciso é de me respeitar
De me sentir Viva,
De me trazer para a Vida
De Ser Mais Vida em Mim.
 
Todos os direitos reservados

Junho 2022 - Um mês governado pelo Número 3

junho2022.png

 

 

Junho 2022 - Um mês governado pelo Número 3

 

O Número 3

O Número 3 como regente do nosso mapa pessoal, de qualquer data, acontecimento, facto, etc. é, por princípio um dos números mais leves que podemos encontrar, no meio da profusão de regentes numerológicos que existem, e este mês não é excepção.

O 3 é um número dinâmico, porta-estandarte da verdadeira Alegria, da leveza, dos nascimentos e das criações, como por exemplo, o nascimento de um filho, de um projecto em que se investiu muito tempo e energia, de uma obra de arte e assim por diante.

O que fazemos quando nasce um filho ou criamos uma obra de arte? Celebramos, claro está, e geralmente com bastante entusiasmo e alegria.

Sob esta vibração, os movimentos são mais amplos, mais leves, e a vida social costuma estar em destaque, bem como as pequenas viagens ou deslocações para puro divertimento. Portanto, é um mês apropriado para tirar alguns dias de férias, mas que já se sabe serão bastante movimentadas e com muita actividade. Não serão certamente férias para “relaxar”.

Por outro lado, também é um período adequado para toda e qualquer iniciativa ou empreendimento que vise obter aumento de visibilidade e/ou popularidade. Por exemplo, um autor pode aproveitar esta energia para lançar o seu livro; um artista poderá querer expor a sua obra sob esta benéfica frequência ou um encenador poderá querer estrear a sua peça de teatro durantes estes dias.

As profissões em alta serão todas as que se relacionam com a Estética, Beleza, Artes, Jardinagem, Paisagismo, Teatro e Cultura de uma maneira geral. Mas também áreas ligadas à Culinária, Nutrição, Desporto e tudo o que diga respeito ao contacto com a Natureza, como por exemplo uma caminhada, uma meditação, um retiro num meio natural.

O elemento ar que está associado a este número ajudará sem dúvida a promover e a espalhar as novidades e as notícias que se pretendem divulgar. Por este mesmo motivo, e porque todos os aspectos positivos têm a sua contraparte negativa, também é preciso estar atento ao que se diz e afirma, sobretudo no que toca a espalhar boatos ou a expressar críticas e julgamentos infundados, pois o mesmo “ar” que propaga o que é verdadeiro, bom e útil, também o faz com o que é mentira, invenção, maldade e crueldade, e mais, fá-lo com a mesma intensidade.

Mais uma vez o que dita os nossos comportamentos e hábitos está directamente relacionado com o nosso grau de consciência, com a qualidade da nossa vibração interna, com os nossos princípios morais e éticos mais elevados, enfim com a nossa integridade.

Outro aspecto a ter em atenção é que o 3, tal como o 8, tem um poder especial que é o de amplificar, ampliar e aumentar tudo o que se vive, tudo o que se sente e tudo o que se diz. Ou seja, o mínimo acontecimento, se não formos suficientemente cuidadosos, pode tomar proporções desastrosas e causar bastantes atritos ou mal-entendidos entre as pessoas.

Mas, regra geral sob esta vibração, podemos afirmar que há espaço para uma pausa, para aliviar um pouco a tensão dos últimos meses, aproveitando para descontrair e divertir-se.

O que é importante é não retirar o foco do que é essencial, dos nossos deveres e obrigações e também de não desperdiçar o tempo em actividades fúteis e sem qualquer conteúdo.

A essência deste mês 3 é o resultado da redução de 12 (1+2=3), sendo que, ao analisarmos as frequências que estão na base deste regente, verificamos que estamos diante de frequências primordiais.

O 1 e o 2 enquanto princípios universais nas polaridades masculina e feminina, respectivamente, tornam-se assim a plataforma a partir da qual agimos, pensamos e tomamos decisões, baseadas em escolhas mais ou menos amadurecidas, dependendo de indivíduo para indivíduo.

Em 1 existe um poder de iniciar, um fogo que nos impulsiona a agir, a seguir uma dada direcção, mas que nem sempre atinge um objectivo, pois este fogo é radical, instintivo, agindo muitas vezes por impulso.

Em 2 encontramos a força da criação, o vaso de concepção onde a semente encontra espaço e condições ideais, para se desenvolver e crescer. É o poder pulsante da própria vida em acção que observamos em todos os reinos da Natureza.

