Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eva Veigas - The Silent Path

Soul Archeologist. Orientação Espiritual. Numerologia e Tarot Transpessoal.

Eva Veigas - The Silent Path

Soul Archeologist. Orientação Espiritual. Numerologia e Tarot Transpessoal.

De 6 Ago a 12 Ago - Números Regentes 36:9

31.07.17, Eva Veigas

 

Continuamos a olhar através dos véus, emergindo das águas profundas escuras e lodosas da nossa própria psique. O momento é conturbado, e pode ser doloroso, pois doloroso é o momento em que pela primeira vez olhamos desde dentro para as vestes que dão forma à estrutura que alberga o ser silencioso e amoroso, luminoso e pacífico.

Pode ser um momento difícil, duro, que nos despedaça por dentro, mas será sempre sublime e único, arrebatador e libertador.

 

O tempo é de libertação de pesos mortos, de excesso de bagagem emocional, é tempo de nos libertarmos de todas as histórias que nos contaram, encantadas ou não, tristes ou com finais felizes, é tempo de nos reinventarmos, de nos elevarmos acima de todas as crenças e dúvidas, medos e impedimentos.

Sem nos libertarmos das pequenas ou grandes prisões não é possível crescer, e viver a nossa maturidade, viver a nossa responsabilidade.

Se não és livre não podes ser quem és e se não és tu mesmo a cada momento não vives, apenas sobrevives!

 

O dia 11 de Agosto é regido pelo Número 29, cuja redução é 11, por isso pode ser um dia em que sintamos com maior intensidade a necessidade de cortar com os velhos padrões, assumindo uma nova postura, uma nova forma de estar e ser em harmonia com o Universo que habita dentro de nós.

 

Eva Veigas

#numerologia2017

 

https://www.desktopnexus.com/

 

De 30 Jul a 5 Ago - Números Regentes - 20:11

31.07.17, Eva Veigas
Foto de Eva Veigas - The Way of Silence.

Durante este período poderemos dar-nos a oportunidade de reavaliar a nossa conduta no que se refere aos nossos relacionamentos mais importantes. Em primeiro lugar este é o tempo de voltar a olhar para o nosso relacionamento com Deus/Deusa (ou o que lhe quiserem chamar)! Em segundo lugar devemos observar o estado em que nos encontramos em relação a nós mesmos. E, por fim, observar como nos relacionamos com os outros.


A primeira observação, sendo feita correcta e honestamente, deverá mostrar o estado de todas as nossas relações, por isso as revelações internas não nos deverão assustar ou surpreender, entusiasmar ou sobrestimar. Tudo o que constatarmos servirá apenas um propósito: o de nos reposicionarmos ante nós mesmos e os outros, dando-nos a possibilidade de continuar a honrar o nosso trilho ou, talvez, sintamos uma necessidade de ajustar algo, de redefinir o caminho ou de apenas nos sintonizarmos mais com a nossa natureza. 
 

O dia 4 de Agosto é regido pelo Número Mestre 22, pelo que poderá muito bem ser o dia em que mais sentiremos as forças produzidas por estes trânsitos numerológicos que colocam em evidência a dinâmica emocional/mental a fim de poderemos sentir as relações nas suas várias vertentes e direcções.
 
 
 

 

Numerologia: Agosto 2017

31.07.17, Eva Veigas

Foto de Eva Veigas - The Way of Silence.

 

Durante o mês de Agosto estamos sob a influência do Número 18, que se encontra em transito com o Número 10 (regente de 2017). Imaginemos que 10 (a casa do ano) acolhe durante o ano diversos visitantes, este mês é a vez do 18. As duas forças geram energia que se move em diversas direcções abrindo, por um lado, espaços outrora fechados, inacessíveis à mente e á compreensão humanas; fechando, por outro, o acesso a memórias que reúnem questões já resolvidas, experiências integradas não mais necessitam de orbitar nas nossas memórias, criando assim espaço no nosso campo de observação interna para que novas porções de energia possam instalar-se. Dessa forma poderemos encarar novos ou velhos desafios com outro fulgor, com um novo olhar, com uma nova visão.

 

Trabalhar as mesmas questões mas a partir de uma uma nova visão, mais consciente permite-nos alcançar um estado onde o silêncio interno nos mostra os caminhos com maior clareza e discernimento, mas até lá teremos de trabalhar no sentido de nos permitirmos emergir das águas profundas, do sono profundo, onde temos estado mergulhado há incontáveis eras. 


Emergir implica sair da sombra, da escuridão que alberga os nossos maiores tesouros, guardados pelos nossos ferozes dragões internos.

 

Para trazer os tesouros para a superfície de modo a usá-los sabiamente é preciso enfrentar os dragões, pois eles haverão de se assegurar que faremos bom uso deles, caso contrários seremos destruídos e esmagados pelos nossos próprios tesouros.

 

Se não estivermos preparados para enfrentar os dragões não seremos dignos de abrir as arcas do tesouro interno ou de sequer lhes aceder através das nossas memórias. Tão bem guardado está o Tesouro mais importante de cada ser vivente pelos seus próprios Guardiões que apenas cumprem o desejo da Grande Mãe que, na verdade, não toma partidos por nenhum dos seus filhos, apenas zela para manter o equilíbrio entre as Forças que geram a Vida...

 

Porém..., lembrem-se que as Forças que geram a Vida são as mesmas que geram a Morte e a Destruição.

 

Já chega de fazer escolhas. Esse tempo acabou. As escolhas foram feitas. Cada um de nós escolheu um caminho. Este é o tempo de honrar as escolhas feitas e cumprir o caminho.

 

Eva Veigas
#numerologia2017

 

Imagem: https://www.desktopnexus.com/

Consulta de Numerologia: Matriz da Alma

28.07.17, Eva Veigas

lavender3.jpg

 

Nesta sessão falamos de princípios de integração da personalidade com a alma, das armadilhas do ego, do caminho de iniciação espiritual e da possibilidade ou da necessidade de actualizar ou ajustar o caminho da alma na vida presente.

Consulta de Numerologia: Ano Pessoal

28.07.17, Eva Veigas

lavender2.jpg

 

Nesta sessão é abordado o tema do Número do Ano Pessoal inserido no contexto do presente Ciclo de Vida. Cada ano traz consigo novos desafios de vida, permitindo-nos usar todas as nossas capacidades, qualidades e habilidades. O processo criativo precisa de ser constantemente activado de modo a podermos, gradualmente, entrar em contacto com a nossa verdadeira essência.

Consulta de Numerologia: Matriz do Nome

28.07.17, Eva Veigas

lavender1.jpg

 

Nesta sessão é abordado o tema do Nome (Nome completo), com os seus Desafios e Lições Karmicas. O nosso Nome de origem (nomes próprios e apelidos) revela forças que desconhecemos e que nos vão permitindo ajustar a nova personalidade à velha alma, que no seu ciclo interminável de experiências, deseja apenas aprender, progredir e evoluir.

Consulta de Numerologia: A Matriz Natal - O Caminho

28.07.17, Eva Veigas

autumn2.jpg

 

Nesta consulta é abordado o Número do Caminho de Vida com base no tema Natal (Números da sua Data de Nascimento).

 

Os Números que regem a nossa Data de Nascimento (Dia/Mês/Ano/Hora) estão entre os mais importantes do Mapa Numerológico Natal, uma vez que a data e hora em que nascemos marca o momento exacto em que uma nova oportunidade de aprendizagem na Terra começa. 

 

Através dos Números Regentes do dia, mês, ano e hora de nascimento entramos em contacto com o fio da nossa eternidade.

 

De onde venho?

Para onde vou?

Que desafios surgem no Caminho?

Qual a minha missão / objectivo na vida presente?

Que poder oculto me permite cumprir-me?

 

Nesta consulta trabalhamos especificamente com o Número do Caminho de Vida, tendo em conta os desafios karmicos e o objectivo desta existência.

 

Nota: A consulta pode realizar-se ainda que não saiba a hora do seu nascimento.

Consulta de Numerologia: A Matriz Natal - Agenda Cósmica

28.07.17, Eva Veigas

child.jpg

 

Nesta consulta são abordados os Números Regentes dos Grandes Ciclos de Vida, bem como os dos ciclos curtos, com base no tema Natal (Números da sua Data de Nascimento).

 

Os Números que regem a nossa Data de Nascimento (Dia/Mês/Ano) estão entre os mais importantes do Mapa Numerológico Natal, uma vez que a data em que nascemos marca o momento exacto em que uma nova oportunidade de aprendizagem na Terra começa. 

