Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eva Veigas

Numerologia, Tarot, Xamanismo

Eva Veigas

Numerologia, Tarot, Xamanismo

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

♥♥♥

Bio

Consultas

Dias de Nascimento

Ano Universal

Anos Pessoais 2009

Anos Pessoais 2010

Anos Pessoais 2011

Anos Pessoais 2012

Anos Pessoais 2013

Meses Pessoais em 2011

Meses Pessoais em 2012

Meses em 2013

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
24
Mar17

Numerologia Abril 2017

Eva Veigas

abril 2017.jpg

  

Regente Numerológico – 14:5

Portais Cósmicos de Integração e Totalidade – Mudança de Paradigma

 

 

Dados numerológicos do mês:

- Vibração Universal do ano 2017: 1

- Abril: 4º mês do ano

- Vibração Universal de Abril 2017: 14:5

 

A Lei da Impermanência é a única certeza que temos na vida. Tudo muda, tudo passa, tudo se transforma…

 

A paisagem e os ambientes que nos rodeiam mudam a cada momento, quase sem darmos conta. É preciso estarmos atentos, presentes, para podermos detectar as mudanças quase imperceptíveis que se vão sucedendo ao longo do tempo.

 

O mesmo acontece com as mudanças em nós, desde as mudanças de humor, às transformações físicas, passamos por uma panóplia de mudanças a todos os níveis do nosso ser.

 

A mudança é algo difícil de gerir para o homem moderno, se considerarmos que nos primórdios da vida na Terra o homem mudava constantemente de lugar por diversas necessidades primárias relacionadas, claro está, com a sua sobrevivência.

 

A evolução, nomeadamente os conhecimentos que se adquiriram relativamente à agricultura e à pastorícia, fez com que o homem se começasse a fixar em determinados locais, onde podia criar a sua prole em relativa paz.

 

E assim, criámos estes hábitos sedentários, que se tornaram aparentemente confortáveis e que nos devolvem uma sensação de segurança e protecção.

 

Porém, com essa evolução, veio também um preço a pagar. Deixámos de ter necessidade de nos deslocarmos para obter alimento, tecto, calor, etc. Veja-se a quantidade de exemplos actuais em que adquirir bens essenciais está à distância de um clique. Basta ter internet e um dispositivo como um computador, um Tablet ou um telemóvel.

 

Todas estas facilidades nos atiraram para um mundo de sofás e cadeiras, entre outros “agradáveis” cenários e isso tem gerado distúrbios a vários níveis que atingem num primeiro patamar a nossa saúde física e mental. Miúdos e graúdos sofrem de diversas doenças ou desconforto, devido a má postura, excesso de horas no computador, excesso de horas sentados, ingestão de alimentos pesados, etc.

 

Ora, este mês, vem precisamente alertar-nos acerca da nossa saúde física, mental e emocional e até mesmo espiritual.

 

A nossa saúde depende directamente das nossas escolhas e da nossa dificuldade e resistência em mudar de hábitos, mudar os padrões rígidos que nos impelem automaticamente a fazer mais do mesmo todos os dias.

 

Assim, é tempo de observar, sem qualquer tipo de julgamento severo, os nossos comportamentos, os nossos hábitos, os nossos vícios, sejam eles de que espécie for. Pode ser que seja o hábito de fumar, de comer pacotes inteiros de bolachas de chocolate de uma só vez, de fugir dos assuntos que requerem a nossa máxima atenção, de fingir que está tudo bem, de impor as nossas vontades aos outros, de permitir que os outros nos imponham as suas verdades, etc.

 

Seja o que for que lhe surja no exacto momento em que lê estas linhas, saiba que é exactamente por aí que pode começar a mudar.

 

Repare que eu não disse que deve, mas sim que pode, pois é o seu poder pessoal que está a despertar!

 

Eu posso, você pode, nós podemos! Não é maravilhoso saber que detemos esse poder de decidir mudar em prol de uma vida mais saudável, mais rica, mais plena e que nos aproxima mais de nós mesmos?

 

As mudanças estão ao alcance de todos nós, porém, o que se observa é que os hábitos estão tão profundamente enraizados na nossa mente que parece realmente difícil efectuar essas mesmas mudanças.

 

A simples permissão interna de estar disposto a mudar, prepara o solo interno, fertilizando-o para a mudança efectiva que se pretende alcançar.

