Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eva Veigas

Numerologia, Tarot, Xamanismo

Eva Veigas

Numerologia, Tarot, Xamanismo

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

♥♥♥

Bio

Consultas

Dias de Nascimento

Ano Universal

Anos Pessoais 2009

Anos Pessoais 2010

Anos Pessoais 2011

Anos Pessoais 2012

Anos Pessoais 2013

Meses Pessoais em 2011

Meses Pessoais em 2012

Meses em 2013

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
12
Fev17

Ano Pessoal 4 em 2017

Eva Veigas

ano pessoal 4.jpg

  

O Ano Pessoal 4 é o quarto ano de qualquer ciclo novenal. Se se encontra em Ano Pessoal 4 significa que 2014 foi o ano em que teve início o seu ciclo de 9 anos, que obviamente para si terminará em 2022.

 

Um ano 4 representa uma oportunidade de crescimento que depende da criação de condições para restaurar, reconfigurar, reorganizar, reestruturar, reordenar todo e qualquer aspeto ou esfera da nossa vida, que se encontre desalinhado, fraco, caótico, desarrumado, sem rumo e sem alicerces ou bases sólidas que nos permitam viver no fluxo energético criativo.

 

Por outras palavras, todas as situações que, nos bloqueiam, limitam e impedem, por via da nossa necessidade absoluta de querer controlar todas as experiências, vivências, situações e pessoas que estão na nossa vida agora.

 

Este é o ano de varrer a casa. O 4 percorre cada uma das áreas de vida que clamam por atenção. É preciso parar para sentir e avaliar os danos, e organizar a melhor e mais adequada estratégia para dar início à reparação e reconstrução daquilo que em nós está “doente” e já não nos devolve crescimento e aprendizagem.

 

O 4 é a poda dos ramos secos, onde a vida estagnou… Podar permite dar oportunidade à árvore, uma nova oportunidade de crescer e de esse estender para outras paragens, experimentando o novo, em 5, que neste caso será, no ano pessoal seguinte.

 

Para que essa nova possibilidade aconteça, é preciso dar tempo e espaço para que o 4 aconteça em nós.

 

A pressa, a ansiedade, a impaciência, o querer fazer tudo de uma vez, queimando etapas, querendo ultrapassar desafios em modo de competitividade, são os verdadeiros inimigos de um ano 4, que pede maturidade e sapiência para saber esperar.

 

Um jardineiro experiente sabe exactamente onde podar, que ramos cortar, que troncos, folhas e flores estão prontos para se desprender, sem ferir a árvore e sem se ferir a si mesmo, pois é paciente, ponderado, sensato, ama o que faz e acima de tudo ama-se e ama a Árvore. Respeita-a, sente-a, sabe que é um ser vivo, que pulsa e gera vida em si.

 

Assim também nós deveremos fazer na nossa vida, o que faz o jardineiro. Devemos aprender com ele, observá-lo e acima de tudo não ter pressa de fazer.

 

Saber fazer é uma aprendizagem, um dom ou um talento que se adquire, que mais tarde ou mais cedo, nos será muito útil.

 

Um ano 4 é um ano para limar arestas e onde simultaneamente devemos criar espaço e condição para nos irmos recriando, reinventando, reorganizando, regenerando.

 

Na verdade, trata-se de um ano de construção ou reconstrução interna, em termos de bases para a vida.

 

É tempo de rever, reajustar ou redefinir os valores pelos quais nos guiamos na vida.

 

Relativamente aos Anos Pessoais em 2017 cuja soma dá 13 ou 22 serão reduzidos a 4, por isso há que levar em consideração todas as vibrações numerológicas e não apenas o 4.

 

Vibração 13 - Trata-se de um ano pessoal onde algum tipo de metamorfose vai ter lugar. Pode ser o início, o meio ou fim de algo, que está em vias de transformação.

 

Geralmente é algo invisível, algo que se sente dentro, mas que não se sabe explicar. É preciso ganhar distância deste acontecimento e muitas vezes só nos ciclos seguintes (9, 18, 36 anos depois, ou mais) é que se ganha a verdadeira consciência do que ali foi transformado ou metamorfoseado.

 

Algo está pronto para morrer dentro de nós e dependendo do grau de sensibilidade de cada um, pode-se sentir essa morte, como algo quase tangível. Um dos exemplos mais fortes que se podem experimentar sob a influência de 13:4 é o Síndrome do Ataque de Pânico que gera um inexplicável, absurdo e repentino medo da morte; há uma sensação quase palpável da morte de algo.

 

Na verdade, tudo foi preparado com bastante antecedência. Ao longo da nossa vida, vamo-nos preparando para deixar morrer aspectos, crenças, tradições, superstições, pensamentos, recordações, objetos pessoais, ideias, gostos, amores, etc.

 

Porém, quando chega o momento de deixar ir, surge o verdadeiro teste, e, encontramo-nos frente a frente com a nossa real dificuldade de nos desapegarmos daquilo que já não nos devolve aprendizagem de género algum.

 

Agarrados ao que é (ou ao que foi) “nosso”, movemo-nos para um campo perigoso e lamacento que nos paralisa, imobiliza e nos condena a sobreviver num cenário triste e pesado, onde as nossas emoções congelaram e onde a nossa mente brilhante estagnou e não produz nem gera criação.

 

O nosso coração afastou-se da razão e, pior, afastou-se de Deus/Pai/Mãe, remeteu-se ao silêncio, mas não ao verdadeiro silêncio.

 

O verdadeiro silêncio é leve, agradável, profundo como o mar, mas solto como o vento, perfumado com o orvalho das manhãs e límpido como um belo dia de Sol.

 

O silêncio de que falo é cruel, frio, distante, não comunica, não cria, apenas usa a mente como um veículo distorcido onde se limita a repetir a dor daquilo que acha que lhe fizeram sentir. Um silêncio que pune e que acredita em castigo e recompensa.

 

Um ano 13 pode ser muitíssimo transformador se soubermos elevar-nos até às camadas mais altas do nosso Eu Superior!

 

Vibração 22 – É um ano onde a estrutura interna do ser pode aprender a tornar-se maleável, dócil, adaptável, ajustável, flexível como uma árvore frondosa, cujos maravilhosos ramos dançam ao sabor do vento, sem se partirem ou rasgarem.

 

É uma construção sólida (terra (4), concreto, palpável) porém flexível (contém água (2) dentro, na quantidade e qualidade certa) o que lhe confere uma condição única para poder crescer de forma saudável, progredir, evoluir e expandir-se, mantendo o foco, criando e autossustentado as suas próprias raízes.

 

Sob esta vibração, os seres podem direcionar a sua vida para grandes empreendimentos, para criar superestruturas em praticamente todo o tipo de áreas, desde que tenham feito bem o seu trabalho de casa e desde que o seu objectivo e intenção estejam alinhados com e para o seu Bem Maior e, para o Bem do Todo.

 

O seu grau de sensibilidade e sensatez levá-lo-á a dar os passos necessários, com a cadência e o ritmo próprios de quem ganhou consciência suficiente para se colocar ao Serviço da Humanidade (da família, da comunidade, de uma causa, etc.).

 

Não adianta querer servir a Humanidade, se não se cuida de quem (ou do que) precisa verdadeiramente, neste momento, da nossa atenção, do nosso amor, das nossas capacidades, do nosso saber fazer.

 

Este é um ano de recomeços e pode muito bem ser um ano incrível e de suma importância para dar um rumo completamente novo à sua vida.

 

 

Eva Veigas

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

♥♥♥

Bio

Consultas

Dias de Nascimento

Ano Universal

Anos Pessoais 2009

Anos Pessoais 2010

Anos Pessoais 2011

Anos Pessoais 2012

Anos Pessoais 2013

Meses Pessoais em 2011

Meses Pessoais em 2012

Meses em 2013

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D