Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alma Arcana

Numerologia, Tarot, Xamanismo - Desvende os seus Tesouros Internos e Transforme a sua Vida

Alma Arcana

Numerologia, Tarot, Xamanismo - Desvende os seus Tesouros Internos e Transforme a sua Vida

Os Números e a Lua

cresc moon.jpg

 14 a 21 de Abril

 

Fase da Lua: Quarto Crescente – Trata-se de um período excelente para agarrar de novo naqueles projectos, que tinha colocado de parte, sobretudo aqueles que exigem tempo e cuidado. Talvez tenha sentido algum desânimo num momento anterior, mas agora é tempo de lhes dar continuidade e de lhes prestar a devida atenção. Não se assute se o processo que agora tem início lhe aprecer demasiado longo, pois esta fase da Lua apoia todo o empenho e motivação que dedicar à tarefa de transformar os seus sonhos em realidade.

 

A fase do Quarto crescente tem início no dia 14 de abril de 2016 e o Regente deste período é 1, redução de 55 (5+5=10=1). É o momento do novo. O momento de avançar, pois o Senhor dos Inícios, da Vontade Suprema, inicita-nos a começar e a não temer avançar na vida.

 

O 1 irrompe com a sua força imensa, rasgando amorosamente a terra para a nutrir com as suas sementes. Tudo o que fizermos durante este período terá tendência para germinar, crescer, expandir-se e dar frutos, mas antes que isso suceda é preciso meter as mãos na massa.

 

O verbo é agir!

 

Estagnar num período com semelhantes características é desperdiçar oportunidades únicas e irrepetíveis.

 

O Número Dobrado 55, corresponde, no Tarot, ao Arcano Menor: Às de Espadas, que nos relembra a Vontade Divina que age através de nós.

 

Coragem, ação dirigida, força interior e maturidade são absolutamente necessárias sob esta vibração energética.

 

Cuidemos dos excessos, sobretudo do da impulsividade, que nos pode levar a cometer erros fatais, que inibiriam as nossas fantásticas ideias para agir em direção às nossas realizações.

 

Manter o foco naquilo que se pretende, sem desviar a nossa atenção por nenhum motivo menor é o maior desafio deste período.

 

Eva Veigas

 

 

 

14/4/2016 = 18:9

earth2.jpg

 

 

Largando os condicionamentos adquiridos.

 

O ser humano, regra geral, nasce livre, num corpo completamente novo, pleno de capacidades a todos os níveis. À medida que vai crescendo e desenvolvendo as várias potencialidades vai sendo também exposto a toda a espécie de crenças e dogmas daqueles que o rodeiam, o que naturalmente tem influenciado a humanidade desde tempos imemoriais.

 

Temos estado à mercê daqueles que nos precedem, que também movidos pelos medos que outros lhes incutiram, não fazem senão reproduzir esse papel connosco. Nós, com algumas, poucas excepções, recriamos essa farsa com os nossos filhos, enteados, sobrinhos, netos, alunos, etc.

 

Tudo isso teve com certeza um objectivo (ou pelo menos assim o defendem alguns, e eu própria). Porém vivemos um tempo em que já não existe nenhum tipo de justificação para continuarmos a ter este procedimento. Aquilo que há poucos anos era considerado oculto está agora ao alcance de qualquer pessoa. O conhecimento evadiu-se das prateleiras dos eruditos e passou para a internet, para as revistas, para livros a que todos facilmente têm acesso.

 

Não existe justificação para continuarmos a agir na nossa vida e na dos outros, de acordo com o modelo robotizado, expectável que todos tão bem conhecemos.

 

Quem já não proferiu algum dia frases do género: “Já a minha mãe fazia assim” ou “Cá em casa sempre foi assim e vai continuar a ser”?

 

Não somos máquinas. Somos seres pensantes, emocionais, mentais… mas não usamos as nossas próprias faculdades – aquelas com que nascemos. Muito menos usamos a nossa liberdade. Limitamo-nos a reproduzir o que aprendemos com os outros e nem sequer paramos um bocadinho para observar de outras perspectivas se esses comportamentos, atitudes, crenças, etc. serão adequados para nós. Não!

 

Seguimos em frente, ignorando o óbvio, saltitando de dificuldade em dificuldade, atribuindo os nossos problemas aos outros, claro!!!

 

Projetamos os nossos dramazinhos pessoais nos outros, queremos fazer guerrinhas pessoais e depois ficamos muito apoquentados quando os outros não nos alimentam o ego mesquinho, pequenino, ignorante e arrogante, com o seu silêncio de ouro ou com as suas respostas plenas de amor, mas que porque devolvem a verdade não gostamos.

 

Pois é, a verdade custa a ouvir. Mas se formos honestos connosco uma vez na vida e já agora se usarmos a nossa inteligência emocional poderemos aproveitar para olhar para essa verdade e aprender alguma coisa com ela.

 

Está na hora de nos libertarmos dos condicionamentos impostos pelos outros, mas sem zangas e sem atribuir culpas a A ou B.

 

Nós atraímos o que precisamos para crescer e ganhar consciência neste plano evolutivo onde a nossa alma se encontra, agarrada a um veículo terreno a que chamamos corpo.