 

Não basta afirmar que se quer mudar, tem que se permitir. Não basta imaginar, tem que se fazer algo concreto.

 

Por exemplo, se decide perder peso, tem que começar a fazer alguma coisa, nem que seja caminhar meia hora por dia. Aos poucos esse novo hábito se enraizará e dará lugar ao velho hábito de ficar sentado no sofá. A caminhada o levará por trilhos desconhecidos onde aos poucos largará o controlo da experiência de caminhar. Caminhar já não será só para emagrecer mas para respirar melhor, ver outras paisagens, quem sabe conhecer outras pessoas, testemunhar um por do sol, absorver os perfumes do mar ou da serra, do jardim ou do bosque…

 

De repente compreende que não tem de fazer esforço nenhum para parar de comer todos aqueles alimentos cobertos de açúcar ou de outras substâncias nocivas à saúde; de repente não lhe apetece ficar tanto tempo no sofá porque o seu corpo pede movimento e mudança.

 

De repente percebe como mudou e entende que a única coisa que fez verdadeiramente foi permitir-se experimentar e observar o que sente e como se sente nessa experiência!

 

As mudanças devolvem liberdade e com ela vem a responsabilidade de agirmos por nossa conta.

 

Mas o que acontece quando não mudamos por nossa livre e espontânea vontade e não nos permitimos sentir e viver no desconhecido de modo permanente?

 

Como sabemos, a vida não pára, e estamos todos sujeitos à Lei da Impermanência, e mesmo os mais resistentes, não lhe podem fugir ou ficar impunes.

 

A mudança chega na mesma, mas será sentida como inoportuna, no momento errado, na hora errada…

 

A nossa desculpa é sempre a mesma: ‘Eu ainda não estava preparado(a)!’

 

Mas a vida não se detém ante os impreparados, a vida é vida, é respiração é experiência, é oportunidade para crescer com ela!

 

Quem não se permite crescer e viver terá sempre mil e um argumentos, porém, se observar o seu íntimo saberá que apenas tem estado a adiar o inevitável, nada mais.

 

Então, para quê continuar a adiar? Porque se castiga e se pune dessa forma? Porque não toma a decisão de fluir com a vida? O que tem ganho com essa postura? E o que tem perdido? Já parou para pensar no que perdeu? Vai mesmo querer continuar a sobreviver a partir desse lugar tão desconfortavelmente “seguro”?

 

Agarre a vida, a sua vida, antes que seja tarde demais e flua com a única certeza que tem: Tudo Muda, Tudo se Transforma e Tudo Passa!

 

 celta simbol1.jpg

 

Em Profunda Comunhão com a Vida!

Abraço-vos de coração

By Eva Veigas

Numerologia Karmica Transpessoal

 

Consultas de Numerologia

 

17
Mar17

Ano Pessoal 9 em 2017

Eva Veigas

Ano Pessoal 9 em 2017

 

O Ano Pessoal 9 é o último ano de qualquer ciclo novenal. Se se encontra em Ano Pessoal 9 significa que 2009 foi o ano em que teve início o seu ciclo de 9 anos, que obviamente para si terminará neste ano 2017.

 

Um ano pessoal 9 representa uma imensa oportunidade para reavaliar o que temos estado a trazer para a nossa vida, para onde nos estamos a dirigir e que meios estamos a usar para avançar na nossa senda pessoal, sabendo que a nossa vida está permanentemente interligada com as vidas de outras pessoas.

 

A nossa insatisfação pessoal, a incapacidade de lidar com muitos dos problemas que estão presentes na nossa vida, as nossas inseguranças, os nossos níveis de frustração e zanga, costumam fazer-se notar com particular intensidade, quando nos encontramos sob o foco de um ano pessoal 9.

 

Parece que tudo regressa a nós, como se todos os fantasmas do passado voltassem para nos assombrar. Porém, por muito doloroso, desconfortável ou penoso que possa ser este momento, estes aspectos constituem, na verdade, uma grande oportunidade de serem curados, sanados, resolvidos, arrumados e colocados nos sítios certos ou adequados.

 

A possibilidade que se nos apresenta é a de ver com os nossos próprios olhos, a verdade nua e crua acerca de nós mesmos, de como nos comportamos diante dos diferentes desafios que a vida nos vai colocando. É a resposta que lhes damos que vai desenhando o nosso padrão comportamental e só observando e analisando o padrão poderemos agir a fim de transformar a génese, a causa da dor, que nos acompanha desde sempre.

 

Um ano 9 serve para retirar da nossa frente muitos véus que nos separavam da realidade da nossa própria vida e nos colocam agora numa perspectiva mais isenta e plena, a partir da qual podemos decidir deixar para trás velhos dogmas, velhas certezas, velhas histórias acerca dos outros e de nós mesmos.

 

Um ano 9 coloca-nos em posição de investigar e de buscar a nossa própria verdade, sem receio de a encarar, de modo a poder fechar este ciclo e entrar no seguinte com nova energia, dando novo impulso à nossa vida. Pode ser um novo foco de interesse, um novo amor, uma nova paixão, um novo desafio, uma nova carreira, etc.

 

Um exercício que pode ajudar-nos a rematar as pontas soltas e a reposicionarmo-nos no aqui e agora, é olhar para trás e constatar que género de desafio estávamos a viver há 9 anos, neste caso concreto, o que estava a suceder na nossa vida em 2009? E como estávamos a agir. Estávamos paralisados? Angustiados? A lutar? A resistir? Obcecados? Zangados? Aterrorizados? Em pânico? A buscar solução? Relaxados? Confiantes? Entregues ao processo?

 

E agora? O que aconteceu? Como se resolveu essa situação? Teve um desfecho? Ainda está aí para ser resolvido? Não temos capacidade de solucionar a situação? Fingimos que não está lá e viramos a cara para o outro lado? Não mudámos de perspectiva? Nove anos volvidos e encontramo-nos no mesmo exacto lugar relativamente a esse contexto? Deixamos que se resolva por si mesmo? Mas quando? Estará na hora de experimentar novas possibilidades? Arriscamos?

 

Feito o balanço do ciclo anterior é tempo de nos prepararmos para o novo, para o desconhecido, rumo a mais uma aventura de 9 anos.

 

Relativamente aos Anos Pessoais em 2017, cuja soma dá 18 ou 29, serão reduzidos a 9, por isso há que levar em consideração todas as vibrações numerológicas e não apenas o 9.

 

Vibração 18 – Se o ano 9 for redução de 18 importa acrescentar para além do que já foi dito anteriormente, que este é um ano promissor e profundamente concretizador em que pode (e deve) ir colocando os seus planos e sonhos em andamento, sem ter que esperar pelo novo ciclo.

 

Um 18 é um convite a solidificar projectos, ideias, investimentos, a imprimir-lhes movimento. É tempo de agir e de ousar crescer. A sensação interior pode ser a de não estar preparado, a de que ainda lhe falta qualquer coisa, mas isso é apenas o seu perfeccionismo a impedi-lo(a) de avançar.

 

Se sente que há algo que não está como quer, avance devagar, com o que tem e depois lime as arestas das partes que necessitam de ser aperfeiçoadas. Caso contrário, o seu sonho será constantemente adiado por falta de firmeza e confiança internas.

 

Confie em si. Saiba que isto é apenas um teste (mais um) às suas inseguranças. Um ano pessoal 18:9 é um ano pródigo em acontecimentos e eventos que podem alterar a sua vida para sempre.

 

Porém, se não lançar a semente à terra, nunca poderá experimentar o gosto do fruto ou maravilhar-se com o aroma das flores.

 

 

Vibração 27 – Se o ano for redução de 27 é tempo de estudar, de aprofundar, de amadurecer quaisquer ideias, sonhos ou projectos que tenha. Tudo deve ser feito com a máxima concentração, dedicando tempo e amor às suas criações.

 

Prepare tudo com tempo, pois 2018 será o ano de abertura de novo ciclo para si, e aí sim, poderá lançar-se nas suas novas conquistas, sabendo que tudo foi feito com zelo e cuidado.

 

Não se disperse, pois a tarefa que tem em mãos pode parecer-lhe demasiado grande, utópica, impossível de ser realizada. Porém, não desespere!

 

Se a tarefa é muito grande divida-a em tarefas mais pequenas, se puder delegue e partilhe algumas partes com outras pessoas. Se trabalha sozinho faça todos os dias um pouco e no final verá a sua grande tarefa concluída e pronta a ser executada.

 

Acima de tudo não desanime. Prepare-se para enfrentar um ano repleto de grandes desafios que podem envolver saídas do país ou mudanças geográficas, que tanto podem ser momentâneas como definitivas.

