Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

𝓔𝓿𝓪 𝓥𝓮𝓲𝓰𝓪𝓼

Arqueóloga da Alma

𝓔𝓿𝓪 𝓥𝓮𝓲𝓰𝓪𝓼

Arqueóloga da Alma

07/12/21

wolf-2872222_1280.jpg

22208602_YdLdd.jpg

 

07/12/2021
 
#15
 
 
Este 15 pede silêncio e introspecção, mas não por muito tempo. Apenas o tempo suficiente para colocarmos cá fora os nossos projectos - que podem ser mais ou menos ambiciosos -, com arte e com brio.
 
Um certo requinte nos é pedido, teremos de aprender a ser refinados e polidos, cuidadosos e educados em todas as circunstâncias.
 
Se medo gera medo e antipatia gera antipatia, imaginem o contrário. Sorrisos geram sorrisos, mesmo no coração mais trancado. Afinal de contas um coração trancado não é mais do que um ser que se encontra em sofrimento por ausência de amor próprio, por se sentir desapoiado, sozinho, abandonado, com a firme crença de que não pode confiar em ninguém!
 
Se queremos levar amor a alguém ou a nós mesmos, sobretudo, se a condição em que essa pessoa (ou nós próprios) se encontra é demasiado frágil, convém ser muito cuidadoso na doação desse amor - o mesmo é dizer: dar atenção, escutar, dar força moral, ajuda física, etc. -.
O ideal é usar doses homeopáticas, dado que a pessoa não está habituada a ser amada, aceite, escutada, observada, por alguém que tem AMOR dentro.
 
Se formos dar tudo de uma vez ela pode reagir como um animal ferido, que se assusta mesmo com quem quer apenas alimentá-lo ou tratar-lhe das feridas, e reage atacando.
 
Portanto da próxima vez que fores de coração aberto na tua própria direcção ou na direcção de alguém, vai, mas fá-lo devagar, cautelosamente, sabendo que não podes forçar esse AMOR, porém agindo de tal forma que o outro perceba, que por muito difícil que seja essa tarefa, tu não vais desistir e irás manter uma certa constância, um certo ritmo e uma certa cadência nessa entrega.
 
Aos poucos, ganharás a confiança desse ser ferido e um dia poderás ter uma bela surpresa!
 
 
ENTREGA-TE!

Partilha de Conteúdos e Créditos de Imagem

Partilha de Conteúdos - Por uma questão de respeito pelo meu trabalho, a partilha dos conteúdos deste blog deve ser sempre feita através do link da publicação e com referência à sua autoria. "NÃO FAÇAS AOS OUTROS O QUE NÃO QUERES QUE TE FAÇAM A TI!" - Grata pela tua compreensão. / Créditos de Imagem - As imagens que ilustram as publicações deste blog são da minha autoria ou de bancos de imagens gratuitas: https://unsplash.com/ - https://pixabay.com/pt/ - https://kaboompics.com/ - Caso seja detectada alguma imagem que não esteja de acordo com os critérios acima mencionados, agradeço que me contacte e a imagem será de imediato removida.