Então, o 2 significa esta estrutura, este berço, estas águas férteis onde o 1 pode em segurança, desenvolver todo o seu potencial. Ora, é precisamente este 3, que guarda em si mesmo estas forças e ao mesmo tempo as revela (já que ele é o fruto da união dos dois princípios universais) que rege o mês de Junho.

São estas forças que devemos buscar em nós mesmos para podermos usufruir da vida de forma prazerosa e leve, mesmo quando a direcção do vento é contrária, mantendo-nos abertos e receptivos a receber os nossos impulsos criativos, sendo ao mesmo tempo capazes de distinguir entre aqueles que têm potencial e aqueles que estarão condenados ao fracasso.

Claro que não é um exercício fácil e implica uma imensa capacidade de nos mantermos íntegros e fiéis a nós mesmos. Por exemplo, será necessária muita paciência, tempo, dedicação, capacidade de escutar a nossa intuição (todas características do número 2) entre outras habilidades inatas ou que, entretanto, tenhamos desenvolvido. Também precisaremos de confiar em nós mesmos, acreditando que seremos capazes de chegar à melhor solução, após termos buscado várias alternativas, com determinação e originalidade (características do 1).

Só quando terminarmos esse procedimento, é que estaremos aptos a criar, a gerar, a trazer à vida, a nossa obra de arte, que também pode ser um filho, um relacionamento, um novo emprego, um projecto audaz, e assim por diante.

 

O que acontece quando o Número 3 atravessa o Portal 6 (ano 2022)?

Aqui a Água (6) e o Ar (3) se encontram, promovem um redemoinho doce e húmido, preparando a terra para que ela possa ser fertilizada e receber as sementes, que mais tarde germinarão, crescerão e darão frutos. Trata-se assim de um momento muito auspicioso para a maioria das pessoas. Há que aproveitar e dar o nosso melhor, sem, contudo, entrar em desespero, querendo fazer tudo ao mesmo tempo e simultaneamente obter resultados imediatos desse trabalho.

Cuidado com o excesso de Ar (o excesso de ideias pode inibir a criação), pois poderemos perder-nos nessa miríade de projectos que a nossa mente consegue imaginar e idealizar. Ter atenção que a ausência de ar também nos bloqueia a criatividade, o que se poderia traduzir em falta de ideias ou clareza mental. Por outro lado, o excesso de Água pode tornar-nos demasiado “moles” e com falta de ânimo e de energia para dar início a qualquer género de empreendimento, bem como a ausência do Elemento que nos pode conduzir para uma aridez e uma indiferença por tudo e por todos e pela vida em geral, ainda que momentaneamente.

Aqui teremos que buscar equilíbrio interior e ir ao encontro dos Elementais dentro de nós, honrá-los e torná-los nossos aliados directos para que a nossa vida flua com graça e leveza, alegria e esplendor. Os Elementais da Água são as Ondinas e os do Ar são as Sílfides, pelo que estar junto da Natureza (rios, lagos, praias, bosques, jardins, florestas) como já referi, pode ser muito precioso, para mergulhar dentro da nossa profundidade e conhecer um pouco mais daquilo que se oculta por baixo das nossas máscaras, da nossa “persona”.

O importante é reter que quando toda esta alegria efusiva e entusiasta do 3 se encontra com a energia amorosa e doce de 6, dá-se um encontro mágico, que proporciona bem-estar, harmonia e equilíbrio, num nível não visível ou palpável para a maioria dos humanos que não têm ainda essa sensibilidade desenvolvida. Mas na realidade essa condição é ideal para manifestar e realizar com muita amorosidade, imaginação e seriedade, qualquer criação artística ou de outro âmbito.

É verdade que os artistas, os comunicadores, a imprensa, as editoras e tudo o que se relacione com distribuição de informação estará mais destacado durante este mês, todavia qualquer pessoa, entidade, empresa, organização, etc. que pretenda dar a conhecer a sua missão também poderá fazê-lo e o quanto antes, pois sob este trânsito numerológico tudo é empurrado e encaminhado com mais facilidade.

É importante cuidar do embelezamento e da parte estética daquilo que se pretende vender, oferecer ou doar, mas se não se cuidar do conteúdo, se esse invólucro for apenas brilhante e chamativo, mas for oco por dentro, de nada valerão os nossos esforços.

As pessoas reconhecem o valor das coisas, e embora possam gostar da embalagem, jamais ficarão “compradoras” de promessas vãs ou enganadoras. Além disso, quando se sentem enganadas as pessoas passam a palavra de imediato, e lá está o 3, no seu Elemento (Ar) a espalhar a publicidade (neste caso negativa) e a crítica, expressando a sua indignação.