 

Use e abuse da sua criatividade, inteligência e imaginação fértil pois isso irá ajudá-lo a cumprir a sua missão ao longo deste ano, conquanto mantenha uma mente aberta e receptiva ao novo e às possíveis mudanças repentinas de direção. A sua capacidade de adaptação às situações e aos desafios que surjam serão efectivamente testadas.

 

Finque-se na sua força espiritual. Entre na espiral evolutiva e não olhe para trás.

 

 

Eva Veigas

16
Mar17

Ano Pessoal 8 em 2017

Eva Veigas

Foto de Eva Veigas.

Ano Pessoal 8 em 2017

 

O Ano Pessoal 8 é o oitavo ano de qualquer ciclo novenal. Se se encontra em Ano Pessoal 8 significa que 2010 foi o ano em que teve início o seu ciclo de 9 anos, que obviamente para si terminará em 2018.

 

Um ano pessoal 8 é indicador de que o ciclo novenal está a dirigir-se para o seu final. É pois tempo de colheita, de concretização, de realização, de ganho ou de perda, de acordo com aquilo que tem vindo a escolher para a sua vida.

 

A qualidade das suas atitudes, comportamentos e decisões ditarão o mote deste ano 8, em tudo poderoso e amplificador.

 

O 8 aumenta e expande todo o tipo de experiências que irá viver ao longo do ano. Existe uma tendência para o exagero, para dar demasiada importância a certos factos, certos eventos, certas pessoas e certas situações. Tenha cuidado para não deixar empolar demasiado a energia ou virá a sofrer com isso mais cedo ou mais tarde.

 

Um ano pessoal 8 convida-nos a colocar em prática os nossos sonhos e desejos mais profundos, sobretudo aqueles que temos andado a adiar e procrastinar devido a todo o tipo de medos, constrangimentos, indecisões e impedimentos de vária ordem.

 

É chegado o momento de tornar visível a nossa obra, não importa o que é, ou o que pensam os outros. O que importa, é o quão significativo e importante é para nós ver o nosso trabalho realizado, materializado, tornado visível e palpável.

 

É um ano pragmático, para executar, para fazer e não para perder tempo com coisas mesquinhas, fúteis ou sem profundidade.

 

O que se faz, o que se decide e o que se concretiza em ano 8 dá frutos. Isso é garantido. Porém, a sua qualidade e quantidade é ditada por nós mesmos e está directamente ligada à nossa persistência, firmeza, determinação, empenho e vontade de fazer acontecer.

 

Simultaneamente é necessário fazer uma reavaliação da nossa vida, relativamente ao momento em que nos encontramos. É uma boa altura para nos reposicionarmos ante a vida e compreender que há tanto mistério para viver.

 

É um ano gerador de grande energia que é preciso saber gerir, caso contrário, ficaremos aquém das possibilidades que um 8 tem para nos oferecer.

 

É um ano de conquistas que implicam grande coragem, ação, força a todos os níveis, confiança, determinação, firmeza, atitude, pró-actividade e resiliência, pois o 8 é um agitador social, político, económico e cultural.

 

Temos que estar presentes na nossa própria vida para poder enfrentar os múltiplos desafios que um ano 8 propõe.

 

Teremos que estar preparados para assumir compromissos estáveis e duradouros, que exigirão muito de nós mesmos e das nossas capacidades. Portanto, antes de assumir o que quer que seja, certifique-se que cumpre todos os requisitos, leia nas entrelinhas e já agora, se for um contrato, seja de que natureza for, leia as letras pequeninas.

 

Relativamente aos Anos Pessoais em 2017, cuja soma dá 17 ou 26, serão reduzidos a 8, por isso há que levar em consideração todas as vibrações numerológicas e não apenas o 8.

 

Vibração 17 - Trata-se de um ano pessoal muitíssimo desafiante e tremendamente paradoxal. O 8 é um Número da Terra, que representa a materialidade, o palpável, o sólido, porém quando é redução de 17, a proposta é de atravessar o véu da densidade (e por densidade refiro-me aos aspectos materiais da nossa existência e de tudo o que nos rodeia e não a algo negativo ou mau), em direção ao subtil, ao imaterial, ao impalpável.

 

A sua missão será a de devolver vida às partes moribundas, enfraquecidas, esquecidas e ignoradas do seu Ser.

