Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eva Veigas

Eva Veigas

Ter | 12.02.19

Lançamento: Mapa de Trânsitos Numerológicos!

Eva Veigas

photo-1471107340929-a87cd0f5b5f3.jpg

Imagem: Aaron Burden

 

O Ano Universal ou Número do Ano Civil é calculado somando todos os números que o compõem.

 

Por exemplo 2019 é um ano 3.

 

Como chegamos a este resultado?

 

Somamos os números do ano:

 

2+0+1+9 = 12

 

Depois fazemos uma redução do 12, assim:

 

1+2 = 3

 

Esta é a forma de calcular qualquer ano e geralmente usamo-la para calcular o nosso ano de nascimento.

 

Noutros casos, usamo-la apenas para identificar o regente numerológico do ano civil ou do ano de calendário, o qual está a influenciar todos os que se regem pelo calendário oficial ou gregoriano, em vigor desde o ano de 1582, no caso de Portugal, Espanha, França, etc. Mais tarde, e ao longo dos séculos, outros países se foram juntando para formar agora aquilo a que designamos por calendário oficial.

 

A Numerologia usa o Número do Ano Universal (ano oficial) para ilustrar o pano de fundo onde as nossas acções e experiências vão ganhando forma, fruto dos desafios traçados pelo nosso próprio Caminho de Vida.

 

O Ano Universal funciona assim, como uma espécie de referência para os nossos Anos Pessoais*, os quais, ao transitarem em simultâneo com os nossos Ciclos de Aniversário* e com o Ano Universal, exercem uma forte e expressiva influência na nossa vida.

 

Os aspectos formados pelos Números Regentes destes anos são designados por trânsitos numerológicos.

 

Para saber mais sobre este assunto pode solicitar o seu Mapa de Trânsitos Numerológicos.

 

Este Mapa é construído para um período de um ano. O primeiro mês analisado é considerado com base no momento em que o pedido é efectuado e o pagamento realizado.

 

Com preço de lançamento especial até ao final deste mês!

 

Para mais informação clique aqui

 

*Anos Pessoais - Um ano pessoal compreende o período de um ano, tendo início no dia 1 de Janeiro e fim no dia 31 de Dezembro.

 

*Ciclos de Aniversário - Um ciclo de aniversário compreende um período de um ano, tendo início no dia do nosso aniversário e fim na véspera do dia do aniversário seguinte.

Qui | 07.02.19

Quando se dá a Iluminação?

Eva Veigas

native-american-dream-2.jpg

 

"A monja Chiyono estudou durante anos e anos, mas não conseguia atingir a iluminação. Certa noite, carregava uma selha de água e, enquanto caminhava, contemplava o luar na superfície da água. Subitamente, as tiras de bambu que sustinham a selha partiram-se, e, com elas, também a selha. A água escorreu por todos os lados, o reflexo da lua desapareceu e Chiyono atingiu a iluminação. Foi nessa altura que escreveu este poema:

 

«De várias maneiras

Tentei manter

A selha intacta

Esperando que o frágil bambu

Nunca quebrasse.

Subitamente, o fundo desprendeu-se

A água esvaiu-se

E com ela o reflexo da lua.

Ficou-me nas mãos o imenso vazio.»

A iluminação acontece quando acontece. Não pode ser encomendada nem forçada."

 

Osho

 

 

Qui | 07.02.19

Breve História da Massagem

Eva Veigas

massage-therapy-1612308_960_720.jpg

 

A massagem é conhecida desde a antiguidade pelas suas virtudes e pelos seus benefícios únicos e tem sido usada desde o começo da humanidade quer no Ocidente quer no Oriente pela grande maioria dos povos.

 

Na Odisseia de Homero, poeta grego que viveu em Quios entre 928 a.C. e 898 a.C., pode ler-se relatado minuciosamente o modo como os guerreiros eram massajados depois das batalhas.

 

Séculos mais tarde, Hipócrates, o fundador da medicina científica, faz igualmente referência à massagem.

 

Desde o nascimento de Cristo até por volta de 800, os atletas gregos e romanos que participavam em competições desportivas, eram massajados com óleos antes e depois dos jogos.

 

Já durante a Idade Média, a massagem, como tantos outros ramos da ciência e das artes, passou por um período de mais de 500 anos de quase total esquecimento.

