Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eva Veigas ~ Terapeuta Holística

The Way of Silence

Eva Veigas ~ Terapeuta Holística

The Way of Silence

25
Dez13

5 - O Regente Numerológico de Julho 2014

Eva Veigas

7.jpg

 

 

“Não te fiques na superfície tumultuosa das coisas. Aprende a ir ao encontro delas. Dentro de ti existe um mundo de beleza e de amor, livre e invulnerável, sobre o qual não age o tempo. Abandona os teus temores porque o espírito do homem não morre. É eterno.”

 

A vibração universal do mês de calendário correspondente a Julho é, obviamente um 7. Assim, podemos afirmar que esta vibração está em sintonia com a própria vibração universal do ano 2014, que, como sabem, também é 7.

 

O 7, é governado pelo elemento Ar, e está portanto relacionado com o plano mental, o plano das ideias, dos pensamentos, das elaborações mentais, dos projetos e das comunicações, principalmente, as que tenham a ver com o "Ar". O Ar é o elemento que polariza as ideias e facilita a sua disseminação.

 

Sendo assim, este é um período favorável para trabalhar todos os aspectos que se relacionem com a nossa capacidade mental, quer tencionemos desenvolvê-la, quer ainda, desejemos, trabalhar em níveis mais profundos, como por exemplo, identificar crenças e limitações que não nos permitem dar um salto evolutivo em termos conscienciais.

 

Mas não fiquemos apenas pela vibração universal do mês e usemos intuitivamente a Numerologia de um modo mais profundo e transpessoal. Se ficássemos apenas por aqui, ficaríamos então com a sensação que todos os anos, no mês 7 (em Julho, claro) teríamos apenas e só esta mesma vibração disponível. Seria uma espécie de repetição interminável desta frequência 7 (o que não deixa de ser em parte, verdade), ano após ano e  que nos limitaria em termos de opções e reduziria o leque de possibilidades de ir transcendendo as nossas dificuldades e desafios.

 

Dado que a Numerologia é riquíssima do ponto de vista de cálculos e interpretações, é possível determinar uma vibração específica em Julho, mas para este ano em concreto.

 

Deste modo, a vibração específica em Julho de 2014 é regida pelo 5, o Senhor da Liberdade.

 

Então, Julho é um mês de vibração universal 7 e de vibração específica 5.

 

O 5 será então o número que irá dar corpo a este 7, cuja tendência é dar profundidade às experiências e aos acontecimentos marcados pelo 5.

 

Assim, Julho surge imponente com os seus regentes numerológicos 7 e 5.

5 é o Senhor da Liberdade.

 

Estamos naturalmente a falar da "liberdade" gerada pelas mudanças, ajustes e afinações que queremos e precisamos de fazer, em consequência do movimento iniciado em 4 – O Senhor da Ordem, que nos pediu que identificássemos os padrões automáticos pelos quais habitualmente regemos a nossa vida, sem consciência do nosso papel e da nossa responsabilidade neste mundo em constante evolução.

 

Esse conjunto de mudanças, as quais faremos gradualmente e sem pressa, irão certamente, conduzir-nos à verdadeira Liberdade. A Liberdade de ser quem somos, assumindo com plena consciência o nosso papel de agentes transformadores no mundo.

 

O 5 provoca-nos, agita-nos por dentro, levando-nos a romper definitivamente com a velha estrutura rígida, recheada de “pré-conceitos” e crenças que já não cabem na nova energia aquariana. Fruto da sua natural curiosidade e insatisfação permanente, o Senhor da Liberdade convida-nos a abrir um caminho que nos é completamente desconhecido, rumo a novas direções, ora furiosamente, ora de forma mais suave, mostrando-nos dessa forma, os verdadeiros ritmos da natureza geradores eternos de vida.

 

A nossa insatisfação pessoal é, sem dúvida, o melhor indicador, que está na hora de mudar. Que é tempo de largar as velhas convenções e as correntes às quais nos encontrávamos amarrados. É tempo de nos soltarmos, de confiar na própria existência e de nos deixarmos ir na corrente da vida, sem nada temer, sem nada prender.

 

É tempo de viver a experiência saboreando cada instante com verdadeiro prazer e alegria. É tempo de reconhecer em nós a capacidade de transcender a dificuldade, a dor o sofrimento, a doença. Este é o momento, o ponto nesta eternidade, de passar a viver de acordo com a nossa consciência, deixando-nos guiar pelo Farol Interno, a nossa Alma que vibra em sintonia com a Grande Sinfonia orquestrada pelo Grande Espírito, pelo Impermanente, pela Fonte da Vida e da Criação.

 

Para atingirmos este estado de consciência devemos apoiar-nos num novo modelo de atuação, construído com tijolos de Verdade, Respeito, Amor, Entrega e Gratidão.

 

É necessário criar uma certa estabilidade, um certo rigor, que sirva de plataforma no sentido de ajudar a manter o equilíbrio durante os períodos de instabilidade que se manifestam ciclicamente.

 

Esta é uma tarefa que exige concentração, entrega e atenção. Porém não necessita de ser pesada ou difícil. Basta aceitarmos que enquanto seres humanos precisamos de estar preparados para lidar com o repentino e com o inesperado.

 

Estar preparado para a mudança, significa viver de braços abertos à incrível variedade de experiencias às quais estamos sujeitos nesta dimensão em particular.

 

Deste modo, é fácil compreender, que aqueles de nós que forem mais avessos às mudanças e alterações, sofrerão muito mais durante estes períodos. A nossa resistência no que toca a alterar as rotinas, os hábitos, os vícios, os comportamentos, provocam (sem que tenhamos disso consciência) ainda mais mudanças. A isto se chama querer controlar a experiência.

 

Nada mais ilusório.

 

A verdade é que não controlamos nada. Mesmo aquilo que julgamos controlar é fruto de uma distorção da mente e do ego que nos faz acreditar nessa possibilidade.

 

O controlo leva-nos por caminhos densos e tortuosos onde estamos permanentemente de mal com a vida, lamentando-nos por tudo e por nada, evitando a todo o custo passar por determinadas situações que nos deixam desconfortáveis, impedindo que a vida nos devolva a experiência que de facto, nos poderia libertar.

 

Tudo aquilo que não queremos sentir, ouvir, olhar, é exatamente aquilo de que precisamos para identificar as emoções enterradas nas profundezas do nosso inconsciente.

 

Desse ponto de vista somos obrigados a render-nos perante a Vida, que na sua expressão máxima de Inteligência Infinita nos devolve com compaixão, a cada momento a solução para as nossas dificuldades e limitações.

 

Além disto, ainda, nos é possível chegar à tónica geral do mês ou à essência que neste caso é 3.

 

O 3 é a expressão da alegria que sentimos ao sermos nós mesmos. Quanto mais próximos estivermos dessa essência, mais felizes, alegres, expressivos e comunicativos estaremos.

 

Portanto é essencial que durante este mês busquemos formas de nos expressarmos, movendo-nos com a liberdade do 5 e aprofundando cada experiência, mas retirando-lhe o peso do sofrimento e da dor, com a intensidade do 7. De acordo com estas vibrações energéticas, já não necessitamos de analisar, esquadrinhar e peneirar cada acontecimento com a mente inferior, pois se soubermos usar e usufruir desta energia que nos apoia, poderemos aprender a não mais nos identificarmos com a mente inferior, com o ego manipulador, egoísta e sabotador.

 

Eva Veigas

 

Bênçãos! Se chegaste até aqui é porque escutaste o chamado da tua alma!

Convido-te a navegar por este espaço. Se gostares fica e subscreve o blogue. És muito bem-vindo/a.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Consultas / Terapias / Retiros Individuais

Numerologia Karmica, Tarot, Tarot Karmico, Oráculos, Cura Xamânica*, Meditação Guiada*, Cura e Resgate da Criança Interior*, Cura da Criança Lunar e Solar* *apenas sessões presenciais

Consultas online

Find us on Facebook

Partilha e difusão de conteúdos

Agradecemos a partilha e difusão de conteúdos, desde que sejam salvaguardados os devidos créditos da autora do blogue e demais fontes por ela citadas.

Consultas / Terapias / Retiros Individuais

Consultas

Cursos / Ws

Textos de Apoio

  •  

Artigos Numerologia

Dias de Nascimento

Ano Universal

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS:

  •  

Entrevistas

Parcerias

Sapo Astral

Sapo Desporto

Tertúlia

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D