Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Numerologia Arcana

by Eva Wolf Heart

Numerologia Arcana

by Eva Wolf Heart

Análise Numerológica 2014 - Ano 7

Eva Veigas, 13.12.13

46463281_110863993264436_7989920303469821952_n_110

Análise Numerológica para 2014

 

 7 – O Regente de 2014

 

Eis-nos perante um ano pleno de possibilidades em que poderemos crescer em inúmeras direções.

Para quem esteve presente momento a momento, observando-se, permitindo-se tomar contacto com as emoções e iniciar ou continuar a sua transformação interior durante 2013, tem agora a possibilidade, em 2014, de adquirir maior maturidade espiritual, mais sabedoria e portanto a oportunidade de dar mais um passo no sentido da mestria pessoal.

 

O 7, regente de 2014 é um número sagrado, mágico, espiritual. É o Senhor dos grandes Ciclos e das grandes transformações.

Representa a união sagrada da matéria (4) e do espírito (3). 4 + 3 = 7.

A regência do 7 pede acima de tudo silêncio, interioridade, e uma atitude reflexiva.

 

É preciso, portanto, acalmar a mente, serenar os pensamentos e coloca-los em ordem. É preciso ajustarmo-nos a um novo tempo e sincronizarmo-nos com os desafios propostos por estas mudanças. É tempo de separar o trigo do joio e definir prioridades com base no novo paradigma recém-criado.

 

E eis que surge a primeira dificuldade ou o primeiro desafio do ano.

 

Através da ordem e da estabilidade, da disciplina e da prática é possível criar uma base sustentável, tremendamente importante e necessária para o Novo Grande Ciclo que se inicia. O Elemento Terra ao qual pertence o 4 dá-nos o suporte, o apoio, as fundações nas quais nos poderemos apoiar para construirmos e erguermos o novo paradigma. Novos modelos de pensamento, darão lugar a novos modelos de ação, comportamento e atitude. Por outro lado, precisaremos trabalhar com coragem, ambição e ousadia, características do 1, cujo Elemento Ar nos levará para além dos limites, das barreiras e das crenças autoimpostas do passado.

 

São estas energias que cada um de nós deverá colocar em movimento, primeiramente dentro de nós. Só depois de experimentar dentro, é possível agir fora e sentir esse efeito no exterior, no coletivo. É dessa forma que as grandes mudanças ocorrem.

 

O 5, que pertence ao Elemento Fogo, apela por mudança, esse é o seu grito. Mudança é uma das palavras de ordem ocultas em 2014. Ela vai acontecer, mas, eventualmente, não a veremos acontecer já.

 

Porque na verdade, 2014 é um ano 7 e só o 7 possui esta habilidade de tornar as coisas invisíveis, mesmo enquanto elas estão a acontecer. Será um processo lento, portanto, será igualmente um ano lento, em que por vezes a nossa vida parecerá decorrer em camara lenta.

 

O que será então preciso? Qual o grande teste? É isso mesmo! Acertaram! PACIÊNCIA! Mas também calma, sensatez, controlo da mente (no sentido de não permitir que os pensamentos destrutivos e negativos ocupem as nossas mentes). Portanto, volto a repetir, será necessária uma enorme autodisciplina.

 

Entretanto, o ano alternará entre períodos de grande estabilidade e períodos de grande insatisfação pessoal geradores de irritabilidade e nervosismo. É preciso dar muita atenção a estes períodos mais difíceis de modo a evitar que esses momentos de rebeldia e zanga piorem as coisas.

 

Será necessário, portanto, usar com sabedoria as características do 7 que nos poderão ajudar a atravessar este momento com menor ansiedade.

 

O 7 representa simbolicamente a vitória do homem sobre si próprio. Tudo o que conquistou foi à custa dos seus próprios erros o que o levou a conhecer-se mais e melhor, numa aventura interminável de conhecer mais de si mesmo, das suas emoções, dos seus pensamentos, dos seus movimentos internos, no fundo de certa forma, neste ponto o homem já deverá saber o que o move.

 

Assim, durante 2014 poderemos praticar (com maior probabilidade de sermos bem sucedidos) a inteligência emocional, que basicamente significa a capacidade de reconhecermos os nossos sentimentos e emoções e também os dos outros, bem como a capacidade de lidar com eles.

 

Esta é, sem dúvida, uma das grandes aprendizagens deste aqui e agora.

 

Estamos a aprender a ouvir-nos, a sentir, a sentir realmente, com a profundidade que só o 7 permite…

 

O que estou a sentir? O que é que o outro me está a fazer sentir? E quando sinto isto, que pensamentos me ocorrem? Estão associados a que tipo de emoções?

 

Porque é que estou e experimentar isto? Para quê? Com que objetivo? O que estou a aprender com esta experiência?

 

Tudo isto, sendo feito, sem julgamento, com o juiz interno silenciado, sem pressa, sem forçar absolutamente nada, deverá resultar numa experiência rica, que pode trazer grandes saltos quânticos (quer ao nível das lições que viemos aprender, quer ao nível do equilíbrio karmico) e consequentemente, se a lição for deveras apreendida, poderemos experimentar uma profunda paz interior e um forte sentimento de gratidão.

 

Durante este ano, não deveremos deixar nada ao acaso, deveremos antes, estar presentes, isto é, permanecer conscientes da nossa verdade, nunca esquecendo a verdade do outro.

 

Se estivermos presentes a cada momento, com o coração e com a mente, ou seja, se soubermos usar os dois hemisférios (direto e esquerdo), ou, se quiserem, as nossas duas polaridades (positivo e negativo), plenamente conscientes da nossa essência divina e da nossa humanidade, estaremos a trabalhar para conquistar o tão desejado equilíbrio interno.

 

A Mestria Interna está ao alcance de qualquer ser humano, no entanto é preciso querer, não basta acreditar e imaginar seres e luzes coloridas (cuidado com as ilusões que o 7 produz). Lembrem-se que há sempre as duas faces de uma mesma moeda. Cabe a nós escolher com sensatez e de acordo com a nossa consciência do momento. Necessitamos de olhar com verticalidade e profundidade para os recursos que temos. Não devemos temer aceitar quem já somos, ou, pelo contrário, querermos ser como os outros. O que importa agora é descobrir a nossa verdadeira essência e agir de acordo com ela. Esse será o ponto de partida para novas descobertas de quem somos. A viagem da alma prossegue interminável…

 

AMOR / AFECTOS / FAMÍLIA

No plano afetivo, é um ano tendencialmente fraco, pois as pessoas tendem a criar barreiras devido à natureza solitária do 7. Não se isole. Procure antes respeitar os seus momentos ou necessidade de silêncio e introspeção. Lembre-se que na solidão há muita pouca aprendizagem. É através do outro que é possível crescer, pois é o outro que nos devolve as experiências mais importantes a serem vividas e desse modo, as maiores lições a serem apreendidas.

Durante este ano há uma forte tendência para ruturas e separações nas relações a dois ou mesmo com alguns membros da família ou amigos, dado que o 7 promove a necessidade de nos afastarmos, por vezes, mesmo daqueles que mais amamos.

Anos como este apresentam tendência para se colocar tudo em causa, mas não de um modo leviano. Há muita profundidade nas emoções e tudo se torna mais intenso.

 

DINHEIRO / FINANÇAS / TRABALHO

Em termos práticos, a regência do 7 é pouco dada a grandes concretizações no plano material, por isso é preciso ter muita cautela, sobretudo no que diz respeito a negócios que exijam grande investimento.

São anos de poupança e poucos ganhos materiais. Será bem mais produtivo investir em si, em formação, por exemplo, ou em qualquer tipo de atividade que lhe permita alargar mais os seus horizontes, seja em termos culturais ou em alguma área específica que pretenda.

É um ano excelente para aprofundar estudos, sobretudo ao nível das especializações.

Ótimo para investigadores, cientistas, filósofos, psicólogos, etc. dado que a necessidade de isolamento do 7 promove o silêncio e a serenidade que permitem aos estudiosos a concentração e clareza mental necessárias.

 

SAUDE

Relativamente à saúde é preciso ter cuidado, sobretudo com a saúde mental, mas também com a emocional, claro. A mente e as emoções estão interligadas, é impossível separá-las e por isso devem ser trabalhadas como um todo.

Cuide das suas emoções, use a inteligência emocional. Não se deixe enredar na teia dos pensamentos destrutivos. Procure a causa dos seus receios, medos e ansiedades. Não deixe arrastar as situações. Procure alguém da sua confiança e partilhe as suas dificuldades, verá que há sempre alguém pronto a ajudar.

Acima de tudo não se deixe chegar ao limite.