 

Nem dele sabemos cuidar, enchemo-lo com toda a espécie de venenos, desde o que ingerimos, às formas-pensamento que criamos.

 

Passamos a vida cheios de medo de adoecer, sofrer e morrer, mas não dedicamos cuidados básicos ao nosso corpo.

 

Está na hora de assumir o poder de que dispomos para tomar as decisões mais correctas, positivas e saudáveis para o nosso bem-estar e parar de estar à espera que os outros cuidem de nós um dia.

 

Está na hora de assumir o que pensamos, o que manifestamos, o que atraímos e de aprender a crescer com as lições que a vida nos devolve por causa da nossa insensatez, da nossa imaturidade e da nossa leviandade.

 

Está na hora da nossa essência, da parte mais purificada da nossa alma, assumir o controlo desta vida e agir através da nossa personalidade, que quando reeducada se torna a nossa grande aliada neste estádio que é a vida terrena.

 

Eva Veigas

Honras e Bênçãos

A Todos os que vierem por Bem! :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: Caminhemos lado a lado nesta jornada de autodescoberta, guiados pela Luz Divina. Tornemo-nos, a cada dia, mais e melhores humanos. ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Filha das Estrelas

A Terra é o meu Lar. Mas eu venho das Estrelas. Sou mais antiga que a Terra. Mais antiga que a Lua e que o Sol. Viajei entre Galáxias. Visitei outros espaços. Outras dimensões. Trago na Alma. A Sabedoria dos Tempos. E de outros lugares. A Terra é o meu Lar. Mas eu venho das Estrelas © ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: Eva Veigas :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Numerologia, A Arte dos Números

A Numerologia é uma Arte. Um instrumento sagrado que o numerólogo usa com Arte, Conhecimento, Sabedoria, Intuição e Amor, para descodificar e traduzir esta linguagem simbólica, composta de signos (números e letras) numa linguagem acessível para todos. A Numerologia não julga, nem critica, ela levanta o véu que cobre a nossa ignorância, acerca de nós mesmos, para revelar a nossa essência mais pura. :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: Estudo, pratico e aplico esta arte milenar, que é a Numerologia, há mais de 20 anos. Sou completamente rendida a este saber, a este conhecimento único que o universo nos transmite através dos Números presentes em tudo na nossa vida. De acordo com Pitágoras, "Todas as coisas são Números" e na verdade são. Não há nada que não contenha Números ou que não se expresse em Números, estejam eles visíveis ou ocultos. ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: As consultas de Numerologia, constituem uma fonte inesgotável de conteúdo precioso para quem se encontra verdadeiramente comprometido no caminho do auto conhecimento, para quem não gosta de se sentir estagnado e pretende evoluir, aprender e progredir na vida. :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: As consultas abrangem diversos temas e áreas e podem ser realizadas em qualquer momento da vida, dado que o nosso mapa natal sofre mudanças a cada ano, mês, semana e hora que passa. Na vida nada permanece estático, tudo evolui e se transforma. :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: Para agendamento e outras informações leia os Termos e Condições :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

O Tarot

O Tarot é uma ferramenta sagrada, riquíssima de simbolismo, onde estão representados Números, Cores, Figuras, Objetos, Elementos, Flores, Árvores, Animais... ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: É composto por 78 cartas ou lâminas, comummente designadas por Arcanos, os quais se dividem em 22 Arcanos Maiores e 56 Arcanos Menores. ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: Os Arcanos Menores estão agrupados em conjuntos de 4 naipes, de 10 cartas numeradas de 1 (Ás) a 10, mais as respectivas Figuras da Corte (Pajem ou Valete, Cavaleiro, Rainha e Rei). :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: Cada naipe corresponde a um campo ou esfera da vida humana: Paus (Fogo) - Esfera Espiritual; Copas (Água) - Esfera Emocional; Espadas (Ar) - Esfera Mental e Ouros (Terra) - Esfera Material. :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Nunca desistas de ti!

Que nada te impeça de seres tu mesma. Que a tua deusa interna se revele. ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Ma'at

"Destas penas de avestruz da Dupla Verdade, tão delicadas que o mais subtil hálito mental pode agitar, pendem através das correntes da Causa e do Efeito, os pratos ou esferas onde o Alpha (o primeiro) e o Ómega (o último) , se equilibram. :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: Não é possível deixar cair um alfinete sem provocar uma reacção correspondente em cada estrela." :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: A. Crowley, O Livro de Thoth :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Regra de Ouro

"Nenhum estudante jamais realizará qualquer progresso no desenvolvimento espiritual se saltar de um sistema a outro, utilizando ora algumas afirmações do Novo Pensamento, ora alguns exercícios de respiração a posturas meditativas da ioga, para prosseguir depois com algumas tentativas nos métodos místicos de oração. Cada um desses sistemas tem o seu valor, mas esse valor só é real se o sistema é praticado integralmente." ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: Dion Fortune :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: :::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Blog

Altair - Constelação da Águia (Astrologia) https://altair.blogs.sapo.pt/

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2007
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
  235. 2006
  236. J
  237. F
  238. M
  239. A
  240. M
  241. J
  242. J
  243. A
  244. S
  245. O
  246. N
  247. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub