Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eva Veigas - The Silent Path

Arqueologia da Alma - Desenvolvimento Pessoal e Espiritual. Numerologia e Tarot.

Eva Veigas - The Silent Path

Arqueologia da Alma - Desenvolvimento Pessoal e Espiritual. Numerologia e Tarot.

24.05.13

Quando se dá a Iluminação?


Eva Veigas

native-american-dream-2.jpg

 

"A monja Chiyono estudou durante anos e anos, mas não conseguia atingir a iluminação. Certa noite, carregava uma selha de água e, enquanto caminhava, contemplava o luar na superfície da água. Subitamente, as tiras de bambu que sustinham a selha partiram-se, e, com elas, também a selha. A água escorreu por todos os lados, o reflexo da lua desapareceu e Chiyono atingiu a iluminação. Foi nessa altura que escreveu este poema:

 

«De várias maneiras

Tentei manter

A selha intacta

Esperando que o frágil bambu

Nunca quebrasse.

Subitamente, o fundo desprendeu-se

A água esvaiu-se

E com ela o reflexo da lua.

Ficou-me nas mãos o imenso vazio.»

A iluminação acontece quando acontece. Não pode ser encomendada nem forçada."

 

Osho

 

 

14.05.13

Começar de Novo


Eva Veigas

 

Começar de novo, recomeçar, iniciar projetos novos, aliciantes, frescos é a proposta do Arcanjo Miguel para o dia de hoje.

A cada dia a vida oferece-nos novas oportunidades. O momento presente é isso mesmo, um presente, uma dádiva, uma oportunidade de criar ou recriar a nossa vida, a partir do zero, do nada.

As maiores descobertas foram detetadas a partir do nada, ou o que comummente as pessoas designam por “acaso”. Porém na vida nada é por acaso, muito pelo contrário. Nada no universo ocorre sem um propósito bem delineado, ainda que a nós nos pareça tudo bastante caótico. Neste ponto, a nossa natureza humana tende a impor ordem no aparente caos e é também neste ponto que nos deparamos, na maior parte das vezes, com um beco sem saída. O universo, a vida não é algo para se por em ordem. A vida coloca-nos constantes desafios e cabe a nós vivê-los, contornando-os, como disse Augusto Cury, referindo-se à sabedoria da água: a água nunca discute com um obstáculo, simplesmente o contorna.

Portanto, eis antes nós, diariamente, eu diria mais, momento a momento, a oportunidade de contornar os desafios, vencendo-os, um após outro, criando a e recriando as nossas experiências, com alegria, dinamismo, vibrantes e com uma vontade superior no comando do nosso Eu.

 

Desejo a todos bons começos!

 

Em Alegria e Gratidão

Eva Vilela Veigas

06.05.13

MANNAZ


Eva Veigas
 
Mannaz simboliza o ser humano

Mas será que somos seres humanos? Será que aceitamos verdadeiramente a nossa humanidade? Se não aceitamos a divindade como poderemos aceitar a humanidade em nós?

Encontramo-nos a caminho de nos realizarmos inteiramente como seres não mais separados, não mais divididos, mas sim completos, inteiros,
 
Aspeto Luz de Mannaz: Harmonia interior, equilíbrio, tolerância
 
Aspeto Sombra de Mannaz: Falta de orientação, intolerância, confusão
 
Proposta: União dos opostos complementares - experimente harmonizar estas duas forças (Luz e Sombra) opostas e complementares dentro de si. 
SINTA... em que aspetos da sua vida se sente em harmonia? Valide essas situações, isto é, aprenda a valorizar e a aceitar em si mesmo o que está bem, o que consegue fazer bem, e marque uma cruzinha mental, um visto ou um ok.
 
Faça o mesmo exercício para o que lhe provoca desarmonia, o que o tira do seu centro? Do seu equilíbrio interno? Atenção! Não vale dizer que é o outro que o tira do sério! Olhe para si! Onde é que se permite que o outro o faça sentir desse modo? Valide também essas situações. Não faça julgamentos. Apenas aceite que assim é.
 
Neste momento poderá sentir-se angustiado, irritado, magoado, etc. Valide também todas essas emoções, isto é, aceite-as como fazendo parte de si. O facto de se aceitar como é, não o faz pior pessoa, pelo contrário, torna-o mais consciente de si. A ideia é compreender, sentir e aceitar que Luz e Sombra fazem parte do seu Todo.
 
Vá repetindo o exercício para as restantes palavras-chave. Sentindo e validando cada situação, SEM críticas nem julgamentos internos e SEM se retirar da cena. É muito fácil começar a culpar os outros pelo que está a sentir.
 
Repita este exercício todas as vezes que julgar necessário e aos poucos a resposta interna virá, lembre-se que o propósito é a união dos opostos complementares - aceite que o seu Todo é composto pelos dois polos: positivo e negativo.
 
Deste modo está a trabalhar para atingir a sua Totalidade.
 
 
02.05.13

Transmutando


Eva Veigas

 

Transmutando

Tudo o que me impede de alcançar a sabedoria

Transmutando

Toda a minha ignorância

Transmutando

Todo o meu carma de doenças físicas e psíquicas

Transmutando

Todo o carma de magia

Transmutando

Todo o meu carma amoroso, sentimental e matrimonial

Transmutando

Todo o meu carma profissional e financeiro

Transmutando

Toda a pobreza, miséria, medos, insucesso, insegurança, agressividade, fracassos, culpas, neuras, traumas, conflitos, complexos...

Transmutando

Todos os meus defeitos e paixões

Transmutando

Tudo o que me impede de ter sucesso

Transmutando

Todo o carma familiar

Transmutando

Toda a desarmonia e desequilíbrio

Transmutando

Todo o carma que me impede de ter a minha visão interior desenvolvida

Transmutando

Todo o carma que me impede de ser jovem, rica, maravilhosa, sábia e amorosa

Transmutando

Todo o ódio, raiva, mágoa, tristeza

Transmutando

Todos os dissabores que tenho com os encarnados e desencarnados

Transmutando

Toda a falta de atenção, concentração, percepção e memória

Transmutando

Toda a incapacidade de aprender

Transmutando

Toda a impaciência, má vontade, preguiça, competição, solidão, desejos

Transmutando

Tudo o que impede de curar todas as minhas doenças

Transmutando

Tudo o que impede de curar a minha mente.