 

Através dos Números Regentes do dia, mês e ano de nascimento temos acesso ao Plano que o Cosmos desenhou para cada um de nós. Trata-se de uma Agenda Cósmica que nem sempre conseguimos aceitar e cumprir, dado que queremos e acreditamos que é preferível seguir e cumprir a nossa agenda pessoal, de acordo com os nossos próprios planos.

 

A Numerologia pode ajudar a equilibrar as duas agendas trazendo à superfície muitas qualidades e capacidades ocultas, ou, que simplesmente ignoramos, o que nos permitirá fazer escolhas e tomar decisões mais amadurecidas, com  maior consciência, unindo o senso comum a uma espiritualidade prática.

 

Nesta consulta trabalhamos especificamente com a Agenda Cósmica que considera os 3 Grandes Ciclos de Vida e 5 Pináculos (ou ciclos curtos), tendo em conta os desafios karmicos e o objectivo desta existência.

 

Eva Veigas

Numeróloga Transpessoal

 

 

Bio

28.07.17, Eva Veigas

Minha foto 2.png

 

"Nada lhe posso dar que não exista em si. Não posso abrir-lhe um  outro mundo de imagens, além daquele que existe na sua própria alma. Nada lhe posso dar senão a oportunidade, o impulso, a chave. Eu ajudá-lo-ei a tornar visível o seu próprio mundo, e isso é tudo.”

Hermann Hesse

 

Nasci a 9 de Abril de 1969, filha da Invictae cidade do Dragão. 

 

Ariana de Signo Solar, Capricorniana de Signo Lunar com Ascendente em Sagitário, considero-me uma mulher determinada que não baixa os braços ante nenhuma circunstância, por mais penosa ou dura que seja. 

 

Sou alegre por natureza, de sorriso fácil, sensível, sonhadora, intuitiva e inspirada ou não fosse esse o Número 11, o Caminho da minha Alma. Um Caminho solitário, mas maravilhosamente rodeado de Amor.

 

Sou uma mulher de paixões arrebatadoras, experimento aquilo que me escolhe e me chama desde o mais profundo recanto da minha alma. Foi assim que me encontrei, por exemplo, com a Numerologia, o Reiki ou o Xamanismo.

 

Acima de tudo creio na Magia do Amor que move, sustenta e interliga tudo no Cosmos. Sou rendida à Vida e defensora do AMOR MAIOR. 

 

Sou filha de uma longa linhagem de curadores e curandeiras, rezadeiras e benzedeiras, e desde sempre, encontrei na ajuda desprendida aos outros, uma forma de praticar a "minha" arte de curar. 

 

Pratico a arte de curar desde cedo e desde sempre. A cura com as mãos é prática comum entre os membros da minha família bem como a capacidade de intuir e antever situações.

 

Os Arcanos para nós são Sagrados mas não são Segredos. As Plantas são Medicina, os Cristais elevam as Frequências e os Animais trazem Bênçãos.

 

Acredito no Potencial Oculto em cada um de nós!

Sou uma amante e defensora de qualquer método que manifeste intenção pura de transformar o ser, em ser humano para posteriormente o transformar em Ser Consciente da sua Divindade. Acredito no potencial oculto que existe em cada um de nós ao qual podemos aceder sempre que nos dispusermos a evoluir.

 

Por outras palavras, acredito e sei que podemos lapidar a pedra em bruto - o nosso ego, o inconsciente - até esta se tornar no mais belo e puro diamante ou como diriam os antigos alquimistas transformar o chumbo em ouro.

 

Creio que não haverá melhor metáfora para ilustrar a Via ou, o Caminho que qualquer um de nós pode tomar, em qualquer momento de uma qualquer encarnação, em direção a uma maior e mais profunda consciência si.

 

Nas minhas consultas, aposto muitas vezes na interdisciplinaridade dos diversos ramos de conhecimento que estudo, para ajudar aqueles que se propõem a ajudar-se a si mesmos.

 

Usando a Magia dos Números, do Tarot e dos Oráculos, do Ritmo do meu próprio Coração, do Toque Sagrado do Tambor, da Cura, da Palavra, do Som, da minha Canção, da minha Magia... ajudo aqueles que querem dar uma oportunidade a si mesmos de reencontrar o Sentido da Vida.

 

Faço-o, porque o fiz comigo em primeiro lugar, porque me dei essa oportunidade - de Ser (n')o Caminho.

 

A Vida é Mestra! Mas só é Vida quando se é Amor. E o Amor é o ingrediente secreto que tudo envolve e tudo cura.

 

Só o Amor Cura! Só o Amor Cura! Só o Amor Cura!

 

Eva Veigas

 

Diferenças entre Tarot e Oráculos

25.07.17, Eva Veigas

Atualmente existem inúmeras variações dos baralhos de Tarot, desde os desenhos, figuras, símbolos, cores, temas (como por exemplo, Tarot dos Anjos, Tarot dos Celtas, Tarot Egípcio) etc., mas todos eles respeitam aspetos incontornáveis, como por exemplo, o número de cartas (78) que constitui o baralho, a existência de Arcanos Maiores e de Arcanos Me7 Harmonia.jpgnores, e ainda mantendo inalterável, o significado original de cada carta.

Se esses princípios não forem mantidos já não estaremos a falar de Tarot, mas sim de Oráculos ou Jogos de Adivinhação.
Quando consultamos o Tarot ou um qualquer Oráculo, não se pode dizer que a diferença nas respostas que se obtém seja abissal, muito pelo contrário. Talvez a maior diferença esteja mesmo no reconhecimento que é feito por cada de um nós, isto é, no valor que atribuímos a cada uma dessas ferramentas.


O Tarot aponta um caminho, mostra possibilidades, acrescenta-nos, "obriga-nos" a olhar em determinadas direções e a ver a nossa vida e os factos nela contidos sob novas e refrescantes perspetivas. 


Os Oráculos também funcionam dessa maneira. Aliás, só funcionam dessa maneira. Quem interpreta os símbolos, tem que saber trabalhar confortavelmente com as informações contidas em cada lançamento, tem que ter uma postura isenta. Não pode querer vestir a pele do cavaleiro que salva a donzela do dragão.

Quem interpreta o Tarot é apenas o mensageiro das notícias, ele não pode dourar a pílula, não pode compor a história, não lhe compete esse papel. O papel do intérprete da linguagem simbólica sagrada, é o de se assegurar que a mensagem chega ao destinatário e que é devidamente compreendida  de forma clara e isenta. O que o consulente faz com a informação não é da responsabilidade de quem interpreta.

 

 

 

Então, quando decidirem consultar o Tarot ou outro Oráculo devem fazê-lo com reverência. Lembrem-se: estarão perante uma ferramenta milenar, que tem sido mantida viva ao longo de incontáveis gerações. Muitos dos nossos ancestrais deram a vida ou sofreram para que este tesouro chegasse intacto até aos nossos dias. É nosso dever cuidar dessa herança. É uma forma de honrar os nossos ancestrais.


Muitos de vós pretendem que o Tarot (ou mesmo qualquer outra ferramenta) seja uma tábua de salvação. Pensam que a consulta resolverá os vossos problemas e que as respostas lhes servirão como uma espécie de Manual de sobrevivência, porém, não poderiam estar mais longe da verdade. Ninguém, absolutamente ninguém, seja que tipo de terapeuta ou facilitador for, tem o direito, ou o poder, de vos dizer o que devem fazer em relação às vossas escolhas e decisões.

A nossa missão é simples e humilde e serve apenas um propósito: o de o reposicionar ante si mesmo, levando-o a fazer um movimento interno de olhar noutra direção. De olhar para dentro, para si!


Portanto abram o vosso coração e escutem com amor e humildade a mensagem que os Arcanos vos querem transmitir.

Quando quiserem  interpretar um dado momento na vossa vida, orientação sobre uma escolha, sobre a vida familiar, afetiva, profissional, espiritual ou mesmo sobre a saúde... podem estar certos que a tudo o Tarot responde, por vezes, se não sempre, obrigando-nos a reequacionar os nossos padrões de vida, de comportamento, as nossas escolhas, decisões e atitudes.


As respostas nem sempre são de acordo com os nossos desejos, expectativas ou intenções, porque o Tarot não cede a caprichos, nem a egos inflamados. Ele fala a secreta e antiga linguagem da alma, portanto, revela-se àquela parte de nós que é divina, que é essência pura.

Cabe a nós escrever a nossa história, pois o Tarot como qualquer outro oráculo, a meu ver, não pode determinar a nossa história de vida, antes permite obter informações acerca das possibilidades que se nos apresentam num dado momento da nossa existência na Terra.

Pág. 1/3