 

Só mais tarde a massagem viria a assumir o seu lugar de relevo, aquando da sua redescoberta no século XIX, pelo sueco Per Henrik Ling, acabando por ser amplamente divulgada por médicos e cientistas, entre 1870 e 1930. Durante este período a massagem era prescrita em praticamente todos os campos da medicina e também executada por alguns médicos.

 

No Oriente a massagem sempre foi valorizada e reconhecida pelos seus efeitos benéficos na saúde. No Ocidente foi adquirindo uma aceitação gradual e continua a crescer, sendo procurada por milhares de pessoas.

 

 

history_massage.png

  

Em que consiste a massagem

 

A massagem é um conjunto de manipulações que actuam mecanicamente sobre o corpo, as quais consistem em friccionar ou comprimir a parte muscular ou outras partes do corpo, para obter resultados terapêuticos.

 

massage.jpg

 

 

Objectivos da massagem

 

- Prevenir o aparecimento de determinadas doenças

- Defender a saúde em geral

- Recuperação de problemas físicos

- Proporcionar um profundo relaxamento

 

massage1.jpg

  

Benefícios da massagem

 

- Possui um fim curativo nos casos de atonia muscular, sendo acompanhada de exercícios físicos e de tratamentos à base de calor, como por exemplo, a utilização de infravermelhos.

 

- Activa a circulação sanguínea e os tecidos são drenados das substâncias que vão ficando acumuladas neles, permitindo assim aliviar as dores, cansaço e rigidez muscular.

 

massage2.jpg

 

 

Quando recorrer à massagem

 

- Problemas ósseos

- Problemas musculares

- Problemas de má circulação

- Problemas de fígado e vesícula, estômago e intestinos

- Problemas do foro psicológico

. Problemas respiratórios

- Problemas de pele

- Problemas do foro genital, rins e bexiga

 

Eva Veigas

Qui | 07.02.19

Novidade: Massagem Terapêutica Integrativa

Eva Veigas

massage2.jpg

 

É já a partir do próximo dia 18 de Fevereiro, e sempre às Segundas-Feiras, a partir das 15:00 que pode passar a usufruir de uma fantástica massagem no nosso espaço sagrado de cura. Uma verdadeira viagem através do corpo e das emoções.

 

Com mais de 40 anos de experiência, a terapeuta Florência Vilela disponibiliza uma massagem muito especial com activação energética, desbloqueio de chakras, tratamento com moxabustão, ventosa-terapia, entre outras técnicas.

 

Cada tratamento é único e adequado a cada situação particular.

 

A massagem pode ser localizada ou geral e o tempo de duração varia entre 20 minutos a 1 hora.

 

Venha desfrutar desta viagem onde pode aprender a escutar o seu corpo, pela mão desta experiente e sábia terapeuta.

 

 

Para agendamento e informações clique aqui

Qui | 07.02.19

Consulta de Tarot - A Roda do Ano

Eva Veigas

af51a58899491f24ec62562a9de94979.jpg

 

 

 

Análise, orientação e conselhos para lidar com os desafios de 2019.

 

Quais os maiores desafios de 2019 e quais os recursos e aspectos favoráveis que o/a ajudarão a ultrapassá-los?

 

Áreas em análise:


⚜️ relação com o outro
⚜️ trabalho e/ou estudos
⚜️ saúde e bem-estar
⚜️ espiritualidade

 

Segunda a Sábado
10:00 - 18:00
Presencial, Online, Telefone

 

Agendamento e Informações clique aqui

Dom | 03.02.19

Código de honra e moral das mulheres sábias e sacerdotisas celtas.

Eva Veigas

photo-1500729790169-e80606e5fed6.jpg

Imagem: Laurens R.M.D.

 

 

Código de honra e moral das mulheres sábias e sacerdotisas celtas.

 

 

 "Jamais permitas que algum homem te escravize, nasceste livre para amar e não para ser escrava.

 Jamais permitas que teu coração sofra em nome do amor.

 Amar é um ato de felicidade, por quê sofrer?

 Jamais permitas que teus olhos derramem lágrimas por alguém que jamais te fará sorrir!

 Jamais permitas que o uso do teu próprio corpo seja cerceado. O corpo é moradia do espírito, por quê mantê-lo aprisionado?

 Jamais te permitas ficar horas esperando por alguém que jamais virá, mesmo tendo prometido.

 Jamais permitas que teu nome seja pronunciado em vão por um homem cujo nome tu sequer sabes!

 Jamais permitas que teu tempo, corpo e coração seja desperdiçado por alguém que nunca terá tempo para ti.