 

Toda a matéria estagnada produz densidade. Uma ideia a que não se dá vida, que não se materializa, que não encontra um meio de se expressar, estagna. Uma mente que não está activa, que não procura enriquecer-se com o novo, embrutece. Uma pessoa que não caminha, não corre, não dança, não salta, não pula, não se mexe, paralisa, entorpece.

 

Olhe para todos os aspectos do seu ser, incluindo o corpo físico e observe o que está estagnado. Que parte, ou partes, de si não têm vitalidade ou apresentam sinais de querer respirar de novo?

 

Pegue nessas partes e inspire-lhes alegria, movimento. Dê vida à sua vida!

 

A natureza do 17 realiza-se através do progresso, do impulso para a activação das energias inertes e estagnadas, que se encontram apenas à espera de serem resgatadas.

 

 

Vibração 26 – Um ano 8 redução de 26, deve ser encarado com a máxima seriedade e reverência, pois é necessária grande maturidade emocional para lidar com os desafios próprios desta vibração numerológica.

 

Trata-se acima de tudo de um número fortemente influente para dar um salto na sua evolução espiritual no caso de ser essa a sua vontade.

 

Independentemente de tudo o que possa estar a acontecer na sua vida, procure ganhar uma visão global dos acontecimentos, pratique a tolerância e adopte uma postura simples e descomplicada. Ser simples não é ser simplório, simplista ou ingénuo, é apenas ser eficaz e frontal.

 

É ter a capacidade de simplificar, descomplicando os problemas e de tornar mais transparente qualquer situação.

 

Use de diplomacia para resolver todo e qualquer conflito que possa surgir ao longo deste ano.

 

Assuma as suas responsabilidades, sem receio. Saiba apenas que é capaz de trazer resolução e solução para qualquer situação na sua vida ou na dos outros, caso lhe peçam ajuda.

 

Seja generoso e compassivo e abra mão de todo e qualquer tipo de cobrança afectiva.

 

 

Eva Veigas

16
Mar17

Ano Pessoal 7 em 2017

Eva Veigas

Foto de Eva Veigas.

Ano Pessoal 7 em 2017

 

O Ano Pessoal 7 é o sétimo ano de qualquer ciclo novenal. Se se encontra em Ano Pessoal 7 significa que 2011 foi o ano em que teve início o seu ciclo de 9 anos, que obviamente para si terminará em 2019.

 

Um ano 7 convida-nos a experimentar entrar em contacto com as nossas partes intocadas, com áreas de vida nunca antes experimentadas; convida-nos a ganhar consciência das áreas sombrias que existem dentro de nós, mas que por medo, vergonha, orgulho, impaciência, evitamento não queremos conhecer.

 

O 7 é um mergulho nas águas do nosso inconsciente mais profundo e isso na prática vai requerer momentos de intenso silêncio. Só nesse silêncio, sem o ruído mental, nos podemos encontrar e reconhecer, só aí nos podemos amar em toda a plenitude, pois aí aprenderemos a aceitar “a bela e o monstro“ que habitam o nosso ser.

 

Claro que há nossa volta surgirão rumores de que algo não está bem connosco, os outros poderão não nos aceitar, não nos reconhecer, não compreender o motivo dos nossos silêncios; poderão repudiar-nos, marginalizar-nos, mas se formos fiéis ao nosso caminho, não nos deixaremos manipular.

 

Todavia, necessitaremos de uma forte e saudável estrutura psíquica para podermos lidar com toda a sorte de desafios provocados pela influência de um ano 7 na nossa vida.

 

Um dos mais difíceis desafios é não confundir solidão com isolamento. Precisaremos de estar sós muitas vezes ao longo do ano, porém, não poderemos cair na tentação de nos isolarmos e evadirmos do mundo, pois nós fazemos e somos parte do mundo.

 

O nosso contributo para a vida, para os outros, para a família, para a comunidade, para a sociedade, é precioso, e não deveremos ignorar esse facto. Aprenderemos, com o tempo e com a experiência a não subvalorizar esse facto, nem a supervalorizá-lo.

 

Este é um ano de amadurecimento em termos psíquicos e mentais e de ganhar uma nova compreensão acerca do papel que desempenhamos na nossa própria vida.

 

Compreender que somos os Senhores do nosso destino, somos nós que decidimos qual a direção a seguir, que caminho é necessário percorrer e que experiência é preciso viver, seguros e conscientes da responsabilidade que detemos nas nossas mãos.