 

ESPIRITUALIDADE

Tendência para o fanatismo e para o radicalismo. Será necessário muita atenção e sentido prático para não nos permitirmos entrar por campos tão delicados, como estes, pois isso só dificultará a nossa transformação pessoal e eventualmente a nossa evolução espiritual.

As falsas crenças são motivo de discórdia em toda e qualquer área da nossa vida. Cabe, portanto, a cada um de nós manter abertura mental, sentido crítico e uma boa dose de sentido de humor.

 

Síntese dos 12 meses em 2014

O ano 2014 começa com um mês de Janeiro regido pelo 8, favorável a concretizações e realizações no plano da matéria, tal como o mês de Outubro.

Fevereiro e Novembro, são meses indicados para resolver questões pendentes, enquanto Março indica o início de um novo, porém, curto ciclo.

Abril é regido por 11, cuja vibração nos permite elevar a consciência e tomar contacto com os nossos sonhos mais profundos, é uma excelente alavanca para seguirmos o nosso coração, sobretudo porque o mês anterior, Março é também ele um mês que nos induz ao movimento e nos catapulta para a ação.

Maio, com o seu regente 3 convida-nos a expressar as nossas emoções com clareza.

4 é o regente de Junho e permite-nos aliar a nossa vontade ao nosso desempenho.

Julho é um mês mais agitado com a sua regência 5, podendo aqui sentir-se com mais intensidade algumas das maiores dificuldades do ano.

Agosto é regido pelo 6 e por isso é um mês excelente para nos dedicarmos mais à família e aos amigos.

Setembro é o mês que faz o aspeto mais importante com o ano 2014 dado que possuem o mesmo regente - 7. Por esse motivo, poderá também ser um dos meses mais desafiantes, mas também um dos que mais crescimento poderá oferecer.

O ano termina com um mês de regência 1, favorável a criar novas oportunidades e a desbravar caminhos novos e diferentes, abrindo assim as portas a 2015, cuja regência 8 trará certamente novas possibilidades e oportunidades.

 

Palavras-chave do 7: introspeção, espiritualidade, fé, reflexão, interioridade, silêncio.

 

 

"O homem sereno procura serenidade para si e para os outros."

Epicuro

 

 

A seguir apresenta-se a tabela dos meses em 2014 com a correspondente vibração numerológica e respetiva análise numerológica:

 

Ano 2014

Energia do mês

Janeiro

8

Fevereiro

9

Março

1

Abril

11

Maio

3

Junho

4

Julho

5

Agosto

6

Setembro

7

Outubro

8

Novembro

9

Dezembro

1

 

 

 

 

 

 

Ano Pessoal 9 em 2014

Eva Veigas, 11.12.13

 

 

“Considera a solidão como uma iluminação, uma pura luz que se alimenta de si própria, fora do mundo e, no entanto, centro do mundo.”

 

Sabedoria Ameríndia

 

 

 

Combinação do Ano Pessoal 9 com o regente 7 em 2014

 

9 – 7

Este é um ano luminoso e harmonioso pois as duas energias pertencem a uma matriz de elevada espiritualidade. Durante este ano poderão ser dados verdadeiros saltos quânticos. O 9 é uma energia universal, globalizante que não condena, não julga e não exclui. Por esse motivo é considerado como uma energia benéfica, apaziguadora, tolerante e generosa.

As pessoas sob esta influência sentirão mais necessidade de dar do que de receber. Somemos-lhe agora o 7 do ano universal com a sua energia introspetiva, o seu silencio e a sua consciência do saber, e obteremos uma combinação única, capaz de produzir situações conciliadoras, (resultantes de profundas reflexões sobre as causas dos conflitos, das desavenças e das desarmonias) que promovam a paz e a concórdia entre as pessoas

 

Lado Luz do 9

O ano pessoal 9 é o último do ciclo novenal (ciclo completo de nove anos). Por isso o designamos na Numerologia como o ano de fecho, de conclusão ou de fim. Muito sucedeu nos 8 anos anteriores e portanto agora há que fazer o balanço, a análise detalhada de todas as experiências e vivências passadas a fim de finalizar mais um capítulo da nossa vida. Sempre que estamos perante um ano 9, sentimos uma necessidade quase automática, de efetuar este balanço, esta análise, que este ano será mais aprofundada, mais pormenorizada devido à carga do ano universal 7. Existe uma necessidade imperiosa de virar a página e começar de novo.

Aliás, só encerrando o capítulo anterior, estaremos aptos a criar e a viver novas experiências e vivências.

Depois deste exercício, nem sempre fácil, até porque nos falta quase sempre uma certa objetividade, pois temos tendência a ver só o que nos interessa, poderemos e deveremos tirar as nossas próprias conclusões, de modo a podermos fazer a síntese dos acontecimentos passados, retirando apenas a essência da aprendizagem, quer ela tenha acontecido através de uma experiência positiva ou agradável, quer através de uma experiência negativa ou traumática.

Feito isto, chega o momento de começar a equacionar e a planificar os 9 anos seguintes. Traçar objetivos pessoais e profissionais é fundamental, para mantermos uma linha orientadora ao longo dos grandes ciclos, caso contrários teremos tendência para nos perdermos na confusão dos acontecimentos que sucedem uns após outros, sem paragens nem interrupções.

A pergunta que se coloca é a seguinte: O que queremos colher no final do próximo ciclo novenal (9 anos)?

 

Lado Sombra do 9

O desafio do lado sombra do 9 assenta, este ano, na nossa incapacidade de aceitar o que a vida nos traz e o que a vida nos leva. Qualquer uma das condições anteriores serve de pretexto para amuarmos, fazermos birras, batermos com o pé no chão, e por aí adiante. Qualquer adversidade, por menor que seja, serve para justificarmos a nossa falta de interesse por nós próprios e pela vida. Qualquer contrariedade serve, para justificarmos as nossas ações impensadas e muitas vezes infundadas.

A não-aceitação, a revolta, a zanga que expressamos, revela o pouco ou nenhum respeito que temos pela vida que nos foi dada, pelas bênçãos que a cada momento recebemos, pelo ar que respiramos, pelo próprio milagre de estarmos vivos, pela oportunidade de partilharmos a nossa vida com outros seres humanos e com uma biodiversidade incrível e imensa.

Esta postura conduz-nos invariavelmente ao egoísmo, á falta de bondade e doçura, á falta de compaixão e á incapacidade para perdoar e tolerar as falhas dos outros.

Quando a nossa mente e o nosso coração estão alinhados ou sintonizados com esta vibração, o nosso corpo físico ressente-se, a nossa energia enfraquece e a nossa alegria desvanece-se.

É necessário tomar consciência deste padrão vibracional a atuar em nós, para nos permitirmos fazer um movimento a partir de dentro, mudando o modelo de ação que se encontra obsoleto, purificando a alma, regenerando o ser, transformando a dor. Só então será possível construir e usufruir de um novo paradigma.

 

Síntese

É hora de assumir a nossa humanidade, é hora de deixar o criticismo e o julgamento de lado e aceitar os outros como eles são. Como ousamos exigir que os outros nos aceitem com as nossas falhas quando fazemos exatamente a mesma coisa? Porque achamos que somos superiores aos outros?

Chegou a hora de assumir a nossa divindade e reconhecer que somos capazes de feitos extraordinários, que temos a capacidade e o dever de abençoar e curar, de dançar e amar a cada momento da existência ao longo da eternidade.

 

 

AMOR / AFECTOS / FAMÍLIA

Um ano em que poderão surgir novos relacionamentos ou terminar os que temos.

Será necessária muita sensibilidade e bom senso para lidar com estas questões.

Tanto num caso como noutro deveremos ser sempre nós próprios e saber dizer que sim e não na hora certa.

 

DINHEIRO / FINANÇAS / TRABALHO

Poderão surgir novas ofertas de trabalho, sobretudo no estrangeiro. Aproveite as oportunidades que surgirem e não receie as novidades.

 

 

SAUDE

Ao nível da saúde cuide da garganta e das vias respiratórias. Este é um período estável. Para quem se encontra doente este poderá ser o ano em que termina o seu sofrimento resgatando a sua cura e o seu equilíbrio.

 

ESPIRITUALIDADE

Ano de espiritualidade por excelência. A alma renova-se e encontra-se revigorada. Novos desafios esperam por nós. Cabe a cada um entregar-se, descobrir-se, revelando a cada momento o seu verdadeiro e brilhante potencial.

 

Ano Pessoal 8 em 2014

Eva Veigas, 10.12.13

 

 

“Sê tu próprio, aprende pelos teus atos a criar emoções, sensações e cores, tal como o pintor, como o criador do universo. É dentro de ti que se situa o lugar do maior amor. Não há outro lugar para amar.”