 Jamais permitas ouvir gritos em teu ouvido.

 O Amor é o único que pode falar mais alto!

Jamais permitas que paixões desenfreadas te transportem de um mundo real para outro que nunca existiu.

 Jamais permitas que os outros sonhos se misturem aos teus, fazendo-os virar um grande pesadelo.

 Jamais acredites que alguém possa voltar quando nunca esteve presente.

 Jamais permitas que teu útero gere um filho que nunca terá um pai. (E se tu o gerares saibas que a dádiva da Mãe-Deusa é apenas Tua, cria e educa teu filho/filha de modo que possa vir a ter força e jamais temas ser mãe solteira; o pecado está apenas na mente dos fracos.)

 Jamais permitas viver na dependência de um homem como se tu tivesses nascido inválida.

 Jamais permitas que a dor, a tristeza, a solidão, o ódio, o ressentimento, o ciúme, o remorso e tudo aquilo que possa tirar o brilho dos teus olhos te dominem, fazendo arrefecer a força que existe dentro de ti.

 E, sobretudo, jamais te permitas perder a dignidade de ser mulher!"

 

 

Provável código de honra e moral das mulheres sábias e sacerdotisas celtas.

 

 (Para ser utilizado também como um código de conduta e moral feminina entre todas as Mulheres e Filhas da Grande Mãe)

Dom | 03.02.19

A Canção Bruxa

Eva Veigas

pink petaled flower

 

A Canção Bruxa

 

 "Que eu seja como a que tece o pano na floresta, profundamente escondida.

 Que eu possa fazer o meu trabalho sem interrupção.

 Que eu seja uma exilada, se este é o sacrifício.

 Que eu conheça a procissão sazonada do meu espírito e do meu corpo, e possa celebrar os quartos em cruz, solstícios e equinócios.

 Que cada Lua Cheia me encontre a olhar para cima, nas árvores desenhadas no céu luminoso.

 Que eu possa acariciar flores selvagens, cobri-las com as mãos.

 Que eu possa liberta-las, sem apanhar nenhuma, para viver em abundância.

 Que meus amigos sejam da espécie que ama o silêncio.

 Que sejamos inocentes e despretensiosos.

 Que eu seja capaz de gratidão. Que eu saiba ter recebido a alegria, como o leite materno.

 Que eu saiba isso como o meu gato, no sangue e nos ossos.

 Que eu fale a verdade sobre a alegria e a dor, em canções que soem como o aroma do alecrim, como todo o dia e na antiguidade, erva forte da cozinha.

 Que eu não me incline à auto integridade e a autopiedade.

 Que eu possa me aproximar dos altos trabalhos da terra e dos círculos de pedra, como raposa ou mariposa, e não perturbar o lugar mais que isso.

 Que meu olhar seja direto e minha mão firme.

 Que minha porta se abra aqueles que habitam fora da riqueza, da fama e do privilégio.

 Que os que jamais andaram descalços não encontrem o caminho que chega a minha porta.

 Que se percam na jornada labiríntica.

 Que eles voltem.

 Que eu me sente ao lado do fogo no inverno e veja as chamas brilhando para o que vier, e nunca tenha necessidade de advertir ou aconselhar, sem que me peçam.

 Que eu possa ter um simples banco de madeira, com verdadeiro regozijo.

 Que o lugar onde habito seja como uma floresta.

 Que haja caminhos e veredas para as cavernas e poços e árvores e flores, animais e pássaros, todos conhecidos e por mim reverenciados com amor.

 Que minha existência mude o mundo não mais nem menos do que o soprar do vento, ou o orgulhoso crescer das árvores.

 Por isso, eu jogo fora a minha roupa.

 Que eu possa conservar a fé, sempre!

 Que jamais encontre desculpas para o oportunismo.

 Que eu saiba que não tenho opção, e assim mesmo escolha como a cantiga é feita, em alegria e  com amor.

 Que eu faça a mesma escolha todos os dias e de novo.

 Quando falhar, que eu me conceda o perdão.

 Que eu dance nua, sem medo de enfrentar meu próprio reflexo."

 

 Rae Beth

Sab | 02.02.19

Fevereiro 2019 - Regente Numerológico 14:5

Eva Veigas

Fevereiro 2019.jpg

Imagem: Samuel Zeller

 

Fevereiro 2019

 

 

Regente Numerológico 14:5

 

 

“Não há nada como regressar a um lugar que está igual para descobrir o quanto a gente mudou.”

 

Nelson Mandela

 

 

 

De acordo com o calendário gregoriano, Fevereiro é o segundo mês do ano e tem uma duração de 28 dias, excepto em anos bissextos, em que é adicionado um dia a este mês (caso do próximo ano 2020). O nome Fevereiro vem do latim "februarius", inspirado em Fébruo, deus da morte e da purificação na mitologia etrusca.

 

Será este um mês de morte e purificação de acordo com a Numerologia?

 

Se retomarmos o fio condutor relativamente ao regente universal do período entre 22 e 31 de Janeiro último, que foi 14:5, poderemos responder com bastante segurança, de forma afirmativa a esta questão.

 

Não sendo o 5 o Número que rege a morte e a transmutação por excelência, não deixa de ser interessante verificar, que ele é o responsável pelos nossos impulsos mais profundos, no que toca à extraordinária necessidade de nos libertarmos de tudo o que é impeditivo e nos prende ao mesmo lugar, às mesmas pessoas, ao mesmo sistema de crenças, e assim por diante.

 

É este impulso que tantas vez nos conduz num minucioso processo de decantação e de purificação do nosso ser, transformando a nossa consciência, alargando-a, contribuindo para a sua expansão, o que irá permitir a apreensão de novas realidades, tanto externas quanto internas.

 

Geralmente sob a regência do 5 sentimos um apelo mais forte que nos incita a viajar, seja por necessidade ou pelo simples prazer de o fazer. Pode tratar-se de pequenas deslocações ou de grandes viagens que nos levem para fora do nosso pequeno mundo. Porém, talvez a maior viagem que poderemos querer fazer, com maior ou menor consciência, é aquela que nos leva para o nosso mundo interior, é viajar para o centro, ao encontro de outras dimensões e de outras realidades que existem dentro de nós, como se fossem verdadeiras entidades, habitando outros mundos.

 

O 5 ajuda-nos a fazer a viagem pois empresta-nos as suas melhores qualidades, os seus maiores atributos. Falo de uma ânsia por liberdade – uma necessidade de conhecer coisas novas (a qual, invariavelmente, irá contribuir para alargar os nossos horizontes em diversos sentidos e níveis, fazendo cair velhas verdades, velhos conceitos ou preconceitos, velhas teorias, etc., guiando-nos para um novo sistema de crenças mais actualizado. No fundo, trata-se de uma espécie de upgrade da alma!

 

Falo também da possibilidade de pormos à prova a nossa criatividade e a nossa versatilidade, e a capacidade de nos adaptarmos e de fluirmos com a mudança, deixando de criar atrito com os desafios diários que se nos deparam no caminho. O caminho da não-resistência prova ser mais bem-sucedido, na medida em que é possível evitar uma panóplia de obstáculos e com isso ganhar tempo valioso para nos ocuparmos com o nosso crescimento e evolução. E como tudo é energia… Tempo é Energia!

 

Ora, são precisamente as qualidades deste regente que estão a influenciar o mês de Fevereiro, o qual como já se disse, iniciou a sua influência no passado dia 22 de janeiro, terminando no próximo dia 28 de Fevereiro. Um trânsito desta natureza não se voltará a verificar ao longo deste ano. É claro que teremos a visita ou a presença de outros períodos governados pelo Número 5, mas nenhum deles será fruto da redução do Número 14.

 

O Número 14 revela a natureza deste 5, a qual, não invalidando nenhum dos seus atributos, enfatiza mais uns em detrimento de outros.

 

A curiosidade do 5, por exemplo, que torna muitas vezes os indivíduos demasiado destemidos, avançando em direção ao objecto do seu desejo, sem calcular riscos, fica aqui esbatida por influência dos Números que compõe o 14.

 

O Número 1 empresta-nos a direcção e o foco necessários para perseguir um dado objectivo, enquanto o Número 4 nos devolve a estabilidade fundamental para podermos trabalhar para alcançá-lo. Sem uma base estável, é praticamente impossível chegar aos objectivos a que nos propusemos com tanto entusiasmo e tanta euforia (características típicas do 5, que quando não são bem apreendidas provocam as tais forças desequilibrantes que tantos temem, e não sem razão)!

 

Na verdade estamos perante um mês de intensa actividade, dado que este Número – o 5, é o centro de todo o movimento energético e cósmico, pois nele convergem todas as energias, qualidades e atributos de todos os Números que surgem antes e depois dele.