 

Sabemos que o conhecimento, a responsabilidade e a liberdade andam de mãos dadas e que são interdependentes. Portanto, este é um ano para assumir a responsabilidade sobre o conhecimento adquirido e integrado, por forma a usufruirmos da liberdade tão duramente conquistada, em cada passo do caminho.

 

Somos o amo e o aio, somos o cavalo e o cavaleiro, somos o que dita a lei e o que a faz cumprir. No fundo, teremos que aprender a obedecer a nós mesmos, a ser fiéis ao que sabemos ser real e importante, a distinguir entre o sábio e o sabichão que habita em nós e fazer prevalecer a Suprema Vontade Divina que actua através deste corpo.

 

Este é um ano de suma importância, pois o Ser passará por uma iniciação, que em última análise, pode ser traduzida como uma oportunidade para avançar por sua própria determinação e não ser mais um joguete nas mãos do destino. A partir de agora sabe que os seus actos gerarão consequências e não mais quererá justificar-se em processos de autovitimização.

 

Relativamente aos Anos Pessoais em 2017, cuja soma dá 16 ou 25, serão reduzidos a 7, por isso há que levar em consideração todas as vibrações numerológicas e não apenas o 7.

 

Vibração 16 - Trata-se de um ano pessoal em que será posto à prova no que se refere às suas convenções, aos seus padrões endurecidos, às suas verdades inabaláveis, às suas estruturas demasiado rígidas.

 

Um ano 16:7 fará desmoronar toda e qualquer opinião mal fundamentada. Tudo o que não seja fruto das suas próprias vivências e experiências ruirá. Todo o conhecimento desagregado, mal integrado ou pobre fá-lo-á tombar ante si mesmo.

 

Nem todos os argumentos do mundo o poderão voltar a erguer dos escombros. Terá que ganhar consciência de que é a sua própria teimosia que o destrói, e que a sua incapacidade em se flexibilizar e em aprender através da experiência lhe devolvem dor e sensação de solidão e infelicidade.

 

Abdique dessa postura e suavize a sua vida. Há sempre tanto para aprender, para levar em consideração. Há sempre mais uma perspectiva, mais um caminho, mais uma solução, mais uma possibilidade no seu horizonte. É só esticar a mão e agarrar.

 

Este ano é o impulsionador da destruição de todas as amarras que o têm vindo a aprisionar, pode ser um emprego, um relacionamento, uma crença de qualquer índole.

 

O Fogo (elemento) será o veículo que dissolverá essas amarras, as cordas, as peias, que o impedem de caminhar livre e em paz consigo mesmo. No final do processo pode sentir alívio e alegria ou pode sentir-se esmagado e torturado pela experiência.

 

Em qualquer dos casos, mesmo que não o reconheça imediatamente, será sempre uma bênção.

 

Vibração 25 – É possível que sinta uma forte instabilidade na sua vida, de um modo geral, ou em alguma área específica, e caso isso suceda é hora de reflectir nas causas dessas mesma instabilidade.

 

Talvez esteja na hora de assumir e de traçar o seu próprio caminho o que evidentemente exigirá, da sua parte, empenho, esforço, bastante energia, determinação e inspiração, e talvez isso o amedronte ou imobilize o seu Fogo interno.

 

Nesse caso é de suma importância encontrar ou promover um espaço que dê à sua criatividade a hipótese de se expressar.

 

Um ano 25:7 pede que coloque o seu conhecimento e a sua sabedoria ao serviço dos outros, trazendo clareza, discernimento e luz sobre o tema em que se tornou especialista. Ensine e partilhe o que sabe com as outras pessoas, sem receio de ser copiado ou imitado, pois em consciência, cada um sabe de que fonte bebeu.

 

Assuma o comando da sua vida e siga em frente, em humildade e reverência. Seja um exemplo para os que o rodeiam e alegre-se por ser um mensageiro que sabe como honrar o seu próprio caminho e as suas próprias escolhas.

 

Eva Veigas

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

♥♥♥

Bio

Consultas

Dias de Nascimento

Ano Universal

Anos Pessoais 2009

Anos Pessoais 2010

Anos Pessoais 2011

Anos Pessoais 2012

Anos Pessoais 2013

Meses Pessoais em 2011

Meses Pessoais em 2012

Meses em 2013

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D