Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eva Veigas

NUMEROLOGIA ARCANA

NUMEROLOGIA ARCANA

Semana Numerológica: 22/05/19 a 31/05/19

Quote 2.png

 

 

22/05/2019 a 143105/2019 - A última semana numerológica de Maio é regida pelos Números 22:4 e tem como co-regente o Número 3.

 

Depois de uma semana regida pelo poderoso Número 1, o Número de todos os inícios que nos devolve a ideia de que tudo tem uma origem, um principio, uma causa, um impulso, segue-se um período difícil e tenso pois os Números que regem esta última semana de Maio, encontram-se em oposição não só por se encontrarem demasiado próximos, mas, e acima de tudo por defenderem princípios aparentemente contraditórios.

 

O Número 4, resultante da redução de 22, está relacionado com o raciocínio lógico, com as dinâmicas do hemisfério esquerdo e com as estruturas que albergam essas dinâmicas. É um Número governado pelo Elemento Terra que se empenha em cuidar de tudo o que diz respeito aos aspectos materiais da vida, às formas, ao tacto, e assim por diante.

 

O Número 3 está relacionado com a criatividade, a imaginação e a arte, movendo-se pelas paixões e pela intuição; relaciona-se com o hemisfério direito do cérebro e com as estruturas que suportam estas dinâmicas. O Número 3 é governado pelas Salamandras, as entidades do Fogo que nos ajudam a transmutar crenças, preconceitos, ideias que tomámos como certas demasiado tempo, etc.

 

O 4 estabelece e impõe limites ao 3, que se debate com essa imposição. O 4 pretende estabilidade e o 3 quer partir na sua busca desenfreada para experimentar tudo o que lhe apetece.

 

O 4 cataloga, ordena, arquiva, arruma, executa. O 3 desarruma, dispersa-se, apaixona-se e perde o interesse pelo objecto da paixão, por vezes, quase em simultâneo. O 3 ri e chora ao mesmo tempo, enquanto o 4 tenta a todo o custo controlar as suas emoções.

 

Por estas e outras razões encontramo-nos diante de um período algo difícil de gerir e de digerir, pois somos colocados diante da necessidade de escolher a cada momento, o caminho que melhor se adequa às nossas necessidades. Umas vezes seguimos o coração, outras a razão, mas em qualquer dos casos, sentimos sempre que perdemos algo, fica sempre um vazio, uma estranha sensação de que poderíamos ter escolhido algo diferente. Mas como?

 

Entretanto devemos voltar a nossa atenção para a energia mais potente e importante desta semana que está na verdade bem visível através do Número dobrado 22.

 

Assim, o 22 é, de certa forma, um convite a começar de novo, a partir de uma nova base (uma base que já conquistámos, que já reconstruímos e que já preparámos para lançar novos empreendimentos).

 

Sempre que nos encontramos sob o seu olhar atento, o 22 lança-nos um desafio – o de nos superarmos e o de reconquistarmos o nosso lugar na roda ou no círculo mágico que é a Vida.

 

Em 22 recomeçamos uma caminhada, mais bem preparados, por assim dizer, do que antes, ou pelo menos assim deveria ser. A bagagem emocional deve ter sido filtrada e devemos iniciar este troço do nosso caminho um pouco mais leves, porém mais conscientes relativamente ao momento presente.

 

O que queremos construir? O que precisamos edificar? O que se torna cada vez mais importante materializar ou manifestar nas nossas vidas? Quais os princípios que não podemos prescindir? Qual o significado do momento em que levantamos o pé para dar início a esta nova etapa do percurso? O que está em causa? Permitimo-nos a liberdade de não saber nada e ainda assim dar o nosso salto de fé?

 

Peguemos novamente no conflito gerado pela oposição 3 – 4 e, sabendo de antemão o seu significado, procuremos encontrar o equilíbrio entre estes dois polos aparentemente opostos e busquemos harmonizá-los, compreendendo que ambos são necessários.

 

Em cada situação ou aspecto denso que encontremos pela frente, poderemos realizar uma leitura simples, que coloque as nossas necessidades reais num prato da balança, e os nossos desejos de ultrapassar certos limites, noutro.

 

Se fizermos este simples exercício passaremos a encontrar, por um lado, aspectos que se dissolvem por si próprios, pois o 3 precisa de regras e o 4 precisa de aprender a descontrair, e por outro, aspectos que precisam da nossa atenção, do nosso olhar mais atento, mais observador e menos julgador.