 

Poderemos então, sentir um aumento da nossa vitalidade, um imenso vigor e vontade de ir à luta, ou, pelo contrário, sentir um tal desânimo, uma tal apatia, que nada, nem ninguém, nos despertará interesse ou fascínio.

 

O corpo físico poderá sofrer, por conta de um sistema nervoso debilitado ou em desequilíbrio, do qual será preciso cuidar ao longo dos próximos dias (sobretudo até ao próximo dia 7).

 

As nossas emoções, se não lhes dermos a devida atenção, andarão numa espécie de montanha russa, o que alterará significativamente o nosso (bom) humor. É importante respirar fundo e tomar consciência das mensagens que o corpo nos vai devolvendo. É preciso saber escutá-lo com amor, interessando-nos por ele, querendo conhecê-lo mais e melhor, nutrindo-o com alimentos de qualidade, refiro-me tanto a nível material, como espiritual.

 

O caminho do Número 5 é um dos que mais contribui para ganhar consciência e sair da dormência e da apatia em relação às nossas diferentes responsabilidades (pessoais, familiares, comunitárias, planetárias, etc.)!

 

É preciso escutar, observar, e ficar no papel de espectador atento para captar e entender os diversos sinais que vão chegando até nós! É preciso usar bem o nosso discernimento para distinguir os sinais reais e deveras importantes, dos ilusórios que nos mergulham nos labirintos da mente e do espírito. São estas armadilhas, presentes no caminho a todo o momento, que devemos evitar, e, se cairmos nelas, devemos procurar soltar-nos o mais rapidamente possível.

 

Pode parecer injusto, difícil ou que não merecemos passar por essas etapas, mas todas as experiências (sobretudo as desagradáveis) trazem pelo menos uma lição e se soubermos apreender a essência dessa lição, se soubermos extrair apenas o amor que está presente em cada aprendizagem, então teremos conquistado uma das nossas maiores vitórias! Uma vitória sobre nós mesmos!

 

 

O mês numerológico divide-se em quatro períodos distintos, também eles marcados por diferentes Números regentes e que constituem aspectos ou trânsitos numerológicos mais ou menos desafiantes.

 

Fevereiro – Mês 5

 

De 01 a 07 de Fevereiro – Regente Numerológico 14:5

De 08 a 14 de Fevereiro – Regente Numerológico 26:8

De 15 a 21 de Fevereiro – Regente Numerológico 40:4

De 22 a 28 de Fevereiro – Regente Numerológico 16:7

 

 

De 01 a 07 de Fevereiro – Regente Numerológico 14:5

 

Sentiremos a influência desta regência, com muito mais intensidade no primeiro período de Fevereiro, aquele que teve início no dia 1 e que terminará no próximo dia 7.

 

Desta forma, esta primeira semana numerológica serve para colocar um pouco de ordem nas nossas ideias, o que nos será útil para desenhar alguns objectivos a curto ou médio prazo.

 

O Número 4 (presente no 14) irá ajudar-nos a criar a plataforma que necessitaremos para construir o que quer que tenhamos em mente, e geralmente sob a influência do regente 5 temos tendência a ter muitas e boas ideias.

 

A questão é escolher aquelas que sejam mais exequíveis e viáveis, caso contrário, tiraremos os pés do chão (4) e voaremos sem rumo (1), até que nos estatelemos (5) no chão (Terra (Elemento) – correspondência com o 4) para voltarmos à base, à plataforma (4) não sem antes nos voltarmos a erguer (um pouco doídos, talvez)! Porém, uma coisa é certa, este não é um tempo para permanecer inerte!

 

 

De 08 a 14 de Fevereiro – Regente Numerológico 26:8

 

Com o regente 5 como pano de fundo, e o regente 8 a governar este período, encontramo-nos perante um trânsito numerológico auspicioso.

 

Recordemos aqui que o ano 2019 é governado pelo Número 3, portanto estamos perante um trânsito “3 – 5 – 8”, o qual nos revela que é tempo de materializar, de trazer à vida, de manifestar, de criar e construir aquilo que idealizámos!

 

Os frutos (bons ou maus) das nossas acções serão conhecidos rapidamente. Se considerarmos, que fizemos um bom trabalho anteriormente e nos preparámos para este momento poderemos esperar uma boa colheita, riquíssima e abundante. Porém o contrário desta afirmação também se verificará!