 

Sabedoria Ameríndia

 

 

Combinação do Ano Pessoal 8 com o regente 7 em 2014

 

8 – 7

Outra combinação difícil. A expansão do 8 choca com a contração do 7. Estas duas energias poderão criar um efeito contraditório e difícil de gerir no dia-a-dia, pois parecem evoluir em sentidos diferentes. Durante este ano iremos aprender a transcender este par de opostos. Se pensarmos que tudo é cíclico, que a natureza tem regras impossíveis de contornar e que antes de uma expansão há inevitavelmente uma contração, (estou a pensar, por exemplo na expulsão de um ser durante o parto) tiraremos com certeza conclusões diferentes daquelas que fomos levados a aceitar no passado.

Sob esta combinação numerológica poderemos expandir (8) a nossa sabedoria (7). Os nossos conhecimentos adquirem uma nova profundidade permitindo-nos dessa forma aceder a dimensões da nossa existência que não supúnhamos existir.

Esta vibração única ajudar-nos-á a atravessar mundos desconhecidos ao interior do nosso Ser.

 

Lado Luz do 8

O lado luz do 8 representa a capacidade de concretizarmos no plano material aquilo que idealizamos no plano mental. Portanto, um sem o outro não faria sentido. Como poderíamos planear a execução (8) de um qualquer projeto se não tivéssemos a capacidade de pensar? De analisar? (7).  A mente racional ajuda a colocar em prática e manifestar no plano visível as suas ideias e invenções.

O 8 permite-nos realizar em termos concretos as nossas aspirações mais profundas, desde a planificação à execução e acabamento de um qualquer projeto, seja ele de pequena ou grande dimensão.

Portanto, este é sem dúvida um ano excelente neste campo e que deveremos aproveitar ao máximo, tirando partido desta fantástica e abundante energia.

E por falar em abundância, será com certeza um ano de ganhos em termos financeiros e não só. Poderemos recolher muitos tipos de lucros diferentes, nomeadamente ganhos e conquistas em termos pessoais, como por exemplo, terminar um curso, terminar um projeto, etc., visto que tudo o que contribua para a nossa satisfação pessoal, fruto do nosso empenho e da nossa determinação, é sempre considerado por nós como uma vitória, ou, como dizemos, muitas vezes, mais uma batalha ganha.

Este é então sem dúvida o ano das realizações e das concretizações, tanto no campo pessoal, quanto no campo afetivo.

É durante um ano pessoal 8 que colhemos o que plantámos anteriormente (num qualquer ano pessoal 1). Portanto este é o momento pelo qual tanto ansiávamos – o tempo colheita!

É hora, pois, de celebrar as nossas vitórias, as nossas conquistas que tanto nos custaram a vencer.

 

Lado Sombra do 8

O lado sombra traz desafios que se prendem com o receio de falhar, de não ser reconhecido, de não ter sido suficientemente bom e consequentemente o receio de não ter tido sucesso nos objetivos aos quais nos propusemos.

Tudo isso poderá e deverá ser observado usando o poderoso pode de análise e síntese do ano universal 7.

Não conseguimos porquê? O que é que não fizemos? O que é nos impediu? Temos receio de falhar, onde e porquê? Ainda queremos conseguir chegar àquele objetivo? Que atitudes novas e diferentes devemos tomar para concretizar esses projetos ou desejos? Precisamos mesmo deles? Ou deveremos redesenhar a nossa vida nessa área em concreto?

Coloque-se estas questões com calma e serenidade e sobretudo não se julgue, não se maltrate, apenas observe.

Dê-se uma nova oportunidade e reescreva a sua vida no presente. Lembre-se que cada momento é uma nova e bela oportunidade para começar tudo de novo.

Sob esta frequência do 8, também é possível que tenhamos que lidar com a autoridade por termos sido desonestos, ou nos termos envolvido em alguma coisa ilegal.

Por muito negra que lhe pareça a situação, lembre-se que tudo são apenas experiências e que apenas estaremos a  viver as consequências dos nossos erros, enganos e ilusões.

 

Síntese

Seja firme, determinado, vigoroso, autêntico. Acima de tudo seja prático nas suas atitudes e tente conciliar o que diz com o que pensa e com o que faz.

O ano 8 é excelente para se expandir em qualquer área da sua vida. Simplesmente aponte uma direção, alinhe o seu desejo com a sua vontade de mudar ou de conseguir determinado objetivo e mantenha uma postura proactiva. Lembre-se: é tudo uma questão de atitude.

Baixar os braços, desistir, divagar, hesitar são posturas incompatíveis com a energia do 8.

 

AMOR / AFECTOS / FAMÍLIA

Este será um ano que poderá ser muito equilibrado nestes aspetos. Acima de tudo evite ser prepotente ou orgulhoso junto das pessoas que ama ou por quem tem elevada consideração e estima. Esse tipo de postura não combina com um lar harmonioso e feliz, onde o diálogo permanente e o trabalho em equipa são uma constante. Procure sempre dialogar. Dialogar é dar a vez ao outro de falar e é a sua vez de ouvir. Ouvir e não julgar. Ouvir e buscar soluções em  conjunto é cjhave para resolver muitos aspetos dissonantes no lar, numa relação a dois eo em quelquer outra situação afetiva.

 

DINHEIRO / FINANÇAS / TRABALHO

Ano excelente para investir, mas com cautela dado que a combinação com o ano 7 não é a mais harmoniosa. No entanto, com os devidos cuidados, sabendo proteger-se para não correr riscos desnecessários, poderá fazer bons negócios e obter excelentes lucros na sua atividade.

Também poderá ver o seu salário aumentado ou mudar para um cargo superior mas também de maior responsabilidade.

 

SAUDE

A suade estará em alta, e terá muita força anímica e física. Aproveite as boas energias e não abuse. Reserve alguma energia para o ano seguinte que será certamente um pouco mais difícil.

 

ESPIRITUALIDADE

É um ano de expansão e de iluminação. Trabalhe no sentido de iluminar todos os “cantos” escuros do seu Ser, pelo menos aqueles que estão conscientes em si, e já estará a fazer um tremendo trabalho espiritual.

Ano Pessoal 7 em 2014

Eva Veigas, 09.12.13

  

 

“Existe uma diferença entre o isolamento, a reclusão e o estado de profunda solidão. O homem interiormente solitário não ergue paredes para se proteger, não dispõe obstáculos entre si e os outros. Permanece sozinho dentro de si mesmo, isto é, liberto dos constrangimentos, das ideias feitas, e das diferentes opiniões que atravancam o espírito.”

 

Sabedoria Ameríndia

 

  

Combinação do Ano Pessoal 7 com o regente 7 em 2014

 

7 – 7

Esta tanto pode ser uma combinação difícil como a simbiose perfeita. As energias do ano pessoal e do ano universal são as mesmas. Cada um viverá estas frequências de acordo com as suas necessidades evolutivas.

O ano será tanto mais difícil quanto mais nos deixarmos arrastar pela mente e pelo isolamento que o 7 promove, o que se traduz em peso e num grau de exigência e perfeccionismo que colabora para transformar este ano pessoal num ano extremamente difícil.

No entanto, há que recordar que cada um de nós, pode trabalhar com a energia na polaridade inversa e a cada momento essa é uma escolha. Só temos que permanecer atentos ao que se passa dentro do nosso coração. Um pensamento claro e ideias assentes em princípios e valores elevados permitirão extrair, juntamente com as nossas emoções bem vividas, o melhor de nós, revelando assim a nossa essência, que não é mais do que a verdadeira vibração que irradiamos a partir do nosso coração amoroso que acolhe a nossa parte divina.

 

Lado Luz do 7

O lado luz do 7 indica que se tratará de um ano especialmente benéfico em termos de equilíbrio interno. As nossas habilidades psíquicas estarão em alta. A nossa capacidade para articular os pensamentos tornar-nos á embaixadores da razão, do pensamento claro e das ideias definidas.

Num ano com este tipo de frequência, poderemos acordar para a nossa espiritualidade e com esse despertar muita informação sobrevirá. Podemos recebê-la através dos sonhos, de insights, da meditação, enfim, sempre que nos encontremos em estados alterados de consciência, estaremos mais recetivos e disponíveis para acolher informação importante para o nosso desenvolvimento pessoal.

A forma como a usaremos será da nossa inteira responsabilidade. Poderemos pedir ajuda e conselho num momento, para logo no momento seguinte sermos nós os conselheiros ou os detentores de um qualquer ensinamento importante para o outro, nesse “aqui e agora”.

Nesta frequência somos mestres e aprendizes a cada instante. Estamos alinhados com as aprendizagens desde as mais insignificantes às mais profundas. Tiraremos conclusões e faremos sínteses rapidamente, sem julgamentos nem apegos à experiência.

 

Lado Sombra do 7

O lado sombra do 7 leva-nos para dimensões pesadas, para pensamentos e ações violentas, agressivas e dominadoras. O 7 no seu pior é radical, fanático, obcecado com as suas ideologias, crenças e verdades absolutas.

Castramos as emoções, engolimos os sentimentos, não queremos sentir, não queremos viver aquela experiência, queremos adormecer durante o processo difícil e doloroso que estamos a viver, para acordar depois de estar tudo resolvido e em paz. Esta é a maior de toda as ilusões.

A verdadeira aprendizagem, a verdadeira nobreza da alma e a verdadeira coragem do ser humano é sentida quando nos encontramos no meio da tempestade. O crescimento que daí advém é impressionante e não é comparável com nenhum outro.

 

A frieza e o calculismo dominam o lado sombra e nada mais importa senão aquilo que defendemos – a causa, o motivo pelo qual pensamos e acreditamos estar a fazer o nosso melhor – causando sofrimento a quem nos ama e nos apoia incondicionalmente.

Teremos uma atitude predominantemente critica em relação a tudo e todos, mas sempre sem mostrar soluções. É mais fácil apontar o dedo do que buscar soluções criativas, até porque isso não é possível dado que a mente está calibrada para distorcer a realidade.

Seremos amargos e indiferentes e o nosso solo pobre em amor, não permitirá que as sementes da bondade e do perdão germinem. Por outro lado as sementes do ódio e da frustração serão amplamente espalhadas e darão os seus frutos amargos e espinhosos. Não nos poderemos depois queixar da colheita nos anos 8 e 9 que se seguem.

 

Síntese

Aproveite a energia desta frequência mágica. Digo mágica porque o 7 é um número maravilhoso porque é perfeito, indivisível, assim como é a energia de tudo o que nos cerca, e da qual fazemos parte, encaixando perfeitamente neste universo absolutamente inteligente.

A alma vai despertar. Permitamo-nos despertar com ela em consciência plena das nossas faculdades, de modo a podermos experimentar plenamente verdadeira felicidade.

O 7 fala-nos de uma espiritualidade ativa. É que ser espiritual não é passar o dia em estado meditativo no alto de uma montanha sagrada a milhares de quilómetros do nosso país. Ser espiritual é viver as experiências que esta dimensão nos devolve a cada momento, através do outro. É ter que encarar a dor e o sofrimento de cada dia. É estar presente e disponível para a nossa família, para os nossos filhos, para o nosso companheiro, para os nossos amigos. Ser espiritual é reconhecer que somos humanos, que estamos em aprendizagem constante, é reconhecer as nossas emoções e os nossos estados de alma sem termos que concordar com tudo e com todos para sermos aceites.

Ser espiritual é ser quem somos e assumindo a nossa responsabilidade para com o Todo!

 

AMOR / AFECTOS / FAMÍLIA

Este ano não é um ano alinhado com a frequência da família e do amor. Os afetos serão relegados para segundo plano dado que a busca por auto conhecimento colocará o enfoque noutras necessidades e prioridades. Por este motivo, poderá parecer mais distante e inacessível para os seus entes queridos. Cabe a si evitar que esta situação suceda pois poderá ter consequências desagradáveis, abrindo espaço para mal entendidos e confusões desnecessárias.

 

DINHEIRO / FINANÇAS / TRABALHO

Este não é um ano de grandes alterações neste nível. Haverá uma tendência para ficar tudo como está, sem alterações significativas. Modere os gastos e não invista em bens desnecessários.

 

SAUDE

Relativamente à saúde poderá precisar de vigiar a saúde mental. Cuidado com as depressões (sobretudo as que não se detetam logo) que poderão conduzir a síndromes generalizados de pânico e ansiedade.

Tenha cuidado com a condução de toda a espécie de veículos.

 

ESPIRITUALIDADE

Este será um ano particularmente rico para a sua alma. Tudo o que suceder, todas as experiências que viver serão para crescimento e evolução da sua alma. Fique atento ao que diz, ao que faz, ao que ouve, ao que observa, aos acontecimentos, sejam eles (aparentemente) muito ou pouco significativos e às pessoas que entram (ou saem) da sua vida durante este ano, pois tudo terá um significado muito particular sob esta frequência.

 

 

Ano Pessoal 6 em 2014

Eva Veigas, 08.12.13

  

 

“Observa a flor que treme sob a violência do vento. Imagina-a muitas vezes na solidão do teu quarto. Aprende a velar por ela como és capaz de velar pelos teus filhos.”

 

Sabedoria Ameríndia

 

 

Combinação do Ano Pessoal 6 com o regente 7 em 2014

 

6 – 7

Esta é mais uma combinação difícil, pois este ano pessoal apresenta uma forte incompatibilidade entre a necessidade de cooperação do 6 e a interiorização e necessidade de recolha do 7.

O 6 é uma frequência de ajuda e é facilmente sensível ao sofrimento alheio, às necessidades reais das pessoas, dos animais, enfim o 6 está ligado a causas nobres e à defesa dos oprimidos. Ora o 7 com a sua racionalidade apresenta-se por vezes com uma frieza e um calculismo que dificilmente se incorpora na doçura e na ternura do 6. É um pouco como misturar azeite na água.

Há que ter portanto a sensibilidade necessária para saber gerir estas duas frequências que juntas formam um combinação muito peculiar, pois se for bem compreendida poder fazer acontecer verdadeiros milagres. A espiritualidade do 7 unido à doçura do 6 é profundamente curadora e transformadora, pois consegue quebrar o gelo até dos corações mais frios. As duas energias entrelaçadas são como o abraço de uma mãe amorosa.

 

Lado Luz do 6

O lado luz do 6 traz com ele o aumento das ações de solidariedade, que se iniciaram com mais força em 2013 (ano 6), aliás é do conhecimento público que houve um aumento dessas mesmas ações e uma adesão enorme por parte da sociedade, tal como eu tinha afirmado nas previsões para 2013.

A possibilidade fazer o bem, de ajudar os outros nos momentos mais duros e mais críticos das suas vidas é uma oportunidade incrível para os seres humanos, dado que muitos de nós precisam de vivenciar essas experiências para as suas próprias aprendizagens pessoais. Muitas pessoas que nunca tinham participado em ações deste género dizem ter sentido algo único e indescritível. Em muitos casos produzem-se verdadeiros reequilíbrios kármicos, pois essas pessoas, noutros momentos, no passado da vida presente ou mesmo em vidas precedentes podem ter permanecido indiferentes ao sofrimento alheio. Eis agora aqui a possibilidade de resgatar esse karma ou essas ações menos boas.

É um ano muito virado para a responsabilidade social, para a família e para a cooperação. Esta frequência também está presente em todo e qualquer assunto que envolva o sofrimento humano, animal ou do próprio planeta em geral.

 

Lado Sombra do 6

O lado sombra do 6 prende-se com a arrogância e o egoísmo que presenciamos a cada passo. As atitudes intolerantes, a incapacidade de amar, a dificuldade de nos relacionarmos, a cobrança que fazemos permanentemente aos outros, a exigência que fazemos a nós próprios, serão lições muito duras de aprender para quem estiver a vibrar nesta polaridade da frequência 6.

Poderá haver lugar à perda de amizades ou mesmo à exclusão familiar ou social acusado de ter atitudes francamente intolerantes, irrascíveis e injustas.

Outro ponto fraco é o ciúme e a possessão. Lembre-se que ninguém é de ninguém. Tudo o que é seu por direito virá a si sem necessidade de se impor. Aja com amorosidade. Seja generoso e flexível. Aprenda a conviver em sociedade pois todos precisamos uns dos outros. Ninguém vive feliz sozinho e muito menos terá a oportunidade de crescer se não tiver os outros como espelhos que lhe devolvam as feridas que se escusa a sarar. Olhe para si, olhe para dentro, veja como sofre por detrás de todas essas máscaras que resolveu criar para se sentir acima dos outros. Repare como está tão iludido, não está acima de ninguém. Na verdade, encontra-se preso no emaranhado de acontecimentos que foi tecendo ao longo da sua vida para não se tornar vulnerável. Pensa que estar ou ficar vulnerável será prejudicial para si e que dessa forma ficará à mercê do julgamento e do escárnio dos outros, quando na verdade é você mesmo que se julga e se pune diariamente, cavando um fosso entre si as pessoas que o rodeiam e o amam de verdade.

 

Síntese

Em suma, este é um a ano de crescimento e valorização pessoal através das nossas ações na sociedade. Aquilo que fizermos, ou não, ficará registado, em todos os planos da existência e isso poderá ser a grande alavanca para aprendermos a mostrar mais respeito por nós e consequentemente pelos outros.

Aprender a amar-se e amar é um dos grandes desafios de um ano pessoal 6, pois tudo será vivido de forma intensa devido à forte influência do 7 que nos obriga a refletir nas nossas atitudes e nas nossas escolhas, mais ou menos conscientes a cada momento.

 

AMOR / AFECTOS / FAMÍLIA

Este será sem dúvida o ano da família, do amor e dos afetos. O ano empresta-nos uma enorme disponibilidade para vivermos todo o tipo de experiências relacionadas com estas áreas que ainda representam para muitos de nós os verdadeiros alicerces do ser humano, as fundações, sem as quais o ser humano estaria impossibilitado de crescer, de se transformar e de evoluir.

É também um ano onde as uniões e os casamentos mais tenderão a surgir e a concretizar-se.

Haverá muita sensibilidade e dedicação ao próximo, sendo o próximo um ou mais membros da família, o companheiro, os amigos, os colegas ou mesmo um estranho a quem podemos estender a mão em determinado momento.

 

DINHEIRO / FINANÇAS / TRABALHO

Este será um ano em que dará menos importância a estas áreas dado que a sua atenção estará mais focada na família. Por isto mesmo precisa de estar mais atento às questões relacionadas com estas áreas para não se acomodar ou mesmo para não colocar em risco o seu trabalho e consequentemente as suas finanças. Procure dosear a atenção entre a família, o lar e o trabalho. Lembre-se: há espaço para tudo.

 

SAUDE

A saúde poderá estar a precisar de cuidados, depois do desgaste do ano anterior, dado que para estas pessoas, o ano de 2013 foi vivido sob a influência do 5 que provoca sempre um maior gasto de energia. Talvez esteja na altura de realizar alguns exames apenas no sentido de prevenir algum colapso na sua energia.

 

ESPIRITUALIDADE

Em termos espirituais a lição está diretamente relacionada com o compromisso e a responsabilidade social, que já foi explicada acima. Mantenha-se fiel aos seus princípios nobres e altruístas e faça o que o seu coração ditar.

Ano Pessoal 5 em 2014

Eva Veigas, 07.12.13

 

 

 

“Só a dança é amor.”

 

Sabedoria Ameríndia

 

 

Combinação do Ano Pessoal 5 com o regente 7 em 2014

 

5 – 7

Esta combinação promove uma dinâmica muito singular. A frequência do 5 irá sem dúvida alavancar a poderosa energia do ano 7. O dinamismo do 5, a curiosidade que está por detrás de tudo o que o move, a versatilidade que possui, faz por si só girar o mundo. Só que no caso particular deste ano 5, o 7 vai acrescentar profundidade às experiências, pois esta energia gosta de analisar tudo o que acontece, emprestando assim ao 5 uma nuance diferente, enriquecendo-o do ponto de vista do autoconhecimento. A busca do conhecimento somada à profundidade das experiências vividas produz esta combinação única que nos vai conduzindo progressivamente à sabedoria interior.  

Em resumo, tudo isto nos levará a vivenciar momentos de grande liberdade interior, o que irá conferir leveza às experiências atingindo, por vezes, estados de genuína felicidade.

 

Lado Luz do 5

Durante este ano será, certamente, desafiado a buscar a sua liberdade de ação. Poderá colocar-se em causa, sobretudo ao nível das suas ideologias, da sua linha de pensamento, das suas crenças. Poderá ainda sentir um forte desejo de alargar os seus conhecimentos, de experimentar coisas novas e viver experiências diferentes e radicais. Aprender e estar aberto a essas aprendizagens serão a chave para viver um ano pessoal 5 em alta.

Um ano 5 é por tendência um ano de altos e baixos e por isso dificilmente o podemos viver de forma equilibrada, no entanto, é possível, fazer dele uma experiência incrível, ficando registado na nossa memória, como um ano fantástico, repleto de aventuras e descobertas emocionantes.

Aproveite o entusiasmo que o 5 proporciona para se redescobrir, para se reinventar, para transformar o que quer que seja no sentido de dar um novo impulso e mais vigor à sua vida.

Aprenda a largar o que já não lhe faz falta e que lhe cause sofrimento ou aborrecimento. Não prenda as suas emoções. Valide as suas obras e os seus empreendimentos. Não permita que nada nem ninguém destruam a sua capacidade de inovar e de sonhar com um mundo melhor.

 

Lado Sombra do 5

O lado sombra deste ano pessoal 5 acarreta desafios tão fortes quanto os que se relacionam com o lado luz.

A agitação, que é naturalmente produzida num ano com este tipo de frequência pode ser muito mal interpretada, o que nos poderá conduzir a um excesso de afazeres e a um permanente rodopio, provocando cansaço e irritabilidade. O excesso de emoções vividas com demasiada intensidade também poderá provocar um desgaste interno e um nervosismo constante. Deverá tomar estas palavras em consideração para não se arriscar a ficar doente ou, no mínimo, sem energia para aquilo que é importante.

Coloque o seu enfoque naquilo que é verdadeiramente importante e benéfico para si ou para os outros. Use a sua genialidade para combater todo o tipo de vícios inerentes a uma frequência desta natureza.

Quando a tristeza, o tédio, o desespero ou qualquer outro estado de desânimo chegar, não se refugie nas drogas como medicamentos, álcool, tabaco, chocolate, etc.

Antes, procure encontrar a causa desse estado negativo ou depressivo para poder tomar a ação mais adequada para a resolver. Saia, retire-se para junto da natureza, do mar, do bosque, do rio, da praia. Caminhe vigorosamente no meio da natureza, medite e sinta como esse simples contacto com a terra pode ser absolutamente transformador e curador.

 

Síntese

Em resumo, este é o ano das grandes transformações e das grandes mudanças visíveis ou invisíveis. Cabe a si aprender a aceitá-las e a lidar com elas dando o seu melhor. Acredite que, não adianta espernear, zangar-se ou praguejar, pois todas as experiências que chegam à sua vida, estão lá para o fazer crescer, para o tornar melhor, mais consciente e mais apto para lidar com a vida. E mais, (e sei que isto ainda choca muitas pessoas) todas as experiências foram criadas por si (elas foram concebidas exatamente à sua medida e de acordo com as sua capacidade de ir lidando com uma de cada vez). Nada acontece para nos castigar ou punir. Somos nós que aplicamos o castigo de acordo com o nosso sistema pessoal de crenças. Lembre-se tudo está perfeito como está, pois não há certos nem errados.

 

AMOR / AFECTOS / FAMÍLIA

Este será um ano, tal como o anterior, pouco sintonizado com as necessidades da família e do lar. A atenção estará mais concentrada nas aventuras passageiras e na procura de diversão e diversidade nas relações. Tome cuidado para não atrapalhar a sua vida com situações passageiras, mas que poderão trazer sérias e verdadeiras consequências desagradáveis para a sua vida. A monotonia pode ser quebrada de formas menos radicais. As loucuras que se cometem em nome da diversão, têm custado inúmeros sofrimentos para os outros e para os próprios. Portanto evite estas situações procurando o equilíbrio também nestas áreas da sua vida.

 

DINHEIRO / FINANÇAS / TRABALHO

Relativamente a estas áreas, há que ter bastante cuidado, pois o ano 5 pode desequilibrar a estrutura financeira de um dia para o outro. Não esbanje. Seja moderado nos seus gastos e sobretudo preste atenção ao que se passa no seu local de trabalho. Não reaja impulsivamente, pelo contrário, mantenha a calma e procure estar sempre informado. Faça o seu trabalho, cumprindo as suas obrigações e os seus deveres, para que em caso de conflito nada lhe possa ser cobrado.

 

SAUDE

Durante este ano pessoal deverá dar redobrada atenção ao seu sistema nervoso. O ano é demasiado agitado e portanto deverá descansar entre cada atividade para se reequilibrar, já que, provavelmente, irá despender de mais energia do que o habitual. A intensidade com que se dedicará aos seus projetos poderá custar-lhe noites mal dormidas e horários irregulares bem como contribuir para desequilibrar as suas refeições. Tenha por isso cuidado e evite cometer excessos.

 

ESPIRITUALIDADE

Este poderá muito bem ser o ano que impulsionará o reencontro consigo mesmo. Digamos que se encontrava “perdido” e desligado da sua verdadeira essência. Este é o momento ideal para se encontrar, para alinhar a sua bússola interna e encontrar o caminho de casa, isto é, retornar a si.

 

 

 

Ano Pessoal 4 em 2014

Eva Veigas, 06.12.13

 

 

 

“Começa em primeiro lugar por compreender os teus sonhos se quiseres compreender tudo sobre ti mesmo.”

 

Sabedoria Ameríndia

 

 

Combinação do Ano Pessoal 4 com o regente 7 em 2014

 

4 – 7

Esta combinação indica que não se trata de um ano de grande expansão e portanto não será de todo um ano fácil para quem o viver. No entanto, poderá ser particularmente bom para quem se quiser dedicar a qualquer tipo de atividade que requeira a máxima atenção, já que o 4 simboliza entre muitas outras características, a paciência, o rigor, a disciplina, a concentração e em última análise um certo perfeccionismo.

Falando financeiramente, não será um ano de grandes ganhos materiais, mas poderá ser substancialmente rico em experiências no plano da criação de estruturas e da organização pessoal.

O 4 empresta a solidez necessária ao 7 que tende a distanciar-se, por vezes, exageradamente, da realidade, por ser demasiado mental.

 

Lado Luz do 4

Um dos pontos fortes deste ano pessoal é a tolerância. A tolerância é um campo vastíssimo que se encontra ainda muito longe de estar totalmente semeado. As sementes da tolerância têm que ser alimentadas, regadas e vigiadas a cada momento. Durante este ano teremos a oportunidade de mostrar as nossas sementes, ou quem sabe, já, os frutos dessa sementeira. Nos tempos que correm e nos próximos, temos muito a aprender uns com os outros no que diz respeito a esta matéria, no entanto o orgulho, a arrogância e o despeito impedem-nos de viver aprendizagens fantásticas, se soubéssemos exatamente o que significa tolerar.

Praticar (que também é uma característica do 4) a cada instante a tolerância será sem dúvida um valioso trabalho para os que viverem um ano pessoal 4 em 2014.

Outro ponto forte deste ano é a nossa capacidade de colocar em prática os nossos sonhos. Tudo o que sonhamos acordados é passível de ser realizado, com maior ou menor esforço, empenho ou coragem. Pode ser que seja um sonho que consiga realizar sozinho, mas também pode ser um sonho que precise de suporte de terceiros. Seja em que situação for, não hesite. Não deixe para amanha, porque esta é a sua vida agora. E é durante esta encarnação que terá a oportunidade de alcançar as suas conquistas, portanto não deixe morrer os seus sonhos e muito menos tenha receio de ser marginalizado ou ridicularizado por que as suas ideias podem parecer utópicas ou loucas para os outros. Lembre-se de pessoas extraordinárias como Isaac Newton, Jules Verne, Albert Einstein, Charles Darwin, Galileu Galilei  e muitos outros.

Eles também foram ostracizados, ridicularizados, alguns quase mortos… mas provaram que afinal as suas ideias não eram assim tão ridículas ou tão utópicas.

 

Lado Sombra do 4

O lado sombra deste ano pessoal revela os seguintes desafios: incapacidade de manter o foco e a concentração, consequência de uma forte tendência para a dispersão. O gosto por áreas do conhecimento muito diversificadas causa grandes dificuldades quando chega a hora de escolher. A indecisão gera um impasse que produz complicados conflitos internos, conduzindo a nossa vida diretamente para o caos.

Também poderão surgir dificuldades ao nível da comunicação e da expressão. A eloquência será um ponto fraco e há que ter cuidado com tudo o que se verbaliza pois poderá soar de modo diferente daquele que se tinha pensado segundos antes. Ora esta situação irá, certamente, provocar diversos mal-entendidos que terão consequências imediatas e que será preciso clarificar com certa celeridade, a fim de evitar males maiores.

Também será difícil encontrar a habitual alegria de viver. Será então um ano trabalhoso, pois terá que procurar incessantemente dentro de si, a fonte dessa mesma alegria, sem a qual, tenderá a tornar-se melancólico ao logo do ano.

Tome consciência das suas reais necessidades e depois trabalhe no sentido de conseguir preenchê-las.

Procure não se acomodar às situações e trabalhe sempre no sentido da mudança. Lembre-se: é tudo uma questão de atitude.

 

Síntese

Acima de tudo retire o melhor dos acontecimentos e aprenda com cada experiência. Torne-se um exemplo para os outros. Mostre que é possível aprender com os erros. Tomar consciência do erro, do velho padrão comportamental e adotar um novo modelo de comportamento é sinal de inteligência emocional e maturidade espiritual.

 

AMOR / AFECTOS / FAMÍLIA

Poderão surgir bloqueios nesta área dado que o seu foco, durante este ano, estará mais sintonizado com a área profissional ou financeira do que com qualquer outra.

Poderá correr o risco de perder o seu equilíbrio familiar, por demonstrar falta de interesse e não estar presente de uma forma mais assídua.

 

DINHEIRO / FINANÇAS / TRABALHO

Esta é a área mais importante para si durante este ano pessoal. A carreira, a profissão ou as finanças estarão em alta, portanto aproveite as oportunidades que advêm deste ano pessoal.

Poderão surgir convites interessantes, devido à sua excecional entrega e responsabilidade profissional.

As pessoas tenderão a reconhecer as suas apetências e capacidades profissionais portanto não os desiluda e principalmente celebre e valide as suas habilidades.

 

SAUDE

Este é um ano onde a energia será mais densa. Ao contrário do ano pessoal 3, poderá sentir várias quebras de energia ao longo do ano. É possível que se sinta cansado e muitas vezes desanimado para fazer face aos seus compromissos. Evite todo o tipo de excessos. Poderá sentir dificuldades no movimento, nomeadamente na locomoção dado que as articulações e os ossos serão o ponto fraco deste ano. Tente descansar o mais possível e acima de tudo divirta-se. Nada como uma boa gargalhada para sacudir as más energias.

 

ESPIRITUALIDADE

Nesta área o desafio passa sobretudo por ultrapassar os seus limites, as barreiras que coloca a si próprio e o seu distanciamento sobretudo em termos sociais. Manter-se na sua zona de conforto, refugiado no seu ninho, para fugir das suas responsabilidades e não assumir o seu papel na sociedade não é boa política. Este ano vai trazer-lhe a oportunidade de mostrar o que vale e do quanto poderá ganhar com esta mudança de postura. É uma das lições mais importantes para apreender este ano.

 

Ano Pessoal 3 em 2014

Eva Veigas, 05.12.13

 

 

“Meditar é ver erguerem-se os sóis do espírito, depois das aflições noturnas, das tempestades e dos tormentos da alma. Aprende a meditar se quiseres ver o mundo com olhos novos.”

 

Sabedoria Ameríndia

 

 

 

Combinação do Ano Pessoal 3 com o regente 7 em 2014

 

3 – 7

Esta é uma combinação difícil, dado que a energia expansiva do 3 bate de frente com a energia introspetiva do 7.

A energia alegre e desprendida do 3 irá gerar tensão ao longo de todo o ano 7, o que poderá causar alguma ansiedade devido ao conflito resultante desta combinação.

O ano apresenta uma forte tendência para se dispersar, pois haverá uma grande necessidade de se divertir, de fugir das responsabilidades e de adiar os seus compromissos.

 

Lado Luz do 3

Durante este ano pessoal 3 seremos certamente convidados a participar ativamente na sociedade, a expandirmo-nos, a sair para fora da nossa zona de conforto, saltando para lá dos muros que acreditamos nos protegem do mundo, ultrapassando dessa forma muitos dos medos responsáveis por bloquear os nossos propósitos.

Poderemos, também aqui, mais uma vez, alinhar as nossas cordas ou as nossas vibrações internas, (que poderão estar demasiado sobrecarregadas e portanto entusiasmarmo-nos ao menor sinal de abertura do exterior), com a vibração energética do 7, ou seja com a tal serenidade, a tal calma para analisar cuidadosamente o que nos está a ser proposto.

Tomar decisões de cabeça quente, tem as suas consequências, por vezes, bem complicadas de gerir. Portanto, se pretende dar um novo rumo à sua vida, ampliar algo ou crescer numa determinada direção, convém fazê-lo, mas sempre mantendo os pés assentes na terra. Não se permita em circunstância alguma abandonar o seu centro.

Sempre que nos movemos em direção ao exterior acabamos por entrar numa espécie de montanha russa que nos levará a fazer coisas impensáveis, das quais, provavelmente nos viremos a arrepender.

Para sair dessa agitação e silenciar o ruido, há que abandonar a roda gigante e caminhar em direção ao centro do nosso Ser, que espera serenamente que reconheçamos que estamos em contínuo processo evolutivo cósmico.

Quando se decidir a fazer algo, faça-o com confiança e determinação. O lado luz do ano pessoal 3 emprestar-lhe á a tenacidade necessária para se manter firme nos seus propósitos.

 

Lado Sombra do 3

Um dos grandes desafios deste ano pessoal 3 é a incapacidade para manter o foco nas nossas prioridades. Será importante, ir fazendo um ponto de situação ao longo do ano, de preferência a cada mês, pois não será fácil, chegar ao fim do ano com o sentimento de dever cumprido (seja lá o que dever significa para si – e por favor, retire-lhe o peso da obrigação de fazer as coisas para ser aceite pelos outros). Transforme a palavra dever em responsabilidade (família, trabalho, amizades,…).

Portanto se for sempre averiguando em que ponto se encontra relativamente aos seus objetivos, será mais fácil, detetar se as suas prioridades estão realmente a ser levadas em conta.

Seja autónomo e assuma a sua vontade, os seus desejos, as suas necessidades.

Este ano pessoal também nos irá confrontar com a tendência de ultrapassar os limites, no sentido de nos sobrecarregarmos, de trabalharmos até à exaustão, seja por que somos demasiado ambiciosos, seja porque não sabemos dizer não.

Será então útil, aproveitar este momento de introspeção do ano 7 para tentar perceber exatamente aquilo que nos move.

Porque trabalho tantas horas e descanso tão pouco? Porque adiamos tanto fazer aquilo que seria benéfico para nós?

Será talvez boa ideia, olhar para dentro, e tentar descobrir as respostas, trazendo a informação do inconsciente para o consciente. Só a partir dessa informação poderemos agir com o intuito de transformarmos os aspetos distorcidos e desequilibrados em nós.

 

Síntese

Aja continuamente a fim de mover o fluxo das energias, só dessa forma é possível manifestar algo. Basicamente é o fazer acontecer.

Ficar parado à espera que algo aconteça é a pior atitude que o ser humano pode ter.

Use a sua imaginação sempre que estiver perante um dilema, um conflito ou uma dificuldade, sela ela qual for.

A imaginação é uma ferramenta divina que quando bem utilizada produz alterações significativas nas nossas vidas e nas de quem nos rodeia.

 

AMOR / AFECTOS / FAMÍLIA

Ano de franca expansão no que toca aos acontecimentos sociais. Há que ter atenção para não se deixar ir atrás da energia do ano universal 7, que apresenta tendência para se isolar do mundo.

Pode ser um período em que procure mais amar que ser amado. Tenha cuidado com as desilusões e com as deceções fruto do alvoroço provocado pelo 3. Divirta-se mas não brinque com os sentimentos alheios e acima de tudo respeite a si mesmo.

Os amigos e os colegas ocuparão mais a sua atenção do que a família, já que a vida social terá muito mais importância para si durante este ano.

 

DINHEIRO / FINANÇAS / TRABALHO

Relativamente a estas áreas muitas possibilidades poderão ocorrer. Um ano 3 é sempre recheado de possibilidades e oportunidades. Se tiver objetivos e propósitos bem delineados poderá usufruir de um ano repleto de oportunidades que poderão não se repetir nos próximos tempos.

Mantenha uma atitude recetiva a tudo o que chegar à sua vida. Não diga que não (nem que sim) sem analisar as situações friamente. ´

Tenha em mente que o 3 faz girar a energia a alta velocidade e a tendência é entusiasmar-se facilmente, para logo de seguida perder o interesse.

 

SAUDE

Aproveite a abundância de energia gerada pelo ano 3. Divirta-se, brinque, descanse, mas claro, como este ano convida a muitas saídas, festejos e celebrações, tenha cuidado com o que ingere, pois poderá suceder um desequilíbrio no seu peso normal. Tendencialmente poderá manifestar um excesso de peso no final do ano, mas o contrário também poderá suceder, devido a carências alimentares e horários irregulares de sono e alimentação.

 

ESPIRITUALIDADE

Ano de expansão em termos conscienciais. Tendência para viver experiências que poderão aumentar a sua fé na vida e em si mesmo. Aproveite este período benéfico e aprenda a tirar prazer das pequenas coisas da vida. Evite o ócio e dedique este ano a fazer alguma coisa em prol da sociedade, da sua comunidade, da sua família ou amigos. Por vezes os que estão ao nosso lado são os que mais precisam da nossa ajuda.

 

Ano Pessoal 2 em 2014

Eva Veigas, 04.12.13

 

 

 

“O caminho que nos leva junto dos outros nunca é fácil. Tens de avançar desprendendo-te de ti mesmo, tendo só o amor como únicas armas.”

 

Sabedoria Ameríndia

 

 

Combinação do Ano Pessoal 2 com o regente 7 em 2014

 

2 - 7

Uma combinação numerológica harmoniosa. A simbiose perfeita para quem gosta de quietude. Por outras palavras a harmonia do 2 somado ao silêncio do 7.

Mas nada de ilusões, não é um ano para ficar a ver passar os elétricos. Nada disso.

Apesar de ser uma energia mais lenta, lembre-se que é preciso tempo quando se trata de aprofundar alguma coisa. Vai ter a oportunidade de poder trabalhar os dois hemisférios (direito e esquerdo) aproveitando a boleia destas vibrações específicas. Assim, vai poder sentir mais com o coração, (caso se disponha a fazê-lo) tomar consciência do que está a sentir e agir com a razão, de acordo com o que sentiu no momento, sem impulsos nem atitudes radicais, pois esta combinação cria uma sinergia particular, que permite colocar em movimento estes dois aspetos da existência humana, essenciais ao nosso crescimento espiritual.

 

Lado Luz do 2

Este é um ano em que poderá experimentar, se nunca o fez, a verdadeira partilha. Partilhar os sentimentos, falar de coração não é ser vulnerável. Não é ficar à mercê do julgamento alheio. Ser vulnerável é estar disposto a olhar para dentro, a filtrar os medos, a colocar-se acima do mundano, aprendendo a valorizar-se.

Trabalhe no sentido de aumentar a sua autoestima. Por vezes, uma pequena mudança é o suficiente. Se é daquelas pessoas que precisa que lhe alimentem o ego... Esqueça! Trate os outros como gostaria que o tratassem e verá como, com o decorrer do tempo, as pessoas passarão a notar a sua presença, sem ter necessidade de se impor.

Seja flexível, adapta-se, readapte-se, uma vez, mil vezes, as que forem precisas. Estamos a passar por momentos de mudança, fortíssimos. Não é o momento para nos acomodarmos, muito pelo contrário. Este é o momento em que devemos estar sempre preparados para mudar, seja lá por que motivo for.

Não receie a mudança, acolha-a! Estamos a viver momentos únicos, irrepetíveis. Já imaginaram? Estamos a ajustar-nos a novos padrões de energia, novas formas de sentir e de estar presentes, nesta encarnação. Estamos a alinhar-nos com um propósito universal, maior que nós, que desconhecemos, mas que sentimos cá dentro que é real.

Então, permita-se fazer esse movimento. Afine as suas cordas internas com as do Universo. Seja generoso consigo, seja doce e ternurento no modo como se trata, como fala de si. Sorria para si mesmo. Só quando a mudança acontece dentro, é possível ver acontecer lá fora, nos outros, nos acontecimentos. Cabe a cada um de nós fazer a sua parte. Ocupe-se apenas da sua parte e deixe os outros seguirem o seu próprio caminho.

 

Lado Sombra do 2

O desafio deste ano pessoal 2 está relacionado com um grande desequilíbrio que provavelmente será resultado de ações passadas. Poderá sentir-se desvitalizado, cansado, amargurado, irritado, etc.

Em primeiro lugar é preciso aprender a acalmar a mente e em segundo lugar aprender a expressar as emoções. Descontrolar-se, ter um ataque de nervos, descarregar nos outros a sua hostilidade, não abonará em seu favor.

Além disso, a saúde correrá sérios riscos de ficar afetada caso insista neste padrão comportamental. Portanto, talvez seja bom, começar a fazer algo por si, sem medo de alterar os padrões em que se insere – a isso chama-se inteligência emocional.

Vivemos momentos em que facilmente nos desequilibramos, caímos, perdemos o chão… logo este ano pessoal 2 é extraordinariamente importante, para aprendermos a não exigir tanto de nós, a não sermos tão perfeccionistas, a não nos comprometermos com tanta facilidade (porque ainda não sabemos dizer que não) para depois não sermos capazes de dar vazão a tanto compromisso.

É bom que atente nas palavras do lado luz deste ano, pois elas são a chave para a resolução deste grande desafio.

Lembre-se que o segredo está no equilíbrio do que faz e como o faz.

 

Síntese

Mais um mês de grandes e profundas alterações, como aliás é característico do próprio ano 2014.

Aprenda a fluir com a vida e esteja recetivo às mudanças e às transformações que acontecem a cada instante. Nada está inerte.

Use a Lei da Mudança: Nada permanece da forma como se iniciou. Tudo está em constante transformação e modificação. Não existe o conceito de permanência no Universo.

 

AMOR / AFECTOS / FAMÍLIA

Este é um ano favorável a uniões e a compromissos. Mas é também um período onde as emoções podem dar lugar a equívocos, portanto há que estar presente, no aqui e agora, para evitar conflitos, mal-entendidos e discussões que poderão deitar a tudo a perder.

Este ano poderá ganhar muito nesta área se se mostrar disponível para transformar todo e qualquer momento, num momento em família onde todos poderão ajudar e apoiar-se.

 

DINHEIRO / FINANÇAS / TRABALHO

Novos contratos e compromissos nestas áreas poderão surgir durante este ano. Terá que estar atento para não deixar escapar nenhuma oportunidade, sobretudo se está a à procura de emprego ou de melhores condições de trabalho.

Os trabalhos em equipa, as parecerias e as associações estarão favorecidas durante todo o ano.

 

SAUDE

Esteja atento às emoções mal resolvidas. Aprenda a expressá-las corretamente, caso contrário, o seu corpo sofrerá as consequências. Ansiedade, medo, depressão, apatia ou stress acumulado são sérias dificuldades que poderão surgir.

Aprenda a relaxar. Faça diversos exercícios de modo a distanciar-se de vez em quando dos problemas que ocupam a sua mente. A meditação, as caminhadas ao ar livre poderão ser uma boa aposta para o ajudar a libertar as tensões acumuladas ao longo do dia.

 

ESPIRITUALIDADE

Na área da espiritualidade poderá contar com um ano onde a dualidade estará presente à espera de ser transcendida. Tanto poderá viver momentos de incertezas e dúvidas como de fé inabalável.

Serão vividas muitas situações de extremos o que o fará sentir-se bastante dividido, podendo mesmo chegar a situações de forte desequilíbrio interno.

Tera que ser forte e persistente para conseguir ver as coisas com clareza e dessa forma transcender as oposições, à medida que elas se forem revelando na sua vida.

 

 

Ano Pessoal 1 em 2014

Eva Veigas, 03.12.13

 

 

“Mergulha dentro de ti mesmo e transforma-te no teu próprio curandeiro.”

 

Sabedoria Ameríndia

 

 

Combinação do Ano Pessoal 1 com o regente 7 em 2014

 

1 - 7

A combinação 1 - 7 pertence ao Elemento Ar. O Ar é o elemento que simbolicamente transporta os pensamentos, que é responsável pelo mundo das ideias e das ideologias que movem o mundo. Assim, a influência do ano pessoal 1 em 2014 será mais sentida no plano mental do que em qualquer outro.

Significa isto que podemos correr o risco de ficar apenas pelo mundo das ideias, perdendo-nos num emaranhado de pensamentos, limitando-nos a divagar, o que tornará difícil iniciar qualquer projeto que o ano pessoal 1 nos proponha.

Lembre-se que um ano pessoal 1 abre um novo ciclo a cada 9 anos, dando-nos assim a oportunidade de começar de novo, ou, simplesmente continuar a trabalhar afincadamente nos nossos projetos.

O ano pede autonomia e iniciativa, de modo, que não só não devemos deixar passar as boas oportunidades, como também deveremos contribuir para a criação das mesmas.

Tudo isto só será possível se nos sintonizarmos com uma vontade férrea, própria de uma vibração 1.

Se tiver energias concretizadoras no seu mapa pessoal, poderá mais facilmente colocar em prática os seus projetos pessoais.

 

Lado Luz do 1

O Lado Luz deste ano dá-lhe a possibilidade de realizar sonhos antigos, desde que se disponibilize para tal. Terá que ser verdadeiramente determinado e corajoso para semear num ano pessoal com esta combinação, no entanto, se o fizer, esteja certo, que a colheita será abundante, pois a combinação de energias desta polaridade é absolutamente rica em possibilidades.

No entanto, como em tudo na vida, é preciso que sejamos nós a tomar a atitude e a criar as circunstâncias, caso elas ainda não existam.

Esteja atento ao seu menor pensamento. Pensamentos geram ideias, ideias criam soluções, soluções resolvem problemas.

Este ano pessoal 1 é realmente poderoso, e se for bem articulado com o seu mapa pessoal, poderá ser um ano de fortes mudanças, que, no entanto, não deixam de exigir coragem e entrega da sua parte.

Confie na sua intuição, nas suas capacidades, e coloque mãos à obra, no sentido de realizar os seus intentos. Não desista e acima de tudo não deixe que emoções negativas o controlem. Acredite, tenha fé, e seja fiel a si mesmo.

 

Lado Sombra do 1

O lado sombra do ano pessoal 1 leva-nos a tomar cuidado para não cairmos na tentação de controlar a experiencia. Este é um dos grandes desafios desta Nova Era Aquariana. Seremos levados ao limite no sentido de apreender esta lição.

Na verdade, nós não controlamos nada. Achar que se está no controle das situações é pura ilusão da mente “controladora”, a parte de nós que quer estar sempre no centro das atenções.

Esta atitude face às circunstâncias da vida desliga-nos da realidade e afasta-nos da nossa verdade inibindo a atuação da nossa real essência. Além disso, corremos o risco de cair na arrogância e em particular, no caso concreto da combinação 1-7, na arrogância espiritual.

Cuidado com os falsos profetas e com os gurus da Nova Era.  Não se deixe enredar na teia das ilusões.

Outro desafio não menos difícil deste ano pessoal, é a imaturidade. De facto, quem não fez o trabalho de casa em 2013, estará com certeza menos preparado para os grandes desafios de 2014.

Recordemos que 2013 (ano 6) pedia um trabalho profundo, a partir de dentro, no sentido de criarmos mais maturidade, percebendo que as consequências (melhores ou piores) dos nossos atos são da nossa inteira responsabilidade.

Atribuir a culpa do que nos sucede a terceiros é um ato imaturo, despojado de qualquer reflexão sobre o que causou a dita consequência. Ora esta imaturidade não será tolerada num ano 7 e muito menos numa combinação desta energia com a de um ano pessoal 1.

 

Síntese

Trata-se de um ano em que devemos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para equilibrar aquelas áreas da nossa vida que se encontrarem mais desordenadas ou mesmo caóticas.

É um mês de grandes e profundas mudanças, sendo que muitas delas poderão surgir de repente, sem aviso prévio.

Mantenha-se firme e sereno em qualquer situação e verá que tudo se encaixará no devido tempo e no devido lugar.

 

AMOR / AFECTOS / FAMÍLIA

Trata-se de um ano pouco dado a romantismos e a selar uniões, dado a natureza individualista do 1. As pessoas sob a influência do regente 1 estão mais preocupadas em satisfazer os seus próprios desejos e caprichos do que em se envolver afetivamente com alguém. Na verdade, casamentos ou compromissos amorosos não estão na sua lista de prioridades para este ano.

Junto da família e dos amigos terão uma postura, por vezes egoísta, mostrando pouca disponibilidade para dar afeto ou apoio a quem precisar dele.

 

DINHEIRO / FINANÇAS / TRABALHO

Nesta área, poderá haver sérias e importantes alterações. Qualquer uma destas três áreas será afetada pelas outras duas, pois elas estão interligadas. Possíveis mudanças profissionais ou de sector. Alterações na carreira ou nos estudos, também poderão ser uma possibilidade. Mudança de cargo, de salário ou outros ajustamentos contratuais poderão surgir.

Se vai investir deverá aconselhar-se bem, dado que o ano universal 7 não é dado a grandes lucros.

Se pretende fazer poupanças, este será um bom momento para o fazer.

 

SAUDE

Vigie principalmente o coração e tudo o que diga respeito ao sistema circulatório. Se sofrer de alguma desordem física não descure a possibilidade de reequilibrar o seu corpo através das medicinas alternativas em conjunto com a medicina convencional.

Acima de tudo lembre-se que o nosso corpo é inteligente e procura sempre em todas as circunstâncias realinhar-se ou reequilibrar-se de acordo com a matriz saudável com a qual nasceu.

 

ESPIRITUALIDADE

Este ano apresenta uma forte tendência para querer fazer o caminho sozinho. Há uma grande necessidade de se autoafirmar e de querer provar que consegue obter as suas próprias respostas sem ajuda de ninguém. Isto pode ser interessante, se tiver bons alicerces e uma boa estrutura mental e emocional onde se apoiar, caso contrário corre o risco de se perder em mil e uma conjeturas, sem conseguir chegar a nenhuma conclusão importante.

 

Pág. 3/3