 

Nesse ponto é fácil entender que estamos em plena aprendizagem e nesse caso teremos que aceitar que o que escolhermos é apenas fruto do nosso grau de consciência e de conhecimento, relativamente a cada situação específica.

 

Porém, o 22 continua a exortar-nos a agir, já que independentemente do grau de conhecimento e de experiencia que tenhamos, este não é o momento de parar, mas sim o de tomar decisões e de tudo fazer para as pôr em prática.

 

 

Boa caminhada.

Eva Veigas

Karma

Pedro Kummel.jpg

Imagem: Pedro Kummel

 

Karma

 

Karma (ou Carma) é uma palavra do sânscrito que significa Acção. Este termo religioso é usado nas doutrinas budista, hinduísta e jainista. A Teosofia, o espiritismo e o movimento New Age adoptaram este termo para traduzir as acções levadas a cabo pelo homem e as suas respectivas consequências.

A lei do Karma diz que, toda a acção tem uma causa e que cada acção provoca uma reacção à qual é impossível escapar.

Portanto a Lei do Karma é a Lei da Acção e da Reacção. É interessante fazer aqui referência à analogia entre a Lei do Karma e uma das Leis da Física, que diz que “ Para toda a acção existe uma reacção de força equivalente em sentido contrário (…)”. Encontramos esta lei no 3º ponto do Sistema de princípios de Sir Isaac Newton (1642-1727).

Podemos concluir, que toda e qualquer acção levada a cabo pelo Homem, terá sempre como consequência uma reacção de igual intensidade.

Neste caso, para toda a acção efectuada pelo Homem ele pode esperar uma reacção. Se praticou o mal então receberá de volta um mal em intensidade equivalente ao mal causado. Se praticou o bem então receberá de volta um bem em intensidade equivalente ao bem causado.

Dependendo da doutrina e dos dogmas da religião discutida, este termo pode parecer diferente, porém a sua essência foca sempre as acções e as suas consequências.

No budismo, Kamma ou Karma é a palavra para "acto" ou "acção", e nesse sentido usa-se a palavra em textos mais antigos para ilustrar a importância de desenvolver atitudes e intenções correctas. Considera-se que por gerar karma os seres encontram-se presos ao samsara, e portanto a última meta da prática budista é extinguir o karma.

Sob esta perspectiva, deixa de haver injustiça, culpa e castigo, já que tudo o que acontece de mal ou de bem na nossa vida não é mais do que a lei do equilíbrio energético em acção.

É com base nesta premissa que surge o Tarot Karmico, como um aliado na edificação no nosso ser, o qual após ganhar consciência e distanciamento emocional relativamente às suas práticas, pode, a partir desse momento, escolher em consciência uma conduta mais adequada ao seu novo nível entendimento, o qual o vai guiando ao longo do seu despertamento interior.

 

Eva Veigas

 

Tarot Karmico - Por Todas As Nossas Relações

Tarot Karmico_1.png

 

 

O Tarot Karmico é uma ferramenta específica criada para nos ajudar a entender e descobrir o motivo do sofrimento nas nossas relações, sejam elas de que natureza forem.

 

Em cada relacionamento existe um propósito de crescimento e aprendizagem mútuas, mas nem sempre a forma como nos relacionamos é saudável. Na realidade, as nossas relações são aquelas que nos causam maior sofrimento e preocupação, maior mágoa e desgosto e que muito contribuem para o nosso desequilíbrio emocional.

 

É importante curar as nossas relações e tudo isso como sempre começa em nós. Para tal o Tarot Karmico (assim chamado porque ele identifica os principais tipos de acções (Karma=Acção) que tomámos e continuamos a tomar em relação a nós mesmos e aos outros), possui duas vertentes: a relacional e a individual.

 

Desta forma, uma sessão de Tarot Karmico possibilita-nos uma leitura individual (ou o histórico de acções do passado que condiciona as nossas escolhas / acções actuais) e uma leitura relacional que nos revela o histórico das acções do passado (a nossa conduta) em relação a outra pessoa, e a forma como todo esse processo de desencadeou até ao momento presente.

 

A partir dessa leitura é relativamente simples compreender todo o envolvimento dos indivíduos e os motivos pelos quais agem ou reagem de determinada forma (muitas vezes automática).