Portanto, deveremos unir a beleza ao conteúdo e zelar sempre por cada detalhe, de modo a que os nossos objectivos (que certamente serão vários e relacionados com as diferentes áreas das nossas vidas) se cumpram da melhor maneira possível.

Sempre regressamos à escolha, às tomadas de decisão, à capacidade de harmonizar aquilo que está desequilibrado, ao longo deste ano, já que 6 é o regente de 2022. Só que neste caso concreto, enquanto o regente do mês se encontra com o regente do ano, as escolhas e as decisões poderão beneficiar-nos muito, se soubermos canalizar bem a nossa energia para fins mais elevados e não escorregarmos para a vitimização, a frustração ou a futilidade.

Desta forma, este pode ser um tempo muito bem aproveitado se nos dedicarmos com afinco, mas sem apego ou obsessão, a estudar e/ou a desenvolver qualquer uma (ou várias) das nossas capacidades ou habilidades (manuais, mentais, físicas ou outras).

 

Aspectos positivos:

 - Alegria

- Vivacidade

- Fertilidade

- Leveza

- Prosperidade

- Amplitude

- Artes

- Estética

- Entusiasmo

- Dinamismo

- Proliferação

 

Aspectos Negativos:

- Exagero

- Futilidade

- Desperdício (tempo e energia)

- Estagnação

- Frustração

- Inferioridade (complexo de)

- Dispersão, sobretudo mental

- Desistência

- Euforia

 

Mensagem final: Este é um momento auspicioso, ideal para lançar sementes e criar raízes profundas e duradouras nos nossos relacionamentos, empreendimentos e projectos pessoais ou profissionais. Todo este processo deve ser feito de forma leve, alegre e com verdadeira entrega e confiança. A dúvida deve ser combatida, ainda que para isso tenhamos que ver e rever, avaliar e analisar mais do que uma vez, a razão e a intenção que está por trás dos nossos desejos mais preciosos, dos nossos sonhos mais sagrados, das nossas mais loucas utopias.

 

Mantra do Mês: Eu Sou a Alegria actuando, espalhando sementes de Vida e pétalas de Amor.

 

 

Eva Vilela Veigas

Numeróloga Transpessoal

 

Pág. 1/4

Blog em actualização

Seremos breves. Gratos pela compreensão.

Honras e Bênçãos

A Todos os que vierem por Bem! Caminhemos juntos nesta jornada de autodescoberta e superação. Sejamos, a cada dia, mais e melhores humanos. Eva Veigas

A Cura Começa em Ti

Se não sabes por onde começar... começa por ti mesmo, cura a tua criança ferida e curarás a tua mãe e o teu pai, as tuas avós, os teus avôs e os teus antepassados todos - homens e mulheres que pisaram a Terra antes de ti, que viveram e lutaram, que riram e derramaram lágrimas, que caíram no sono da morte, mas que deixaram a semente para que tu possas estar aqui hoje. - Eva Veigas - Cascais, 18 Dezembro 2019

Ma'at

~ ~ ~ ~ "Destas penas de avestruz da Dupla Verdade, tão delicadas que o mais subtil hálito mental pode agitar, pendem através das correntes da Causa e do Efeito, os pratos ou esferas onde o Alpha (o primeiro) e o Ómega (o último) , se equilibram. Não é possível deixar cair um alfinete sem provocar uma reacção correspondente em cada estrela." ~ ~ ~ ~ A. Crowley, O Livro de Thoth

Eva Veigas

foto do autor

Filha das Estrelas

A Terra é o meu Lar. Mas eu venho das Estrelas. Sou mais antiga que a Terra. Mais antiga que a Lua e que o Sol. Viajei entre Galáxias. Visitei outros espaços. Outras dimensões. Trago na Alma. A Sabedoria dos Tempos. E de outros lugares. A Terra é o meu Lar. Mas eu venho das Estrelas © Eva Veigas

Regra de Ouro

Nenhum estudante jamais realizará qualquer progresso no desenvolvimento espiritual se saltar de um sistema a outro, utilizando ora algumas afirmações do Novo Pensamento, ora alguns exercícios de respiração a posturas meditativas da ioga, para prosseguir depois com algumas tentativas nos métodos místicos de oração. Cada um desses sistemas tem o seu valor, mas esse valor só é real se o sistema é praticado integralmente." Dion Fortune

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub