Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eva Veigas - Medicine Woman

Numerologia * Tarot * Oráculo das Vidas Passadas * Cura Xamânica * Meditação Guiada * Cura e Resgate Karmico * Cura e Resgate da Criança Interior * Cura da Criança Lunar e Solar * Cura e Resgate do Mestre Interno

Eva Veigas - Medicine Woman

Numerologia * Tarot * Oráculo das Vidas Passadas * Cura Xamânica * Meditação Guiada * Cura e Resgate Karmico * Cura e Resgate da Criança Interior * Cura da Criança Lunar e Solar * Cura e Resgate do Mestre Interno

Bênçãos! Se chegaste até aqui é porque escutaste o chamado da tua alma!

Este é um espaço sagrado, de partilha e de respeito pelo outro, pela sua história, pela canção sagrada do seu coração, pela sua dança, pela sua magia.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

About me

Não me defino pelo que faço, nem pelo que sou. Sou tudo e não sou nada. Sou grande e sou pequena. Sou Sol e sou Lua. Sou Fogo e sou Água. Sou Sombra e sou Luz.

A Deusa da Floresta

Uma outra face de Medicine Woman http://deusadafloresta.blogs.sapo.pt/

Partilha e difusão de conteúdos

Agradecemos a partilha e difusão de conteúdos, desde que sejam salvaguardados os devidos créditos da autora do blogue e demais fontes por ela citadas.

Consultas

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
15
Dez17

Ano Pessoal 2 em 2018

Eva Veigas

ap218.jpg

 

O Ano Pessoal 2 em 2018 resulta da redução dos Números 11 ou 20. Portanto quem está num ano Pessoal 2 receberá influência de um destes Números conforme a data do seu nascimento.

 

Em ambos os casos trata-se de um ano de germinação, de crescimento lento e praticamente invisível. É preciso paciência, prudência e sensatez, bem como calma e serenidade, ao que se acrescenta uma boa dose de confiança e de amor-próprio.

 

O 11/2 - Para quem estiver a viver um ano 11 a impaciência, o desejo de acelerar o próprio processo, a rapidez com que pretendem arrumar e concluir os seus assuntos, pode ser altamente prejudiciais, pois irão, com toda a certeza (querer) queimar etapas.

 

É certo que quem estiver sob a influência do 11, estará ressoando com o ano universal 11, mas isso não significa que tudo sejam rosas, pois os dois 11s produzirão forças contrárias, o que poderá devolver uma sensação de esmagamento, de impotência e consequentemente, a atingir elevados níveis de frustração.

 

Evidentemente, trata-se de um ano especial, onde a responsabilização pela própria vida e pelas sucessivas decisões e ações estará na ordem do dia. É um ano de maturação e de crescimento em múltiplas direções o que certamente não lhe deixará muito tempo para relaxar. Fique atento às oportunidades que podem surgir apenas uma vez, não voltando tão depressa a repetir-se.

 

O 20/2 – Trata-se de uma energia mais lenta e mais densa em relação ao 11 que é muitíssimo mais acelerado, arrojado e ousado, original e altamente criativo, o que em muitos casos vai tornar a vida difícil àqueles que viverem este ano sob a energia do Número 20, principalmente quando o tema é tomar decisões que impliquem mudanças bruscas de direção, pois a tendência é para hesitar, não exatamente no momento de decidir, mas sim no momento de agir.

 

Permanecer na humildade é outro dos aspetos que melhor definem a proposta deste ano 2. Talvez se atentarmos numa das características mais belas do Elemento Água, não necessitemos de maiores explicações. A Água corre sempre para baixo em direção ao mar, contornando toda a espécie de obstáculos. Talvez seja este seja o exemplo que melhor ilustra a capacidade de permanecer na humildade que nos é dado observar. Aprendamos pois com a Água a contornar os problemas e as dificuldades em vez de nos rebelarmos e indispormos.

 

O ponto forte deste ano será regido pelo Número 4 o que revela uma capacidade especial para transformar as bases onde a nossa vida assenta e sobre as quais se ergue o nosso edifício interno, sendo esta a chave para lidar com os aspetos mais difíceis do ano.

 

É tempo de cuidar das estruturas do templo interno, pois se elas se tornarem fracas e pouco estáveis o edifício poderá desmoronar e, como sabemos, reerguermo-nos dos escombros e das cinzas, qual fénix renascida, é sempre um processo muito mais penoso (embora, muitas vezes essencial, para que a verdadeira metamorfose ocorra).

 

Ora esta transformação exige uma grande quantidade de mudanças de forma continuada e progressiva, onde a dificuldade será manter o foco naquilo que realmente é importante e vital para nós. Ajustamentos ao longo do ano serão forçosos e necessários e isso exigirá a criação de novas rotinas, que melhor se adequem à nova realidade a ser experimentada.

 

É que o ano anterior exigiu bastante entrega. As escolhas que foram feitas, e as decisões que foram tomadas, precisam agora de ser respeitadas e cumpridas. Por este motivo é importante criar mais estabilidade, o que permitirá renovar certas áreas da vida que necessitam de purificação e revitalização.

 

O ponto fraco do ano é regido pelo Número 9 e como ponto fraco ou negativo, é talvez o que reúne um maior número de aspetos difíceis de gerir. Um deles é a ilusão. A ilusão é uma das principais armadilhas que experimentamos nesta existência, e ela está presente na vida de todos nós. A ilusão do poder, a ilusão do controlo sobre as situações e sobre os outros, a ilusão acerca das riquezas materiais, etc.

 

Neste caso concreto, o 9, como ponto fraco ao longo de um ano pessoal 2, chama a atenção para a ilusão provocada pela falta de integridade e de coerência internas.

 

Se souber aproveitar a energia que corre a seu favor ao longo do ano, nomeadamente, aquela referida no ponto forte do ano, e a trabalhar afincada mas progressivamente, poderá colher muitos benefícios, sendo que o principal, talvez seja mesmo a possibilidade de começar a sair da ilusão.

 

Não basta adotar uma postura meditativa e refletir acerca dos nossos comportamentos e atitudes, é preciso também, perante as mais diversas situações que se nos apresentam diariamente, ir transformando e colocando em prática pequenos movimentos, alterando aqui e ali alguns comportamentos, ajustando e flexibilizando as nossas atitudes, a forma como falamos, como nos expressamos, como mostramos aquilo que pretendemos.

 

Lembremos que o 2 corresponde justamente ao Princípio Feminino Universal e que por isso mesmo é o elemento que se recolhe, que se retrai, que se contém, mas apenas para receber, pois esse é o seu esplendor. É nele que reside a conceção e gestação da vida. É nele que as Águas primordiais se fundem com o Fogo inicial para produzir a vida.

 

É a prática regular e progressiva de efetuar mudanças que nos devolve ou nos aproxima mais da realidade e consequentemente nos afasta da ilusão de querer controlar a vida.

 

A impaciência, a pressa, a precipitação, a agitação, a impertinência são obstáculos gigantescos ao pleno fluir da vida, que acontece num movimento encadeado, sem que o possamos controlar. Aprender a respeitar os ritmos e os ciclos da vida, os contrastes, os opostos e os complementos, faz parte do vasto programa de lições para os humanos, que são por natureza teimosos, obstinados e intransigentes.

 

Já diz o povo que a pressa é inimiga da perfeição ou que devagar se vai ao longe. Mas a sabedoria popular, embora esteja disponível gratuitamente para todos nós, é muitas vezes ignorada, subestimada e mesmo desprezada. Pois talvez este seja o momento de atentarmos nas nossas heranças, naquilo que nos foi deixado pelos nossos antepassados, aceitando que uma grande parte desses ensinamentos, nos ajudaria a melhor superar uma grande parte dos nossos desafios, porquanto a maioria deles são essenciais e básicos para bem viver.

 

Por este motivo o ano propõe que qualquer aprendizagem, sobretudo no que diz respeito a desenvolver algum tipo de habilidade ou competência, deva ser feito de forma gradual e progressiva (embora com empenho e entrega), porém sem pressa ou impaciência.

 

 

Eva Veigas

Find us on Facebook

Mensagens

Bênçãos! Se chegaste até aqui é porque escutaste o chamado da tua alma!

Este é um espaço sagrado, de partilha e de respeito pelo outro, pela sua história, pela canção sagrada do seu coração, pela sua dança, pela sua magia.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

About me

Não me defino pelo que faço, nem pelo que sou. Sou tudo e não sou nada. Sou grande e sou pequena. Sou Sol e sou Lua. Sou Fogo e sou Água. Sou Sombra e sou Luz.

A Deusa da Floresta

Uma outra face de Medicine Woman http://deusadafloresta.blogs.sapo.pt/

Partilha e difusão de conteúdos

Agradecemos a partilha e difusão de conteúdos, desde que sejam salvaguardados os devidos créditos da autora do blogue e demais fontes por ela citadas.

Consultas

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D