 

É tempo de reunir, de celebrar e de agradecer, a nós e a quem nos ajudou a chegar até este momento, onde tudo parece culminar. É tempo de agradecer, por todas as batalhas vencidas e por todos os obstáculos ultrapassados. É tempo de festejar tanta energia, vitalidade e alegria. É tempo de dançar e de cantar, de correr e saltar e de estar em contacto com a Natureza.

 

Mas não devemos gastar todas as baterias pois daqui a pouco precisaremos de reunir esta energia, porque que novos desafios despontam já no horizonte.

 

 

De 15 a 21 de Fevereiro – Regente Numerológico 40:4

 

Este trânsito não é dos mais fáceis. Espera-se que tenhamos aproveitado bem a semana anterior, dado que o trânsito “5 – 4” nos trará temas desafiantes.

 

Um deles e talvez o mais importante é ganhar a batalha da desarmonia provocada por estes dois Números: por um lado, o 5, movido pela curiosidade e pela sua necessidade de experimentar tudo e de sentir tudo, quer arrastar-nos para experiências atrás de experiências, sem se importar muito com as consequências e com o impacto que isso poderá ter nas nossas vidas; por outro lado o 4 (redução de 40) vem pedir-nos estabilidade, vem pedir-nos que demos atenção aos detalhes, que permaneçamos mais tempo focados e já agora numa coisa só (ou numa coisa de cada vez), o que para o 5 constitui um imenso desafio, já que este não consegue ficar quieto, principalmente porque é dono de uma grande imaginação, que por vezes roça a fantasia.

 

Será pois o 4 a fazer o papel de pai castrador, chamando o 5, o filho, à razão, impondo-lhe alguns limites e regras que o 5 tentará a todo o custo quebrar.

 

Cabe a cada um de nós, usar os nossos recursos interiores para redimensionar e adaptar à nossa vida, este magnífico desafio!

 

 

De 22 a 28 de Fevereiro – Regente Numerológico 16:7

 

Finalmente, o último trânsito numerológico deste mês é marcado pelos regentes 5 e 7. Em princípio o 5 terá já, nesta fase, agitado bastante as nossas vidas, levando-nos de experiência em experiência, sem nos deixar muito espaço para respirar, pelo que é tempo de parar um pouco para reflectir sobre tudo o que vivenciamos e sobre tudo o que aprendemos e extraímos destas vivências.

 

O Número 7 é capaz de nos criar as mais perfeitas condições para que consigamos alcançar uma certa acalmia, sobretudo no que diz respeito à mente. É um momento de verdadeira introspecção, é o tempo de nos retirarmos um pouco da agitação mundana (mesmo que isso signifique “sacrificar” 5 ou 10 minutos do nosso dia) para meditar sobre tudo o que está a acontecer e sobre o que estamos a sentir por causa destes acontecimentos.

 

As respostas às diversas situações que encontramos, as soluções que criamos (ou não), para resolvermos os problemas e a serenidade e a calma, ou, os desequilíbrios que sentimos perante as diversas questões que constituem a nossa vida nos revelarão em devido tempo, muito sobre nós mesmos, caso queiramos aprender com os nossos erros (ou com os dos outros)!

 

Se isto não servir para amadurecer a nossa alma; se isto não servir para refinar as nossas qualidades e recursos internos; se isto não servir para purificar a nossa mente; se isto não servir para decantar o nosso espírito, então, não sei o que servirá!

 

Desejo a todos nós um belo e transformador mês de Fevereiro!

 

 

Informações Complementares:

 

Dias em Fevereiro

Eventos

 

 

4

Lua Escura

8

Regente 22

12

Lua Crescente

17

Regente 22

19

Super Lua

19

Sol entra em Peixes

26

Regente 22

26

Lua Minguante

 

 

 

 

Eva Veigas

Numeróloga

Sex | 01.02.19

Bem-vindo Fevereiro 💛

Eva Veigas

Fabrice.jpg

Imagem: Fabrice Villard

 
 
Bem-vindo Fevereiro 💛
 
De acordo com o calendário gregoriano, Fevereiro é o segundo mês do ano. Tem a duração de 28 dias, excepto em anos bissextos, em que é adicionado um dia a este mês. O nome Fevereiro vem do latim "februarius", inspirado em Fébruo, deus da morte e da purificação na mitologia etrusca.
 
Será este um mês de morte e purificação de acordo com a Numerologia? É sobre este tema que vos falarei mais adiante.
 
 

Pág. 1/2