 

Mais difícil, por vezes, é aceitar as evidências / respostas que estão diante de nós, fruto da interpretação dos Arcanos do Tarot.

 

Finalmente há que tomar a decisão, caso o desejemos de coração, para transformar comportamentos e atitudes, alterando assim, a forma como a partir daqui conviveremos com a outra pessoa e os consequentes resultados da nova escolha, que será sem dúvida mais consciente e mais autêntica.

 

Eva Veigas 

A Conduta do Guerreiro

93991567008fb7a8954a4400c97d9e8f.jpg

Artist: Caroline Manière

 

Um verdadeiro guerreiro sabe que no seu coração moram a sombra e a luz e que nenhuma delas é mais importante do que a outra.
Um verdadeiro guerreiro sabe que a vida não se resume a preto e branco, e que embora esses dois sejam um, existe uma infinidade de tons e cores que não devem ser ignoradas.
Um verdadeiro guerreiro escuta a voz da razão e do coração, mas no final segue as palavras murmuradas pelo seu Espírito.
Um verdadeiro guerreiro é um adulto com uma imensa capacidade de brincar. É livre e solto, mas firme e persistente.
Um verdadeiro guerreiro sabe quando lutar e quando baixar as armas!
Um verdadeiro guerreiro obedece e respeita os ciclos da Vida e da Natureza.
Um verdadeiro guerreiro, nem sempre sabe que o é, mas sabem-no os outros...

by Eva Veigas
Todos os direitos reservados


O Tao

274137406_107803578502634_1939225570344793895_n.jp

Imagem: Graham Holtshausen

 

O Tao é um vazio insondável em movimento incessante que nunca se esgota. O Tao que pode expressar-se não é o Tao eterno. O tao que pode ser nomeado não é o verdadeiro Tao. Sem nome é o Princípio do Universo. Sem nome é a origem do céu e da terra. Com nome é a mãe de todas as coisas. Os dois Taos são o mesmo, diferenciando-se só no nome. A vida é emanação do Tao. O Tao na sua origem é Vazio. Uma confusão inacessível ao pensamento humano. No Vazio está a origem de todas as coisas: a Suprema Verdade.

Tao Te King 

Pág. 1/3

Blog em actualização

Seremos breves. Gratos pela compreensão.

Honras e Bênçãos

A Todos os que vierem por Bem! Caminhemos juntos nesta jornada de autodescoberta e superação. Sejamos, a cada dia, mais e melhores humanos. Eva Veigas

A Cura Começa em Ti

Se não sabes por onde começar... começa por ti mesmo, cura a tua criança ferida e curarás a tua mãe e o teu pai, as tuas avós, os teus avôs e os teus antepassados todos - homens e mulheres que pisaram a Terra antes de ti, que viveram e lutaram, que riram e derramaram lágrimas, que caíram no sono da morte, mas que deixaram a semente para que tu possas estar aqui hoje. - Eva Veigas - Cascais, 18 Dezembro 2019

Ma'at

~ ~ ~ ~ "Destas penas de avestruz da Dupla Verdade, tão delicadas que o mais subtil hálito mental pode agitar, pendem através das correntes da Causa e do Efeito, os pratos ou esferas onde o Alpha (o primeiro) e o Ómega (o último) , se equilibram. Não é possível deixar cair um alfinete sem provocar uma reacção correspondente em cada estrela." ~ ~ ~ ~ A. Crowley, O Livro de Thoth

Eva Veigas

foto do autor

Filha das Estrelas

A Terra é o meu Lar. Mas eu venho das Estrelas. Sou mais antiga que a Terra. Mais antiga que a Lua e que o Sol. Viajei entre Galáxias. Visitei outros espaços. Outras dimensões. Trago na Alma. A Sabedoria dos Tempos. E de outros lugares. A Terra é o meu Lar. Mas eu venho das Estrelas © Eva Veigas

Regra de Ouro

Nenhum estudante jamais realizará qualquer progresso no desenvolvimento espiritual se saltar de um sistema a outro, utilizando ora algumas afirmações do Novo Pensamento, ora alguns exercícios de respiração a posturas meditativas da ioga, para prosseguir depois com algumas tentativas nos métodos místicos de oração. Cada um desses sistemas tem o seu valor, mas esse valor só é real se o sistema é praticado integralmente." Dion Fortune

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub